23 de abril de 2012

Serranices

Sábado à tarde, fui dar uma corrinhada (termo descaradamente roubado à Sweet68 - não me processes, sou pobre), um misto entre corrida e caminhada, neste caso, pelos montes. Sigam-me.

(Aviso: carradas de fotos)

O caminho.

A civilização já lá ao fundo.

Sempre a subir.

Basicamente, ia sempre a andar e quando aparecia um troço mais nivelado arriscava uma corrida. Não muita, que o ar rarefeito da serra cansa (tenho um óbvio futuro como corredora de trails).

Pequeno açude.

De qualquer forma, havia troços em que seria muito complicado correr, mas fartei-me de subir rocha e descer rocha e ainda hoje estou com as coxas doridas e já me fartei de amaldiçoar a hora em que vim morar para um prédio antigo sem elevador.


Mina.

Tirei a foto acima e pus-me logo a milhas, que eu tenho um medo que me pelo de minas, grutas e tudo o que sejam locais escuros e claustrofóbicos. Admiro-me bastante com as pessoas que se dedicam à espeleologia como hobbie, e que se enfiam em sítios assustadores de livre vontade. A única gruta em que entrei na vida foi a Gruta da Moeda, e isto apenas porque era "espaçosa" e iluminada. Não sei se os túneis da Quinta da Regaleira também contam como grutas, mas também entrei nesses (mais uma vez, espaçosos).

Este é mais o meu tipo de paisagem.

Quando já tinha corrinhado bem mais de uma hora, comecei a ver umas nuvens estranhas a descer a montanha e achei melhor voltar para trás.

Nuvens estranhas.

Não chegaram a ser avistados javalis.



Depois, fui com os meus primos tamanho júnior até ao palheiro da família, para vos poder mostrar as maravilhas de se viver no campo.

Galinhas bebé.


Deve haver muita gente que acha os pintainhos uma coisa fofinha, mas eu tenho um trauma de infância com galinhas e olho para a foto acima e só me lembram pequenas crias do demónio.

Demónios.


Já os meus primos juniores não têm problema nenhum em pegar nos pequenos monstrinhos e encher a prima sénior de vergonha por ser tão mariquinhas.

Mariquinhas não, com trauma de infância!

Já os coelhinhos, sim, são fofinhos e dá-me uma pena tão grande vê-los assim fechados e sabendo o destino que os espera...

Awwwww....


Ainda bem que não tenho uma quinta, porque ia afeiçoar-me aos animais e passavam todos a ser de estimação. Ia ser uma grande família.

Ainda pensei regressar ao palheiro pela calada da noite para abrir as jaulas e "fujam coelhinhos, fujam", mas coisas como esta fizeram-me pensar duas vezes:

Teia de aranha GI-GAN-TE.

Nem quero pensar na aranha mutante que a criou. Diz que serve para evitar as moscas. Eu acho que preferia as moscas, mas que sei eu.


Por último, esta viagem à Serra serviu também para me atestar de bens alimentares essenciais.

Ups, foto errada.

Estou a referir-me a queijo da serra (o queijo é sempre um bem essencial mas shiuu o meu colesterol não pode ouvir), compotas caseiras e mel das abelhas vizinhas (conheço pessoalmente as abelhas, por isso é mel de confiança) para substituir o triste restinho que ainda tinha:

:(


Hoje, ao fim da tarde, fui correr 5 vagarosos quilómetros, para ver se as dores nas coxas acalmam um bocadinho e também para poder enfardar queijo da serra ao jantar. Amanhã digo se a prova foi superada.

- Como foi o vosso fim-de-semana?
- Algum local favorito para irem caminhar/correr?

14 comentários:

  1. Olá :D

    A tua reportagem fez-me lembrar porque sou uma menina da cidade :P Também tenho medo de galinhas, aliás, de tudo o que tenha bicos :P

    Eu disse mesmo 'aaaaw' na foto do coelhinho :) Eu já tive uma coelha (sim, eu gosto de roedores) toda branquinha, a Lucy (nada a ver com a Luciana Abreu atenção). Mas teve um final muito infeliz :(

    No 2º ano em microbiologia nós demos que as crianças podem apanhar botulismo do mel caseiro, por isso cuidaaaaaaaaaaaado :P Estou a brincar :P Por acaso gosto imenso de queijo da Serra :D

    Beijinhos :D

    P.S: Por acaso neste último caso que houve de intoxicação por cogumelos (eram três senhores indianos salvo erro) eu estava no estágio de Cirurgia no Curry Cabral e assisti ao transplante hepático de um deles. Foi bem giro :P

    ResponderEliminar
  2. Eu vivo entre a "cidade e as serras". Já me disseram para meter uma ovelha no quintal para comer as erva. Iria ser uma ovelha de estimação porque sou incapaz de comer animais que veja vivos.
    O que é que é "zimbro mel"?
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. amava ter ido contigo!adoro esses caminhos que nos deixam mortas mesmo quase sem correr:) bem, isso nao era uma teia!era antes um cobertor!:D eeii!eu fiz tambem os meus míseros 5km...nao me ponhas abaixo:D amanha subo para 7km vá...Uma vez fiz uma caminhada sem parar de 4 a 5h ja nao me recordo, em montanha...amei mesmo, pesa no corpo mas liberta a alma, ate porque de corpo nao sobra muito depois de tanto trilho e sobe e desce e puxa:D beijinhos

    ResponderEliminar
  4. ai que mel!!!
    o meu pai tambmém me trouxe um frasquinho de mel da aldeia, no inicio do inverno, que era uma delicia mesmo bom.

    Eu acho que prefiro a teia. LOL
    é que sitio com animais no verão é só moscaredo!!!

    eu tenho um trauma com coelhos. um dia comprei um coelho para oferecer a uma amiga, mas o coelho parecia que tinha o demo no corpo. arranhou me o peito todo todo. lol

    também gosto do corrinhada:D

    Beijinhos grandes e até amanha ***

    ps: já "desseguiste" e voltaste a seguir o blog?"

    ResponderEliminar
  5. eu tinha medo de andar pela serra alone ainda por cima com essas nuvens! Lol qto aos animais da quinta, em casa da mha a avô tb tenho alguns por isso convivi de perto com tds! o meu fds foi bom! agr venha o feriado Lol. bjinho
    PS. no meu blogue leste mal ainda falta 2 meses :)

    ResponderEliminar
  6. Estou contigo! Bichos? Não obrigada!
    Meninas da cidade…
    Ao menos a paisagem compensa ;-)
    O fim de semana foi bom, a corrida no Domingo correu muito bem, consegui fazer menos +/- 3 minutos do que o habitual (nota: o habitual foram 3 vezes), deve ter sido da ajuda dos 2,5Km a descer, mas isso agora não interessa nada, sou a maior!
    Amanhã? Sempre vais?
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito das paisagens... estou a viver junto à praia mas vou quase todos os 15 dias a casa, às origens e tema sim serrinha, tem galinhas, coelhinhos e sim, queijo da serra e muitos enchidos =) é uma perdição! Acho que é quase uma dádiva ter sítios assim para poder sair da loucura onde vivo semanalmente =)!

    ResponderEliminar
  8. Carla: Baixar 3 minutos é muito bom, és a maior sim senhora!
    Já mandei um email para trocar do percurso A para o B, acho que em princípio não há problema. Por isso sim, ou num ou noutro, lá estamos! :)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  9. Tadinho do coelhinho! Sou como tu, adorava ter uma quinta mas depois era uma grande família, mais animais do que humanos! :P
    Devo dizer-te que gosto muito do teu "tom" energético e bem disposto, deixa-nos logo com um sorriso! :)


    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  10. Vou fazer o B, se passares por uma tartaruga já sabes, sou eu!
    Diz “Olá” e continua, não vale rir!
    Beijinhos e boa corrida para amanhã!

    ResponderEliminar
  11. Carla: Se te vir/reconhecer digo um "Olá", sim. E acredita que, mesmo que fosse caso para rir, ia estar demasiado cansada a RESPIRAR para o fazer! lol ;)
    Boa corrida!

    ResponderEliminar
  12. Ó amiga, estás à vontade. Eu venho aqui para me inspirar para começar as corridas, logo considero-te a minha madrinha e portanto podes praxar-me à vontade, incluindo puxar para ti as corrinhadas :)

    Quanto à serra, as imagens são inspiradoras, só não sei se me aventurava sozinha que sou uma mariquinhas...

    Awww para os coelhinhos e para os pintainhos, são tããão fofinhos. Eu cá pensava que as teias de aranha nas aldeias eram só porque as pessoas não estavam para se maçar muito a limpar :)) Sou mesmo gaja de cidade... Beijo

    ResponderEliminar
  13. Que belo local para treinar. Agora já entendo porque fizeste tão bem o Monge! Com esses estágios também eu!

    ResponderEliminar
  14. Jorge: É na Serra das Estrela, é muito bonito. Ali também se treinam umas subidas boas! :) O trail do Vale de Sameiro é lá perto. Beijinhos

    ResponderEliminar