19 de abril de 2012

Correr para ver o jogo

Hoje de manhã quando acordei à hora proibitiva, 6h30, cheia de boa vontade para ir correr, o que aconteceu? Estava a chover, pois claro! Mas eu estava decidida a ir treinar hoje, por isso aproveitei para tomar o pequeno-almoço com mais calma

Este é o aspecto de um "pequeno-almoço com mais calma"


e comecei a planear o meu trabalho de forma a conseguir despachar-me mais cedo. É que hoje tinha combinado ir jantar a casa dos meus pais porque jogava o Sporting, e eu gosto de ver jogos do Sporting com o meu irmão, porque ele é do Benfica e há sempre picanços mútuos e muitas bocas foleiras. Ahhh, o amor fraternal!

Acontece que o planeamento não foi grande coisa, porque cheguei a casa já depois das 19h. Como o primeiro planeamento correu tão bem, fiz outro: "Vou dar a minha volta habitual, mas em vez de voltar para trás, sigo directo a casa dos meus pais e consigo, com sorte, encaixar 10km de corrida entre este exacto momento e o início do jogo". Boa ideia.
Ora, quando saí de casa para começar a correr, já eram 19h15. Uma pessoa mais treinada teria tempo para correr 10km e ainda parar para beber um cafézinho, mas eu sabia que ia perder o início do jogo. Não faz mal, fui na mesma.

Treino de hoje:

Distância: 10km
Tempo: 01:02:02



Este treino foi muito engraçado, porque nos primeiros 5km corri abaixo dos 6m/km e estava toda contente "I'm the queen of the woooorld!". Depois os quilómetros 5 a 9 foram uma miséria que se arrastou indefinidamente "sou uma lesma, acabem com o meu sofrimento" e, finalmente, o km9 foi do género "vamos a despachar isto que quero ver o jogo".
Acabei por fazer os meus 10km mais rápidos de sempre! (Eu disse que rápido era relativo...) Embora tenha enfrentado uma grande batalha mental nos últimos quilómetros.

Quando cheguei a casa dos meus pais toda vermelhona e transpirada é que me lembrei de um pormenor sem importância: não ia poder tomar banho porque não levei muda de roupa. Não há problema, estamos todos em família, e os meus pais nem se queixaram de que cheirasse a suor. Muito.

O jantar foi bom e o resultado do jogo também. Houve ali uma altura de impasse (golo do Bilbao) em que considerei nunca mais na vida dirigir a palavra ao meu irmão, mas, como gosto muito dele, tudo acabou em bem. Isso e porque o Sporting ganhou.



Agora estou de volta a casa, já tomei banho, e só falta falar do livro do Murakami, para quem estiver interessado.

1Q84, Haruki Murakami

Este livro deu-me uma luta quem nem queiram saber, demorei mais de três meses para acabá-lo. Foi oferta do meu irmão pelo Natal, e eu pedi especificamente que me comprasse a versão inglesa integral, que contém os 3 livros, porque não me fazia sentido estar a comprar a versão portuguesa, em que cada livro está a ser publicado em separado, a cerca de €16 cada um. (Esta versão inglesa custou €25 e está completa).

Claro que isso resulta num livro do tamanho de uma Bíblia


e numa história que custa a concluir.

Quem já leu algum livro do Murakami, sabe que ele dedica grande parte da narrativa a descrições das emoções e monólogos mentais das personagens. Isto, numa história separada em duas narrativas individuais, dá azo a páginas e páginas em que a acção não desenvolve. Houve alturas em que parei a leitura e disse (sim, em voz alta): "Tem lá paciência Murakami, mas vou ali ver qualquer coisa activa e interessante na televisão, como a transmissão em directo de um jogo de Snooker profissional, e volto amanhã. Provavelmente a personagem ainda estará a pensar se fez bem em apanhar o comboio ou se deveria ter ido a pé, por isso não perco grande coisa".
Claro que, também quem já leu Murakami, sabe que é impossível deixar um livro dele a meio, mesmo que às vezes dê vontade de cortar os pulsos de aborrecimento, porque queremos sempre saber o que vai acontecer. As histórias são sempre tão surreais e mirabolantes, que é impossível não ter curiosidade em saber como vai acabar.

Na minha opinião, não sei se existe história para três livros. A narrativa anda ali entre as vidas de duas pessoas que percebemos que terão algo em comum, mas que só se vem a confirmar lá para o segundo livro, se não me engano. E no terceiro livro, talvez para justificar a sua existência, é acrescido um terceiro ponto de vista, de uma personagem que entra um bocado de páraquedas.
Ao contrário de algumas opiniões que já li na net, gostei do final. Não me importo de histórias que fiquem mais ou menos em aberto, porque, como na vida, nem sempre tudo tem que ter explicação e eu até prefiro terminar a pensar "o que será que..." do que achar que o final foi uma grande falta de originalidade. (já me aconteceu com outros livros). Apenas acho que o livro ficaria perfeito com umas boas 200 páginas a menos (e estou a ser simpática).

Se algum de vocês estiver a ler as versões portuguesas, se calhar, como tem tempo entre um livro e outro, não vai achar que se prolonga demasiado, mas eu fiquei com essa impressão.

E é isto. Tenham uma boa noite, que eu estou de rastos e vou-me deitar!

Até amanhã!

15 comentários:

  1. bem...amanha so pra que nao me pese mais na consciencia, vou me levantar às 7.30(ok, nao tao cedo como tu) e vou pôr este CpontoUponto a mexer duma vez por todas! e prometo aqui(ai no que me estou a meter) que nao mais passará um dia que eu nao faça exercicio...va...fins de semana é outra história:p e viva o slb! ai...sorry nao era isto:D beijinhos

    ResponderEliminar
  2. ai mulher...
    Eu estava mesmo a pensar em comprar esse em português, porque em ingles perco-me um pouco, entendo, mas tenho medo de nao entender. ainda por cima eu sou daquelas que se for preciso volta atras para ver se os nomes sao os mesmos, e se nao sei que e nao sei que mais.

    por exemplo, o F. leu o kafka à beira mar em ingles, e ele lê muito em ingles, mas houve coisas que lhe escaparam. conforme eu ia lendo o portugues ia-lhe contanto em que parte estava e ele ás vezes dizia que nao tinha dado conta.

    Mas acho que nao vou ler esse para já
    mas concordo com tudo... nao dá para deixar um livro dele a meio, nem que demore uma vida!!! lol

    por acaso ando a precisar de dicas para ler.
    sabes de algum surrealista com acção?

    esse teu pequeno almoço está realmente bonito :D

    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  3. *Moranguinhos- temos de aproveitar agora que o preço é mais simpático e o sabor bem melhor! Além disso, sou apologista que devemos aproveitar ao máximo a fruta da época.
    Eu preciso mesmo que os livros me estimulem e normalmente se gosto, leio tudo numa virada porque quero sempre saber o que vem a seguir.
    Se diz "rápido" é porque foi rápido! e a tua família gosta de ti de qualquer maneira. Hhhiiihhh :)
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. haha és sempre tão divertida nos teus posts ;)

    **

    ResponderEliminar
  5. levantara essa hora é obra....
    eu adoro o sr. japonês mas esses 3 ainda n li, e o ultimo q li dele custou me a ler também, agora ando a ler o encantador de cães ! lol Bem mais light lolol

    ResponderEliminar
  6. so pra dizer que cumpri a promessa:p mas fiz no mesmo tempo que tu, metade dos km:( porque era a caminhar rápido..mas pronto..:p bom dia!!ah e fiz bicicleta e localizados:)

    ResponderEliminar
  7. Quem me dera correr 1hora =) que espectáculo!! És um máximo, deve saber tãaao bem!

    ResponderEliminar
  8. Que pequeno almoço maravilhoso.
    Em relação a corrida... Parabéns! Eu ando com medo de ir tentar correr 10km. N sei explicar. Lol vamos ver se este fim‑de‑semana o tempo ajuda. Vais a corrida do slb?

    ResponderEliminar
  9. Anda aqui um gajo cheio de vontade de fazer um treino a chuva e nunca chove quando tenho tempo de treinar.

    ResponderEliminar
  10. Hello :D

    O que tinha o teu pequeno-almoço? Porque tinha bom aspecto! :D Para quem passa a vida a choramingar que não cozinha (sim!! Tu!!!) não te safaste mal :D

    Eu prefiro sempre de ler os livros em inglês, até porque são mais baratos. Mas às vezes é bastante difícil: o Harry Potter lê-se bem em inglês, mas ler o Hamlet ou o Pride and Prejudice foi mesmo difícil. De resto, há algum tempo que só leio livros em inglês porque é vantajoso para o cérebro e para a carteira :P

    Muffin e queque é a mesma coisa, mas eu acho que dá um ar mais profissional chamar-lhe muffin xD Mas é um queque vá :P

    Beijinhos e bom fim-de-semana :D

    ResponderEliminar
  11. oi again, ai promessa...ja me arrependi qdo tava a fazer, mas tem de ser assim, so assim ganho vergonha na cara:D nao os abs foram por séries, e vários tipos, mas só parava segundos para retomar..mas amanha nem vou poder tossir:D beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Anónimo23/4/12

    Olá
    Comecei a correr em Outubro do ano passado, caminhava há cerca de um ano e comecei a ficar farta. Mas como sou um bocado exagerada puxei demais e o redultado foi uma entorse. Veio o inverno e parei. Em Fevereiro recomecei. Nova entorse porque feita parva puxei demais de novo. Comecei a fazer as coisas mais lentamente, a correr 20 minutos, dia sim dia não + caminhada até perfazer uma hora. depois aumentai para 30 minutos. Ultimamente corria cerca de 40 minutos e antes de correr caminhava durante 20 minutos. Só que este tempo castra-me a vontade de sair de casa e ao mesmo tempo o não correr faz-me ficar irritada. Como fazes para correr com chuva???
    Usas algum tipo de equipamento que te proteja? Desculpa o anonimato mas não tenho nenhum blogue...

    Ana V.

    ResponderEliminar
  13. Olá Ana V.!

    Antes de mais, obrigada pelo teu comentário! Fazes muito bem em correr, eu também começo a ficar com mais mau feitio quando não faço exercício! :) Mas, como tu dizes, tens de começar com calma, para não criares lesões mais graves.

    Ao contrário de quase toda a gente que conheço, eu prefiro correr com este tempo do que com calor, no Verão. Mas confesso que não tenho um impermeável muito bom, por isso só saio quando estão chuviscos. Se estiver a chover mais, não vou.
    Tenho neste momento um impermeável da Sport Zone, mas só protege se a chuva não for muito forte. Um bom impermeável é um pouco caro, mas há-de ser das minhas próximas compras.

    Boas corridas!

    Qualquer outra coisa que possa ajudar, no que souber, pergunta!

    ResponderEliminar
  14. Anónimo26/4/12

    Olá e obrigada pela resposta! Eu também tenho um impermeável da Sportzone mas tal como o teu só serve para quando chuvisca. Nos dias em que não corres o que costumas fazer? Porque eu adoro correr mas lá está este mêss com tanta chuva - eu sou do norte - não tem dado e eu fico sem saber o que fazer... será que me podes dar umas dicas?
    Obrigada!
    Ana V.

    ResponderEliminar
  15. Ana V.: Os meus desportos favoritos são correr e caminhar... o que tem de ser forçosamente ao ar livre! Mas, caso não estejas ou não queiras/possas inscrever-te num ginásio (que é uma boa alternativa aos dias de chuva), podes sempre fazer alguns exercícios em casa, que é o que eu faço. Na net há muitos sites e vídeos que podes acompanhar (já falei de alguns aqui no blogue, pesquisa na etiqueta Exercício Físico!).

    Se tiveres uma bicicleta estática é muito bom para completares a corrida e aproveitar os dias de chuva! (Eu tinha uma na casa dos meus pais, agora já não tenho).

    Quando se quer mesmo, arranja-se sempre forma de fazer algum exercício! :)

    Continua!

    ResponderEliminar