14 de março de 2012

Relativizar

Treino de hoje:

Final da tarde
Distância: 6km (recuperação)
Tempo: ?*

* O meu relógio apagou ainda antes de começar a correr. Espero que seja apenas falta de pilhas. Vou saber amanhã, quando comprar umas novas. Como também não levei telemóvel, não pude utilizar nenhuma aplicação GPS.

Pergunta: Como controlam as vossas distâncias e tempos? Têm todos um Garmin ou utilizam alguma app?


Hoje foi o meu regresso aos treinos depois dos tortuosos 15. Agora, parece que o pouco dorido que ainda sentia nas pernas desapareceu. As pernas doridas curam-se com mais corrida, quem diria!
Fiz o meu percurso habitual, sempre junto ao rio, e notei que já se começam a ver novamente muitas pessoas a correr. Geralmente, durante o Inverno, são meia dúzia de gatos pingados, mas agora, com os dias a ficarem maiores, cada vez se vê mais gente.

Vamos lá, pessoas saudáveis!


Durante a corrida pus-me a pensar (eu tenho sempre pensamentos muito profundos durante a corrida. Ou sobre comida. Ou só parvos. Mas hoje foram profundos) que não tenho razões para me sentir mal com o que eu acho ser uma fraca prestação.

Quando contei aos meus colegas no trabalho que tinha feito a minha primeira prova de 15km, eles pensavam que eu estava a gozar. Depois, quando viram que eu estava a falar a sério, disseram que eu era maluca. "15 quilómetros?? Isso é buéeeee!!"
E é verdade, 15 quilómetros é "bué". Não sei porque é que eu achei que o facto de ter tido dificuldades em completá-los me tornava uma fraca ou, deixemo-nos de tretas, uma "falhada".

Há um ano eu não conseguia correr 2 quilómetros seguidos. Ao fim de 5 minutos de corrida parecia que me ia saltar um pulmão pela boca. E no domingo completei uma prova de 15 quilómetros. Se espero um dia correr mais? Sim. Mas não me posso esquecer que, ainda em Dezembro passado, 10km eram a minha Maratona.

Estes meus colegas lembraram-me que correr é difícil. Não a técnica em si, que não tem grande ciência,

mas a exigência física. É duro, cansativo e desgastante. Alguns deles (os colegas), que fazem ginásio, confessaram-me que nem 5km correm nas passadeiras e, quando o fazem, custa-lhes muito!

Mas, o que eles não sabem, é tudo o que de bom também nos pode trazer a corrida. Para além dos óbvios benefícios físicos (agora, um aparte para as meninas: Meninas, é verdade, se querem emagrecer é com a corrida! Vão por mim, que corro há cerca de um ano e já perdi peso onde queria e onde não queria também, se é que me entendem... ok, nas maminhas pronto), há também todos os benefícios a nível psicológico. Se me irrito, vou correr e passa, se estou enervada, vou correr e passa, se estou feliz, vou correr... e às vezes também passa ahah (brincadeira).

Não é novidade nenhuma que estou viciada nas endorfinas da corrida. Sinto-me sempre bem depois de correr, com a sensação de dever cumprido, mesmo quando não é uma corrida particularmente boa. Diria até que principalmente quando não é particularmente boa, porque sabemos que foi difícil, mas se ultrapassámos aquilo, conseguimos ultrapassar tudo.

Por isso, quando estiver particularmente piegas, vou-me lembrar que há pouco mais de um ano eu não conseguia correr mais de 10 minutos seguidos e hoje acho que correr 6km é um "treino leve".


Se eu consegui e continuo a tentar superar-me a cada dia, ainda que com pequenos percalços no caminho, vocês que me estão a ler e que até podem achar que nunca iriam conseguir correr na vida: é mentira, também conseguem.


E porque imagens de corrida com frases motivacionais nunca são demais (rima e é verdade):


E sempre com imagens de mulheres jeitosas, um bónus para os leitores masculinos.


Boa noite!


7 comentários:

  1. se querem emagrecer é com a corrida! --- » grande verdade, só que há pessoas q n entendem ! lol pensam que se andarem numa bicicleta estatica 20 min é a mm coisa ! aiiii
    e eu bem tenho q correr mais !!!

    é normal q ainda estejas ressentida a nivel fisico 15 km é mesmo bué!! :P

    Quando estou a correr agr no gym n penso em nd profundo pq tenho so marmanjus a levantar pesos a frente, mas qdo corro ao ar livre também faço sempre umas reflexões parvas ( n és a única ) e é tão bom! liberta-nos imenso!

    bjinho

    ResponderEliminar
  2. "O facto de me privar de várias coisas que me apetecem depois tem este efeito.
    Eu já disse para mim mesma que não vou ser tão exigente e restritiva mas depois acabo por não conseguir cumprir.
    Mas vou conseguir. Ontem já passou.
    Não, não fico mtas horas sem comer. Como cada 2h30/3h. Mas há dias que a fome psicológica não me larga. Ontem foi um dia desses. A TPM tb não ajuda.
    Hoje já acordei melhor.
    :)

    Bjinhos e boas corridas"

    Olha, nada melhor para curar as dores no dia seguinte a qq treino doque fazer o mesmo.
    Eu sou assim. :D
    Bjinhos

    ResponderEliminar
  3. A corrida e mesmo assim.. eu fui do sofá a uma meia maratona em 1h39m52 segundos..

    Demorei um ano :) e perdi 20kg correndo.. sem medicamentos ou nutricionistas :)

    Perder peso correndo.. sem duvida!!

    eu controlo os kilometros pelo google maps.. mas em treino acho q aquilo nunca bate muito certo.. porque nas provas faço sempre ritmos q nunca consigo em treinos..

    ah e sigo o plano de treinos personalizado da asics..

    :) gratuito e online

    ResponderEliminar
  4. Que esperançada que fiquei depois de ler o teu post.
    Eu vou conseguir! Eu também vou conseguir!!!!
    Só não gostei da parte das miminhas, mas pronto, nada é perfeito…
    Onde estão os teus ténis novos? Quero ver!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Nainho: Às vezes também crio percursos no google maps, e as distâncias não variam muito. Penso que deve ser normal que, com a adrenalina, nas corridas consigas ser mais rápido do que em treinos. Esse plano de treinos da asics tenho de ir ver, costumo utilizar a Runner's World para isso, conheces? E de 0 para 21km num ano, e com perda de 20kg, é muito bom!! Só revela a tua força de vontade, parabéns!

    Carla: Claro que consegues! E quanto aos ténis, tenho de tratar disso. :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Olá :) Lamento, não encontro artigos científicos sobre os benefícios cardiovasculares da farinheira :P Por outro lado, a farinheira não é mais do que carne com farinha, por isso não é assim tãããããão mau (só é um bocadinho) :P Eu nunca comi farinheira, mas gosto de alheira (que também não é mais do que carne com alho) (ou pelo menos é o que eu digo a mim própria enquanto como) :P

    A tua história é de facto inspiradora, não me canso de o dizer. Eu não sou pessoa de correr muito, mas para a semana lá me vou aventurar na Quinta das Conchas a ver o que dá :P

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  7. Hoje em dia, um garmin é um aparelho barato e muita utilidade para o atleta... podemos controlar o ritmo no treino e na corrida...qualquer coisa, diga, vejo uns preços bons com uns amigos da marca

    ResponderEliminar