9 de janeiro de 2012

Desafio das 100 Flexões



Como uma das minhas resoluções de ano novo foi aprender a fazer flexões como-deve-de-ser, achei por bem pôr desde já mãos à obra, neste caso braços, enquanto a motivação está no auge.

Ao contrário dos meus membros inferiores, que exercito regularmente e são tonificados q.b., os meus braços parecem esparguete demasiado cozido e sou capaz de perder no braço-de-ferro com uma criança de 5 anos. Por isso, resolvi juntar o útil ao agradável e começar o ano a ganhar mais força e definição nos membros superiores. Para tal, vou seguir o programa de treino One Hundred Push Ups.



Este treino permite que qualquer pessoa, independentemente da forma física, chegue ao fim de seis semanas assim:



Ok, se calhar não exactamente assim.



Antes de iniciarmos o treino devemos realizar um pequeno teste, para saber quantas flexões completas e bem executadas conseguimos fazer, e assim sabermos qual o nível em que devemos começar. Sem surpresas, eu e os meus braços refegados ficamos no nível 1, o mais básico.



O que significa que este é o treino que me espera na primeira semana:


Ou seja, em dias intercalados (vou apontar para Segunda, Quarta e Sexta):
  • No primeiro é uma sessão de 2 + 3 + 2 + 2, com 60 segundos de descanso intercalado, e no final fazer o máximo de flexões possíveis (mínimo de 3).
  • No segundo dia é uma sessão de 3 + 4 + 2 + 3, com 90 segundos de descanso intercalado, terminando com o máximo de flexões possível (mínimo 4).
  • No terceiro dia é uma sessão de 4 + 5 + 4 + 4, com 120 segundos de descanso intercalado e terminando com o máximo de flexões possível (mínimo 5).

Na segunda semana é semelhante, excepto o nível de repetições ir aumentando, e assim sucessivamente, até à semana 6, em que é suposto terminarmos com o almejado número de 100 flexões.


Hoje dia 1 - semana 1.

So far so good.


(Vou dando notícias).

Sem comentários:

Enviar um comentário