4 de junho de 2012

11ª Corrida do Oriente

No domingo participei na Corrida do Oriente. Apesar de ser uma prova que se realiza bem perto da minha casa, este foi o primeiro ano em que participei.
Por causa da recém-ressuscitada dor no pé, ainda ponderei não participar durante uns milésimos de segundo, mas depois passou-me. Já tinha pago a inscrição, conheço bem a zona e, caso o pior dos cenários se desse, podia sair de fininho a meio da prova e voltar para casa sem grandes alaridos (-> improvável).

O bom de ter uma competição praticamente à porta de casa é poder sair 30 minutos antes do início e ir a pé.

Corredores concentrados na rotunda.


Posicionei-me bem cá para trás na linha de partida, mais ainda do que o costume, porque a ideia era ir devagar para ver como me sentia. No sábado já não tinha tido dores, excepto quando propositadamente flexionava muito o pé, para o testar, mas não queria abusar muito.

Nos primeiros  2 km comecei bem, não forcei muito e até sair da estrada em paralelos fui sempre descontraída, a ver as vistas (reparei em algumas pessoas com o modelito compressão do LIDL). Só que quando chegamos à parte do asfalto comecei a esticar-me um bocado. Sabem como é, no meio de uma prova uma pessoa deixa levar-se pelo entusiasmo e embora eu nunca atinja velocidades estonteantes (quem me dera), acelerei um bocado mais do que queria e devia.

Para aí desde mais ou menos o km2 ao km5 foi sempre a direito pela Av. Dom João II, passando pelo ocasional viaduto para variar do percurso plano. O primeiro abastecimento foi logo ao km 4, o que não estava a contar mas foi bem-vindo, porque a prova começou com sol.  Dezenas (centenas?) de tampinhas ocupavam a estrada, o que eu acho um perigo para os atletas. Quando bebo água volto sempre a colocar a tampa e atirar a garrafa para a berma, mas isso sou eu, que vou ali com toda a paciência do mundo. Provavelmente quem vai a competir pelos primeiros lugares não está com delicadezas dessas, mas atirar a tampinha para as bermas ajudava muito a evitar uma possível queda dos atletas de trás.

Foi mais ou menos no km6 que comecei a sentir uma bolha no dedo do pé direito. Não tinha tido nenhuma dor até então, mas se calhar, inconscientemente, estava a fazer mais pressão com o pé direito para poupar o esquerdo e deve ter sido isso a provocar a bolha, o que nunca me tinha acontecido em prova. Isto incomodou-me um bocadinho e após o segundo abastecimento (que também já não esperava, ponto positivo para a organização) no km7, perto do Pavilhão Atlântico, em que bebi uns goles de água e despejei a restante pela cabeça abaixo (eu sofro com o calor, lembram-se?) já estava mais do que  pronta para que a prova acabasse. Entre o km6 e o km8 tinha reduzido um pouco o ritmo devido à bolha, mas no km8 já estava tão cansada que tive de mentalizar-me de que faltavam pouco mais de 10 minutos para acabar a prova e, que raio, "tu consegues correr 10 minutos poramordedeus!" Ou seja, como já estava tão farta, acelerei um pouco para terminar a prova mais depressa. Parece estranho, mas às vezes acontece.


E agora o que acontece quando pedem a alguém que muito contrariadamente acedeu a acordar "cedo" e ir assistir para dar força moral e tirar-vos uma fotografia durante a prova:

Esta foto ganha o prémio de - Melhor Suposta Foto de Mim a Correr em que se Vê Melhor Todos os Outros Atletas do que Eu.

Onde está o Wally?

O segundo prémio vai para a minha outra única foto do dia a correr, que me apanhou de costas e já só se vê o meu rabo cansado a chegar à Meta. (Obrigada M., por teres um jeitaço para captar os meus melhores momentos...)


No fim cortava-se a meta ao som dos tambores de um grupo de percussão, que animava os atletas à chegada.

Depois deu-se o único ponto negativo que tenho a apontar da prova: o congestionamento dos atletas à chegada, o que fez com que ficássemos ali todos numa sauna sobrelotada ao livre, na qual suei mais do que durante toda a prova. A zona da distribuição das t-shirts e das lembranças fazia-se por dois corredores logo a seguir à meta, com dois ou três voluntários de cada lado, mas mesmo assim isso não foi o suficiente para impedir que se juntassem ali muitas pessoas, causando alguma confusão. Afinal, foram mais de 1700 atletas a cruzar a meta da prova dos 10km.

Não houve controlo de tempo na partida, e apenas tivemos acesso ao tempo oficial da prova na chegada. Como a maioria dos atletas controla o seu próprio tempo, acaba por não ser grave, mas pessoalmente prefiro quando também há controlo na linha de partida.

Onde foi feita a chamada para o pódio.


Embora seja considerada uma prova "fácil", por ser relativamente plana (exceptuando o sobe e desce de um ou dois viadutos), eu não acho que seja ideal para bater recordes, apenas porque apanhamos muita estrada em paralelos, que eu não considero muito confortável de se correr. Tanto que muita gente opta por evitá-la e subir aos passeios, provocando-se um pequeno congestionamento nos mesmos.

Terminei a prova em 01:00:47 e acho que mesmo assim me estiquei um bocado. A ideia era não ter forçado demasiado o pé e deveria ter ido mais devagar... Tudo bem que não me doeu, mas estava ligeiramente dormente depois da corrida, não sei se devido à posição esquisita que adoptei a correr, que também acabou por me causar a bolha.


As lembranças da prova foram uma t-shirt e uma caneca da Corrida do Oriente, fabricada pela Vista Alegre.

Parte da frente da t-shirt.

Não sei se é das cores, mas acho que a t-shirt dá ares a Apoio da Selecção Nacional, não dá? Acho que vou usá-la a ver os jogos do Euro, porque toda a ajuda será bem-vinda...


Parte de trás da t-shirt e a caneca.


Se eu não bebesse cerveja directamente da garrafa, esta caneca poderia passar a servir esse propósito. (Ahah, brincadeira, às vezes também uso copo.)



Agora só espero que esta minha decisão de ter ido correr à mesma não se venha a revelar insensata...

Descanso pós-corrida.
(Dispenso-vos da foto da bolha, não têm que agradecer)


E dia 9, dê lá por onde der, tenho de estar pronta para outra.


O que acham melhor agora? Descanso total da corrida durante esta semana, optando por andar de bicicleta só se me apetecer fazer algum exercício? Ou tentar correr um bocadinho, por exemplo, na 4ª-feira, só para ver como me sinto? Aceitam-se sugestões, porque obviamente sou uma pessoa sem bom-senso nenhum nesta matéria.



12 comentários:

  1. Olá :D

    Antes de mais parabéns por teres ido correr ;) Não deve ter sido nada fácil ;) Eu cá votava no descanso até Quarta-feira ;) Mas eu sou daquelas pessoas que trata tudo com cama quentinha e descanso :P

    Eu sou extremamente friorenta :P Durmo sempre de pijama, no Verão o que acontece é que acabo por ficar toda descoberta a meio da noite :P Mas o pijama das renas até é fresquinho :P

    Realmente pelos comentários acho mesmo que eles me enganaram! Muahuahuah, já vou esfregar isto na cara do P. :P

    Realmente não tinha pensado que tinha de cuspir os mirtilos! Espero que não :P

    É verdade, tenho estado para te perguntar uma coisa. Quando eu e o P. corremos a dada altura ficamos aflitos os dois, mas com coisas diferentes. Eu fico sempre aflita da respiração (porque tenho rinite, e com o exercício faço broncoconstrição, coisa muito desagradável), mas o P. fica maluco com comichões nas pernas! Sabes porque é que isso acontece e como se lida com isso? É que ele tem mesmo de parar de correr! ;)

    Beijinhos :D

    ResponderEliminar
  2. Parabéns por ter participado da prova!! Que uma sugestão, procure um profissional de educação física para dizer qual o exercício que deve fazer essa semana. Nós blogueiras não temos conhecimento técnico, e mesmo que alguma tenha, você precisa passar por uma avaliação. Se cuida. Bjs. Sandra

    ResponderEliminar
  3. Cá para mim descansavas durante a semana e tentavas correr só uma vez a ver como te sentes. O descanso é muito importante para a recuperação, acho eu. Beijo

    ResponderEliminar
  4. Hello.

    Mais uma provinha para o currículo. E, para quem queria fazer devagar, até fizeste um bom tempo. Agora até dá que pensar porque não teres sido 48 segundos mais rápida. ;)

    Quanto á questão dos treinos, se fosse eu fazia um ou dois treinos curtos e lentos, tipo 5 a 7 Km, mesmo só para rolar, pelo menos um era importante. Mas vê como te sentes, principalmente a dor no pé.

    E vemo-nos no sábado. ;)

    Beijos.

    ResponderEliminar
  5. Gostei da foto do Wally. Os teus "companheiros" é que iam um bocado pálidos. :-D

    ResponderEliminar
  6. Parabéns pela corrida.

    Entã e vemo-nos sábado?

    acho que devias descansar, masssss, se te sentires muito bem, corre uns 5 km na quarta, sem pressas! ;)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  7. :) mais uma corrida completa!
    eu penso que deverias ser soft esta semana !
    beijinho

    ResponderEliminar
  8. Foi uma boa prova. Realmente, apesar do percurso ser praticamente plano, o empedrado e o calor que já começa a ser hábito não ajudam muito.

    Falaste das tampinhas no teu post e com razão, mas acho ainda mais perigoso as garrafas de água no chão. Não custa nada levar as garrafas e deixar ou no abastecimento ou em caixotes de lixo que acabamos sempre por encontrar no percurso.

    Em relação ao pé, não sou nenhum especialista mas na tua situação acho que lá para quarta fazia uma pequena corrida para ver como estava.

    Boa Recuperação e até Sábado.

    ResponderEliminar
  9. Hello!
    Bom senso é comigo! Sabedoria na matéria é que nem por isso, por isso, não dou bitaites!!
    Acho que puxaste um bocadinho porque a marca foi bastante boa. Espero que dia 9 não haja lugar a bolhas e que o pezito esteja melhor da dor...
    Suponho que os bróculos se tenham ressentido. Uma traição como essa, não se perdoa facilmente, ainda por cima com a companheira ervilha!!!
    Beijos

    ResponderEliminar
  10. Não quero saber, sábado vais e pronto!!!
    Eu também ando lesionada, doí-me um joelho e quando começo a correr tenho dores tão fortes nos gémeos que parece que vão rebentar.
    Mas sábado estou lá! Nem que me arraste na prova toda! Tenho que ir ganhar um manjerico… ;-)
    Beijinhos e as melhoras!

    ResponderEliminar
  11. olha lá... mas tu nao tens de descansar da dor???
    é que provavelmente o teu pé está a pedir uma pausa, coitadinho dele...

    O que te queria perguntar era: qual foi a caminhada que mais gostaste de fazer, e porquê?

    Beijinhos cachopa, e porta-te mazé bem!!! :D

    Boa corrida dia 9!

    ResponderEliminar
  12. Carla: Pois claro que vou! Eu ia lá perder a oportunidade de ganhar um manjerico!! :p Bjinnhos

    Batata: Essa é difícil... Vou pensar nisso e depois respondo-te no teu blogue! :p Bjs

    ResponderEliminar