29 de abril de 2012

7ª Corrida do Benfica (António Leitão)

Ora cá estamos para mais uma crónica desportiva, mas desta vez não vou fazer uma versão condensada e revelar desde logo o final, vão ter de ler até ao fim.

Ainda estão comigo? Então vamos a isso.

Acordei às 8h00, com tempo suficiente para fazer as coisas nas calmas, porque a prova só começava às 11h. O dia estava assim a modos que quer-chover-e-já-não-quer, mas eu pensei que, desde que não caísse uma grande trovoada, uma chuvinha até seria bem vinda, para refrescar. Tomei o pequeno-almoço do costume e às 9:15m já estava à porta da casa dos meus pais. Isto porque eu tenho sempre de arrastar o meu pai para estas coisas porque ele é a minha "lebre" oficial (= ele não sabe, mas é). Para quem não domina o léxico desportivo, uma "lebre" é alguém que vai a puxar por nós, para conseguirmos melhores resultados ou, pelo menos, mantermos o ritmo desejado. Portanto, nesta fase, eu ainda acho que ele é fundamental porque eu sozinha tenho tendência a ir sempre demasiado devagar, porque não quero, imaginem, cansar-me. Porque obviamente não é para isso que servem as provas, para uma pessoa testar os limites e cansar-se, é para ir devagarinho a ver as vistas... Enfim, sou uma mariquinhas.

Fomos bastante cedo porque ia com um pouco de medo de ter dificuldade em arranjar estacionamento, mas não houve problema nenhum, consegui um lugar a cerca de 150 metros da partida.

Como tinha tempo para gastar, já sabem o que isso significa: foto-reportagem!

O Campo de Futebol. ;)

Eusébio (estátua), muito solicitado para fotografias.
Tive de o apanhar de perfil, para não apanhar nenhuma pessoa de frente na foto.

Foi mais ou menos neste local que vi o Nélson Évora, que, muito concorrido, também pedia por socorro no meio de uma multidão que o abraçava para fotos (ele não disse nada, mas eu vi nos olhos dele que pedia por socorro).

Nesta altura estava a dirigir-me para o estádio, que era na direcção oposta à da partida, porque claro que não podia começar uma corrida sem ir à casa-de-banho primeiro. É quase uma tradição, não é a mesma coisa sem isso e estou até convencida que foi esse o motivo do meu descalabro nas Lezírias (se bem se lembram, cheguei em cima da hora e foi logo começar a correr).

Claro que casa-de-banho feminina não é a mesma sem a sua fila a sair pela porta, mas estive entretida a ouvir a maledicência de mulheres que criticavam a t-shirt do Benfica, que a do Sporting tinha sido muito melhor, porque era "técnica" e que pelo preço bem que podiam ter feito uma melhor. Foi o que ouvi, porque não fui à Corrida do Sporting o ano passado por isso nem sei como era a t-shirt, limito-me a transmitir o ocorrido nas casas-de-banho da "Catedral" da forma mais imparcial possível (Só eu seeeei, porque não fico em casaaaa!). Imparcial.

Quando saí da casa-de-banho e poucos segundos depois de tirar esta foto:


encontrei  outra vez a Carla! Quer dizer, desta vez foi ela que me viu a mim. E com ela estava também o Pedro, de quem já conhecia o blogue e agora fiquei a conhecer o atleta (és muito mais alto ao vivo!) :) Foi aqui que disse à Carla que para o ano vamos correr uma Meia-Maratona e ela disse que sim. E toda a gente sabe que uma promessa feita em frente à Media Markt é uma promessa para se cumprir, por isso agora já não há escapatória possível.

A caminho do local da Partida.

Todos juntinhos na linha de partida, para não ter frio, tornei a encontrar o Pedro com quem o meu pai ficou a discutir glórias passadas (Pai: ah e tal quando eu era novo cheguei a fazer a Meia da Ponte em 1h30. Pedro: Ah e tal, qualquer coisa em ser/não ser o Pepe Rápido e ir tentar fazer a prova abaixo dos 50min.) Não sei se foi bem isso que disseram, porque eu só pensava como já teria sorte em conseguir fazer os 10km em 01:01, que sempre era abaixo do tempo anterior... Cada qual com a sua cruz, não gozem.

Geralmente fico sempre bem para trás na linha da partida, porque não gosto de ficar logo à frente e atrapalhar quem começa mais rápido. Mas desta vez acho que fiz mal, porque já só passei a linha uns 2 minutos depois do tiro de partida e o início foi um pouco caótico, sempre aos cruzados a tentar ultrapassar pessoas. Mesmo assim, passámos a marca do km1 a contar 6 min. no relógio, o que me admirei em saber e fiquei contente.

Os primeiros quilómetros foram o constante passa, não passa, tentar abrir caminho por quatro e cinco pessoas que chegam a correr lado a lado na conversa (a sério, minha gente!). Nisto, passei por um senhor assim com já mais idade que levava uma t-shirt que dizia "Por quem não pode" e que achei muito inspiradora. Como é que me podia queixar quando, na verdade, há tanta gente que gostaria de poder correr, ou até mesmo caminhar, e por razões de doença ou outras não pode?

Por volta do km3 entramos nos túneis do estádio da Luz, onde começa um eco de pessoas a cantar SLB, SLB, SLB dipensava-se e tornamos a sair já no estádio, para uma meia volta em pleno campo, tornando logo depois a sair. Aqui, apercebi-me de como esta prova tinha mesmo muitos participantes. É que, geralmente, passando os primeiros quilómetros a multidão começa a dispersar e ganhamos mais espaço para correr, mas neste caso continuava a ter sempre dificuldade em ultrapassar pessoas, estava sempre cercada por todos os lados.

Foto do troço percorrido (tirada no final da prova).

Para terem uma noção da velocidade de certas pessoas, quando estávamos a chegar ao km5 começámos a ver os primeiros atletas já a voltar para trás (o percurso a partir desta parte era em U) a correrem os últimos metros antes da meta. E pensar que passei o km5 na casa dos 30 minutos e estava contente!

Para mim, esta parte desde o km5 até mais ou menos ao km7 foi a pior, porque começamos a ver todos os atletas que já vêm do outro lado da estrada, a voltar para trás, num percurso no qual nós ainda estamos a ir para e nunca mais vemos onde fica o raio da curva de retorno (sim, era isto que eu estava a pensar).

Passando o km6 encontrei um rapaz que era meu vizinho do antigo bairro, que já caminhava, e que o meu pai convenceu a acompanhar-nos durante um tempo, embora tenha acabado por ficar para trás, por, nas palavras dele, não se ter preparado bem para esta prova.

Quando finalmente se avista a rotunda onde iremos voltar para trás, o meu pai pergunta-me se quero acelerar um pouco e, como eu até me estava a sentir relativamente bem, disse que sim. Passámos o km7 com o relógio a bater nos 48 minutos e eu comecei a ficar com esperanças de conseguir terminar antes da 1h. Reparei em duas raparigas que levavam uma t-shirt com a frase "Derrete Banhas" e achei tão engraçado que até me ri, alto, pelo que podem ver que ainda tinha algum oxigénio disponível. E é pouco depois de eu me rir que uma rapariga que, se não me engano, levava uma t-shirt a dizer "Pernas de Gafanhoto" (adoro entreter-me a ler os nomes que arranjam para as equipas, alguns são muito originais) cai mesmo à minha frente. E foi mesmo uma queda dolorosa, pelo som. Fiquei num impasse: "E agora? Ajudo-a a levantar-se? Sigo em frente?" Que teriam feito? Eu acabei por ajudá-la a levantar-se, com a ajuda de outros senhores que seguiam atrás, perguntei se estava tudo bem e segui. Não sei quanto tempo perdi nisto (penso que não mais do que 20 segundos?), mas quebrou-me um pouco o ritmo. Fiquei a pensar se não teria sido melhor seguir caminho, porque entretanto a rapariga levantou-se e continuou a correr, parecia estar bem (pelo menos ali, a quente), mas sentia-me mal se tivesse ignorado uma situação que se passou mesmo ali à minha frente. Afinal, não é como se estivesse a concorrer para o pódio.

Mesmo assim, o meu pai continuou a apertar, por isso nem olhei para o relógio quando passámos o km8, com medo de poder ver algum número que não gostasse e que me desmotivasse tão perto do fim.

Passando o km9, uma última subida mais inclinada ao entrar para o estádio, onde surgem muitos atletas da prova de 5 quilómetros, o que congestionou um pouco a zona, e um último "sprint" a descer para a meta, na Praça do Centenário.

Relógio: 01:00:44. Tão perto.

Foi um misto de emoções, porque claro que fiquei contente, tenho vindo a melhorar o meu tempo em todas as provas de 10km que faço, mas, por outro lado, saber que fiquei tão perto de baixar da 1 hora levanta muitos "ses". E "se" tivesse começado a apertar na velocidade mais cedo, e "se" tivesse começado a prova sem tanta gente à frente para me desviar, e "se" não tivesse parado aqueles segundos, e se, e se...

E começa a chover.

Tudo a abrigar-se dentro do estádio.


Eu não sou uma corredora "natural". Sou magrinha (6kg perdidos desde que comecei a correr, uma média de 100 calorias perdidas por 10 minutos de corrida - quem precisava de mais incentivo para correr, aqui está! Corram), mas não sou veloz. Há pessoas que evoluem muito rapidamente e parece que nasceram para correr, eu não sou assim. Eu luto muito para conseguir baixar um minuto que seja no meu tempo, mesmo que o tempo, já de si, não seja grande coisa. Por isso ficar assim tão perto de baixar da 1 hora, sabendo que podia fazer mais, sei lá quando torna a acontecer!

Já para a semana!

Tenho outra corrida de 10km para a semana, mas desta vez devo ir sem "lebre".

Por isso provavelmente ainda não vai ser para a semana (ler acima o facto de, sozinha, ser uma mariquinhas que não quer cansar-se a correr nas provas)...

Mas vai ser em breve.


Entretanto: 01:00 (e 44 segundos), amei ver-te. Beijinhos.


A t-shirt da prova, que pedi em tamanho maior para ficar para o meu irmão.

A medalha.

18 comentários:

  1. Ohhhhh gostei tanto de ler este post... aliás tanta coisa poderia ter sido dita por mim!!! A gritaria dispensável no estacionamento (gastaram o folego não sei bem porquê... a rotunda antes dos 7km que nunca mais chegava...as senhoras com a t-shirt "Derrete Banhas"... a subida aos 9km cheia de pessoas dos 5km (quase que se tinha de pedir licença para passar)...
    A diferença foi que quando cheguei à meta já chovia torrencialmente lol

    AH, é verdade... no meu grupo também houve críticas à t-shirt (parece que a do Sporting no ano passado era melhor...lol) que pelo que pagámos devia ser melhorzinha e terem-nos dado umas ofertazitas melhores...

    Mas enfim... eu gostei da corrida independentemente das tendências clubísticas!!!

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Muito bem! Para dar continuidade aos teus "ses"... SE tivesses ido connosco fazias 1:00:00 ;) (ou não)

    Boa semana!

    ResponderEliminar
  3. Olá! :D

    Entendo que tenhas ficado com aquela sensação de 'aaaah tão peeeerto', mas mesmo assim melhoraste em relação ao tempo anterior ;)

    Adorei ler o teu relato :D

    Eu devia dizer alguma coisa mais profunda, mas estou louca de alegria porque somos campeões :D:D:D:D:D:D

    Beijinhos!

    (Campeões!)

    ResponderEliminar
  4. Boa boa.
    As provas dão-te experiência, vais-te conhecendo melhor. Baixares da 1 hora está perto, com ou sem lebre. ;)
    E uma (grande) correcção, a promessa da meia maratona não foi em frente ao Media Markt, foi á porta da Megasore do Benfica. Tem muito mais valor. ;)

    Beijinhos e um cumprimento especial á lebre. :)

    ResponderEliminar
  5. muito fixe ! grande descrição ! se tivesse sido para a semana tinha ido porque vou estar por lisboa ! ainda deu para umas fotinhas ! :) adoro a tshirt e a medalha !!! e realmente n existe nada melhor para perder peso que correr !!! :P

    beijinho e boa semana

    ResponderEliminar
  6. Pedro: Ah bom, então nesse caso, se foi em frente à Megastore, a promessa só conta para quem é do Benfica. Ou seja, Carla, já sabes! ;)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. n é parabéns à ju é à lu , luciana ( n me arranjes problemas ) ahahaha
    eu mando vir do site espanhol onde o meu namorado encomenda os suplementos, aqui não se há, mas posso tentar saber !

    ResponderEliminar
  8. olá:) bem, eu ja tenho uns problemazitos que me fazem poder ter certas infecções, mas á parte disso, experimenta pôr o parmesão...hmmmmm(adoro parmesao) e sou sincera, sempre vi risottos, nunca comi, chamei o meu assim porque é com arroz de risotto e fica húmido mas nao muito, e gostei mesmo muito. só experimentando:) quanto á infecção, so ontem comecei o antibiotico...so daqui a 3dias dá pra saber se era so isso, e como estou. ha-de correr plo melhor...saudades do exercicio:( aaaahhh inveja! so fui uma vez a esse estadio maravilhoso:)(pra mim o maior ihih) e 44segundos?para a proxima consegues de certeza!! tens de conseguir, va!(sou eu a fazer de lebre:D) nao mencionando que ao ler o teu post, no km 6 já eu estava a pensar, ai jesus foram 10km?!:p beijinhos e uma excelente semana!

    ResponderEliminar
  9. Parabens, os 59:59 estão ai muito perto, numa proxima prova consegues de certeza fazer isso.

    Ah mesmo não tendo visto a camisola do benfica deste ano a do Sporting era mesmo melhor :P

    ResponderEliminar
  10. Muito boa prova , estas mais q preparada para fazer os 15km.. e no outono fazer a meia maratona ;) basta treinar 3-4 vezes por semana :)

    Continua ;)

    ResponderEliminar
  11. Estiveste muito bem, parabéns!!!
    Promessa, qual promessa? Eu nem estive ontem no GRANDE Estádio da Luz. Devem-me ter confundido com outra atleta maravilhosa.
    Brincadeirinha! ;-)
    Fica já aqui registado não uma mas duas promessas.
    1ª Promessa: Vamos fazer a Corrida das Lezirias, e quando acabares vais-te rir do que aconteceu na anterior.
    2ª Promessa: Sim, vamos à Meia (o acabar logo se vê…).
    Temos que combinar uns treinos mais ou menos em conjunto.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Quem me dera um dia fazer esse tempo! Tal como tu, não sou uma corredora natural... É sempre um esforço baixar o tempo e mantê-lo então...

    Para a próxima será melhor e vais ver que não precisas da lebre!

    Beijinho

    P.S.- A minha "lebre" também foi á prova, eu não fui porque não lhe queria estragar o tempo ;)

    ResponderEliminar
  13. Olá, Corredora.
    Primeiro que tudo Parabéns pelo teu post, está uma descrição excelente da corrida do Benfica, Uma prova para todos os gostos mas com uma t-shirt pior que a do Sporting.
    Os 44s vão desaparecer sem dares conta, primeiro porque a evolução acontece, segundo porque esta prova não é própriamente fácil nem plana e por último porque a tua vontade vai fazer com isso aconteça, quem sabe na corrida do Oriente, pois é plana e tem 10km sempre a abrir.

    Boas Corridas
    Filipe Fidalgo
    http://www.corredordedomingo.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. Carla: Olha que se eu me inscrevo numa Meia-Maratona é para terminá-la, nem que seja de rastos! Preferia terminar ainda de pé, por isso vê lá! ;)

    Soft's Cakes: Eu também não gosto de ficar com a sensação de que estou a atrasar pessoas, por isso é que convenço o meu pai porque, bem, é o meu pai e é "obrigado" a esperar por mim! ahah :) Mas com mais treino vamos lá, não desistas!

    Filipe: Obrigada! Estou a ver que a questão das t-shirts é unânime. :) Em relação à Corrida do Oriente, é a zona onde costumo treinar. Só tem o mal de apanhar a parte da estrada em paralelos, mas lá que é plana, é! Boas corridas!

    ResponderEliminar
  15. Companheiros(as), tenho que defender a "minha dama".
    Sobre a questão das camisolas, parece-me que é uma questão de português. Uma não é melhor que a outra, são diferentes. A do Sporting é técnica e a do Benfica não é.
    Na minha humilde opinião acho que a do Benfica devia ser técnica mas o "pior" é o aspecto. Enquanto a do ano passado era amarela com os desenhos a preto, a deste ano é mesmo á Benfica. Pessoalmente, mesmo sendo o meu clube, não me interessa treinar "á Benfica", preferia mais sóbria.
    Mas sabem como é o marketing e as suas estratégias. ;)

    ResponderEliminar
  16. Pedro: Concordo ctg, clubismos à parte, também não gostaria de treinar "à Sporting". Aliás, é raro usar as t-shirts das provas, a não ser a da S. Silvestre dos Olivais, que é técnica e DISCRETA. Não gosto de fazer publicidades a corridas, não vão as pessoas pensar que eu corro muito. :) Boa corrida amanhã!

    ResponderEliminar
  17. Vi agora que sem querer comentei com a outra " identidade" que só utilizo para questões profissionais. :o) A Soft's Cakes sou eu :o)

    ResponderEliminar
  18. Muitos parabéns, boa prova :-)
    Adorei os teus relatos e as fotos.
    Está tudo muito bem menos uma coisinha: o clube 'mencionado', cof, cof (estou a brincar...).
    Um beijinho.

    ResponderEliminar