13 de abril de 2012

Subidas e questões sobre corridas nocturnas

É sexta-feira ("yeah" - não resisti) e hoje tinha pensado ir fazer uma coisa diferente ao final da tarde: ir correr! (...) Mas, atenção, ir correr numa zona com subidas (completamente diferente).
A zona onde costumo correr é muito bonita, dá um jeitaço ser à porta de casa, mas é relativamente plana. E, embora 90% das vezes eu fique feliz por isso, sinto que preciso treinar os meus músculos para enfrentarem diferentes altimetrias, coisa que não faço desde que treinei para a S. Silvestre dos Olivais (que é uma prova carrossel de subidas e descidas).

No entanto, o tempo estava triste.
Triste.

Resolvi ir lanchar com uma amiga, com esperança de que, quando saísse do café, o tempo já estivesse mais risonho.


Na verdade, eu gosto muito de correr com chuva, mas chuvinha, e não quando parece um chuveiro, porque, com muita pena minha, não tenho equipamento adequado e não me dava jeito ficar doente.
Mas depois de inesperadas calorias ingeridas durante o lanche (eu culpo o chá), achei que pelo menos uma caminhada era bem-vinda.

E o tempo até estava melhor e tudo.
Se consigo ver bocadinhos azuis é porque está melhor.

Peguei no carro e fui até um parque que fica perto da casa dos meus pais.


Este parque é o ideal para treinar subidas/descidas, porque fica numa colina, tem pouca gente, não passam carros, podemos optar por trilhos ou estrada e hoje, como o tempo não estava grande coisa, só se viam outras pessoas doidas a correr e andar de bicicleta, o que prefiro, porque não quero que me vejam depois de subir umas dez vezes estes caminhos:

Uma já está.
Venha outra. 
Subida versão escadas.
Descer!
Desceeer!

Basicamente, o treino pode resumir-se em dois tempos:

- vs -                   



Não levei relógio e não fiquei muito tempo, porque já era tarde a começou a ficar muito escuro. Um parque cheio de árvores e arbustos é muito bonito durante o dia, mas durante a noite torna-se um pouco assustador.

Durante o dia: inspirador e relaxante.
Durante a noite: hipotético cenário de um filme de terror.

É nestas alturas que gostava de ter mais companhia para caminhadas/corridas. Há dias em que chego a casa e já não vou correr nem caminhar porque é de noite. Durante o Inverno, corro sempre depois das 18h e já está escuro, mas não é a mesma coisa. Entre as 18h e as 20h é a hora de ponta dos corredores lá na minha zona e, por isso, mesmo estando escuro há sempre muita gente na rua. Quando digo "de noite", é ir correr depois de jantar, por exemplo.


Treinos nocturnos

Às vezes, leio no blogue de uma ou outra menina que foi correr já passava das 22h, mas eu não era capaz de o fazer sozinha. Primeiro, porque a zona onde corro tem muitas árvores e vegetação e ia ficar sempre a pensar que podia estar alguém escondido e, segundo, a única zona onde me sentiria segura a correr durante a noite é no meu bairro, e tornar-se-ia muito aborrecido estar sempre a dar a mesma volta e a subir passeio e descer passeio.

Alguma de vocês já correu durante a noite? (Esta pergunta é mais dirigida a mulheres, porque penso que os homens estão mais à vontade para correr a horas tardias. Corrijam-me se estiver enganada!)


Por um lado, considero que é uma boa hora para correr: há menos trânsito, menos gente na rua, menos ruído, não está tanto calor (no verão)... Mais ou menos como correr de madrugada, mas sem o inconveniente de ter de acordar cedo. Claro que já não se pode fazer um jantar tão pesado e se calhar vamos estar cheios de endorfinas na hora de deitar, o que é chato para quem tem de se levantar cedo.

Treino nocturno

Vantagens:

- Ambiente mais calmo.
- Menos calor, logo, menos desgaste físico.
- Menos poluição.
- Menos gente na rua.
- Menos trânsito (não excluí o uso de roupa refletiva. Aliás, é bastante aconselhado.)
- Sensação de liberdade.
- Como já não tens de ir trabalhar a seguir, estás mais relaxado.

Desvantagens:

- Problemas de visibilidade.
- Temperaturas mais baixas (Inverno)
- Se tens de te deitar logo a seguir, podes ter problemas em adormecer.
- Não tens tanta liberdade no teu jantar.
- Menos segurança.

Esta última, para mim, é mesmo a principal. Mas em grupo, acho que era giro organizar umas corridas nocturnas.

O que vocês acham: treinos nocturnos - sim ou não?



Hoje, apesar de ter corrido antes (e não depois) o jantar foi "leve"



e o único treino que vou fazer a seguir é terminar este livro de Murakami, que já me pesa (literalmente, porque tem mais de 900 páginas) há mais de três meses.

Os aperitivos servem de separador ;)


Bom fim-de-semana!



PS: Sabem o que também queima calorias? Dar um beijo. E diz que hoje é dia do beijo... Bons treinos! ;)


16 comentários:

  1. Eu adorava fazer treinos noturnos, as vezes apetece-me sair de casa e deitar todos os stresses no asfalto! Mas pela segurança nunca fui, tenho realmente medo, bem como de manhã.. entenda-se 6 da manhã por exemplo, quando passa muito pouca gente.. tenho medo, sou uma medricas!
    Não gosto nada de acordar com um dia triste..parece que se espalha para mim também :( o que vale é que o meu dia só entristeceu depois do treino eheh

    beijinhos e um bom fds**

    ResponderEliminar
  2. Eu ás vezes vou fazer a minha amostra (sim, porque eu sou uma tartaruga) de corrida à noite. já cheguei a ir à meia noite numa sexta-feira.
    Era o pessoal a enfrascar-se nos bares da praia e eu a correr.
    Eu nao consigo ir correr/caminhar sempre com o mesmo trajecto, porque decoro um sitio e depois se paro lá uma vez, paro lá sempre. o sitio fica viciado. e entao ás vezes vou para a praia e outra vezes vou para um parque de escoteiros. esse parque de escoteiros nao tem luz à noite, só tem a luz da estrada que ilumina ligeiramente o parque. dá para ver o que é relva e o que é carreiro. e um dia fui ás 23h, e sempre que passava num sitio ouvia a tocar flauta e nao via ninguem. arrepiei-me toda (mas depois vi que era um tipo numa varanda numa das casinhas dos escoteiros. devia estar a sentir o vento nos cábelo, e a sentir sensações nunca antes sentidas. lol nao sei...

    mas eu sou uma pessoa com pouco medo... o que ás vezes nao é bom...

    quando nao tinha carta nem carro omitia ao meu pai que nao me iam dar boleia e que ia sair sozinha, e saía até ás 4h da manha, sozinha, e depois ia de autocarro.
    espero que nunca me calhe mal a brincadeira... agora que penso nisso. loool

    Beijinhos e um belo fim-de-semana :D

    ResponderEliminar
  3. esqueci-me de dizer que adoro os teus desenhos :D

    ResponderEliminar
  4. Num período da minha vida (alguns anos) treinava com frequência de madrugada, mas tão de madrugada que era noite!! Tipo sair de casa 5 da manhã ou 5 e um quarto...

    É bom! Procurava zonas iluminada e conhecidas e nunca tive problema nenhum!

    Ruas vazias, o ar mais limpo, um sossego! Mas por outro lado se se avista alguém que nos queira fazer mal, não haverá um 2º alguém por perto para nos socorrer! Se via um carro parado, mudava de direcção, ou passava para o outro lado da estrada, por exemplo. Mas nunca tive nenhuma má experiência. A Madrugada tem vantagens em relação à noite, no meu entender, porque à medida que o treino avança, vai melhorando: o dia vai aclarando, começa a ver-se gente, etc...Já à noite será o oposto. Já o fiz mas sempre acompanhada.

    E não me agrada nada jantar, esperar fazer a digestão e ir treinar... não faz nada o meu género... Gosto especialmente das S.Silvestres, mas isso são Provas e têm um ambiente especial.

    Treinar...prefiro mesmo a horas a que chamo nobres tipo fim da manhã ou fim da tarde, mas como muitas vezes não se pode escolher, olha, é quando se pode!

    Beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  5. O teu cenário (parque ao pé da casa dos teus pais) é muito fixe (pareço os cachopos!) para correr.
    O inverno está no seu auge e esta noite choveu tanto que me acordou!
    Por acaso não gosto muito de ir fazer caminhada tão tarde, mas não me importo de ir às 6h da manhã. É escuro na mesma, não anda ninguém na rua (só passam por mim: um padeiro, um senhor que entrega bolos e algumas pessoas que pegam cedo), mas a sensação de noite/madrugada é diferente.
    Detesto prolongar muito a leitura dos livros. Fico com uma sensação estranha de que não o li como deve de ser.
    Bom f-d-s...

    ResponderEliminar
  6. E os cães?? Disso é que tenho medo! De estar a fazer uma caminhada ou correr (sim, porque eu vou começar, quando o S. Pedro colaborar) e vir um cão no nossos calcanhares... Medo! Beijo

    ResponderEliminar
  7. então é disso...tenho definitivamente que dar mais beijos!:D ah e concordo com a sweet68...caes...ui...aí é que eu desatava a correr que nem relâmpago!:p bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  8. Hello :D

    Bem, Guimarães é LINDO! Tens MESMO de cá vir, a sério :D Estamos todos a adorar :D

    Correr à noite não consigo. Sou de um meio pequeno onde acontecem sempre coisas muito más à prima da amiga de não sei quem (mesmo à Correio da Manhã) por isso tenho muito medo nessas coisas (mesmo com o P. a ir correr comigo) ;)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  9. Também gostava de ter um companheiro de corridas. Não só para dar incentivo mas também para essas corridas nocturnas.
    Big Kisses

    ResponderEliminar
  10. De Inverno é um stress!
    Quando chego a casa já está escuro, e onde eu corro, embora seja um jardim amplo e com poucas árvores, eu tenho MUITO MEDO!!!
    É como tu dizes, olho para o fundo do jardim e parece um filme de terror, e fugir de um Lobisomem a 8min p/km não me parece que me dê muita segurança…
    Se tiver companhia espectáculo, não me importo, mas sozinha não me parece.
    Nunca fiz treinos nocturnos, leia-se depois de jantar, mas também não sei se conseguia. Depois de entrar em casa tenho ½ hora para sair, caso contrário os portões da masmorra fecham-se e uma força sobrenatural puxa-me para o sofá. Por enquanto ainda não tenho forças para resistir.
    Eu até te fazia companhia, mas corres tão rápido, e aparentemente não moramos muito perto uma da outra.
    Vou ter a minha 1ª corrida nocturna dia 30 de Junho, na Corrida das Fogueiras, queres vir?

    ResponderEliminar
  11. A Corrida das Fogueiras é em Peniche, não é? Não sei se dá. Mas se ainda me conseguir inscrever vou à da Liberdade!

    ResponderEliminar
  12. Sim, é.
    Também vou, a essa e à do 1º de Maio.
    E no Domingo lá estamos. Vais não vais?

    ResponderEliminar
  13. Por causa do que se passou na 2ª-feira, vou ter de ir à terrinha no fimdsemana. Tenho uma amiga que vai com o meu dorsal (É proibido, shiuuuu! Mas ela também não vai ganhar a prova, por isso acho que não faz mal...) :)

    ResponderEliminar
  14. Anónimo12/7/13

    Olá! Era só para dizer que acho que "potencial presença de assassinos" deveria ser acrescentado às desvantagens de correr à noite...Ou em zonas isoladas, como montes e isso... Nem é muito provável que haja alguem, ainda por cima toda a gente pensa que quem corre é muito forte, certo?!(deve ser por causa do estilo das pessoas a correr ahah) , mas há aqui um ou dois episódios de C.S.I. que me ficaram na cabeça lol...

    ResponderEliminar
  15. Anónimo12/7/13

    Ah, esqueci-me de assinar: Pessoa que está a ler o teu blog :)

    ResponderEliminar
  16. Pois, o "menos segurança" já era a incluir os assassinos, psicopatas, estrupadores, etc (não queria ser tão específica...) :) Infelizmente, temos de ter em conta estas coisas, não só à noite como durante o próprio dia, dependendo dos locais.

    ResponderEliminar