12 de junho de 2012

Bike Week e uma pequena questão técnica

Depois da Corrida de Santo António decidi que ia descansar um bocadinho da corrida, para ver se o pé se recompõe totalmente. Dei-me no mínimo uma semana ou, pelo menos, até à corrida matinal de sábado, porque é a minha preferida. Não há melhor forma de começar um fim-de-semana do que acordar à mesma hora de quando vamos trabalhar durante a semana só para ir correr um bocadinho, pois não? (Não precisam responder...).

Assim sendo, vou dedicar esta semana ao exercício que mais palpitações nervosas me causa, que é andar de bicicleta. E comecei hoje.




Reparem que o senhor à esquerda prefere arriscar subir para o muro e, quem sabe, cair ao rio do que manter-se na mesma faixa em que estou a pedalar. Senhor muito sábio. Eu faria o mesmo.


Mas agora queria fazer-vos uma pergunta técnica, se souberem responder. E se não souberem, podem opinar na mesma, que eu não discrimino. Esta é a minha bicicleta:




Sim, eu sei que está velha e ultrapassada e os pneus já viram melhores dias e uma série de pequenos problemas que não são visíveis na foto, mas não é por isso que preciso da vossa ajuda.

A questão é, eu começo a ficar com dores de joelhos ao fim de um bocado, e suspeito que se deva à minha postura a pedalar e ao facto de ter o banco o mais para baixo possível, como podem ver na foto acima. Eu reparo nos outros ciclistas que passam e têm todos o banco muito mais para cima, alguns acima até do nível do guiador. Não sei se é a forma mais correcta ou eficaz de pedalar, mas é impraticável para mim, porque eu preciso de tocar nem que seja com as pontas dos pés no chão quando estou sentada na bicicleta. A sério, é uma questão de sobrevivência minha.

Como podem também reparar, eu não tenho daqueles pedais próprios para aqueles ténis de encaixe, nem teria a coragem/coordenação/reflexos rápidos suficientes para usá-los. Além disso, preciso dos meus ossos intactos para correr. Por isso, qual a altura mais indicada (se há alguma) para se colocar o selim? Ao nível das ancas? No final da perna? Quando pedalo, a perna que vai abaixo deve conseguir esticar completamente?

Só questões de extrema relevância, eu sei... Mas não gozem com uma ciclo-excluída.


Pedadelas de hoje:

Tempo: 1h45
BPM médio: 120
Calorias: 240


E por hoje é tudo, que já é tarde. Amanhã, depois do trabalho, bailaricos, sardinhas e sangria (não necessariamente por esta ordem) me aguardam!


Também têm arraiais nos vossos bairros? Festejam os Santos Populares?


 


15 comentários:

  1. Hello!
    Pois...como disse ontem, nunca fui aos Santos Populares a Lisboa e por aqui, na terrinha, não há tradição. Fico com pela, especialmente pela Sangria!!!
    Eu não pesco nada dos aspectos técnicos da bike. O meu homem é que me escolheu a bicicleta (já foi há uns anos e custou 200€, não é daquelas de 2000€!!!) O selim está na mesma altura desde que a comprei :)
    Beijos...

    ResponderEliminar
  2. Alô :D

    De bicicleta não percebo muito, mas logo à noite pergunto ao P., pode ser que ele saiba ;)

    Para mim Santos Populares é o São João, e confesso que aqui em Lisboa nunca fiquei muito entusiasmada com o Santo António. Acho que é mesmo culpa minha, devia dar-lhe uma oportunidade ;)

    Mas não vai ser este ano, porque amanhã tenho urgências durante todo o dia por isso preciso de descansar convenientemente, que hoje ainda é Terça-feira e eu já estou a morrer de cansaço :P

    Beijinhos, bom dia e bons Santos :D

    ResponderEliminar
  3. Hello.

    Não sendo muito evoluído tecnicamente no que diz respeito ao ciclismo acho que 35 anos de pedaladas podem ajudar.
    Acho que deves ter em atenção não só a altura do selim como também a distancia do selim ao guiador. Apesar de, na foto, não parecer, podes estar "deitada" demais e isso causar desconforto.
    Quanto á altura do selim, sem entrar em questões muito técnicas (porque não sei), o mais fácil para regulares a altura é teres as pernas ligeiramente flectidas (ou quase esticadas) quando a pedalada estiver na sua zona mais extensa (na foto será a posição da perna esquerda).
    Outra opção é ires regulando a altura do selim e veres qual a posição que te deixa mais confortável. Parece-me que, para dares os passeios que dás habitualmente, pode ser mais importante o teu conforto do que propriamente a posição tecnicamente mais correcta.
    E "ouve" outras opiniões, claro.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Ah, e os Santos Populares vão ser lá no terraço. Já há sardinha. Se quiseres aparece. ;)

    ResponderEliminar
  5. Deves ter o selim de forma a que quando tens o pé mais em baixo a perna fica esticada mas não toda, algo do género desta foto: http://i291.photobucket.com/albums/ll292/blogodorium/novo%20album/ciclista.jpg

    Ou então se preferires algo mais matemático parece que a formula certa é esta: altura do selim= medida entre pernas (calçado) x 0,883cm.

    ResponderEliminar
  6. Olá! Não sou nenhum expert, mas aqui fica a minha opinião: o selim deve ficar ao nível da anca.. um pouquinho acima. Quando estás sentada na bicicleta é importante que o teu joelho não passe a linha do pé quando fazes a pedalada. Eu, também, como tu, gosto de ter a sensação que consigo ter os pés no chão, quando paro de pedalar... mas pus o selim no máximo, para que continue a tocar, nem que seja com as pontinhas dos pés no chão ;)Boas pedaladas. No domingo fiz 21 km numa hora! Adoro andar de bicicleta!

    ResponderEliminar
  7. Eu sou como tu. Ou pouso o pe no chao ou e como se nao soubesse andar!
    Santos populares para mim e o S. Joao na baixa do Porto. Adoro. Beijo

    ResponderEliminar
  8. A altura do selim influência (muito) com esse desconforto dos joelhos. A altura correcta deve ser pela tua crista ilíaca, ou seja se colocares ao tua coxa paralela ao chão, a mesma deve ficar pela altura do selim.
    Se tiver mais baixo que isso pode causar lesões nos joelhos (eu que eu diga)

    Os ténis de encaixe tb ajudam muito a prevenir lesões.

    ResponderEliminar
  9. Ahahahah, o sr estava com medo!!!
    Actualmente não festejo os santos populares. Quando era miúda acendiamos a fogueira, saltavamos e faziamos um lanchinho.
    Nunca fui ao Santo António em Lisboa, acho sempre q vai haver muita confusão e acabo por desistir.

    Quanto ao teu comentário, eu tb tenho alguma intolerancia oa leite de vaca, principalmente iogurtes, fico com azia e mal disposta.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Há por aqui pessoas que percebem disto! Vou ver quantos centímetros posso subir o selim sem pôr em causa a minha integridade física...
    Muito obrigada a todos!**

    ResponderEliminar
  11. Eu tenho medo de andar de bicicleta, mas quando andava, diziam-me que eu tinha que ficar quase com a perna que fosse a baixo, esticada.
    prefiro o triciplo... nem sei porque não há triciclo para adultos! era muito melhor, fazia bem ás pernas na mesma, e ninguem caía... nao entendo... lol

    Beijinhos cachopa!

    quanto ao teu comentario no meu post: uma inveja fria invade o meu ser. lool (sua sortuda!!!)

    Eu estou a gostar do dracula :D
    se souberes de mais algum com ambientes parecidos comunica!! :D

    ResponderEliminar
  12. Olá :D

    O que eu me ri com a foto do senhor ahah Mas o pior dessa foto é mesmo o tempo ranhoso em pleno Junho :\

    Em relação à bicicleta, sorry mas não te posso ajudar. Sou uma nulidade :)

    Os santos... são o São João, no Porto :D não necessariamente ir para a Ribeira ou a Baixa, mas também fazer a bela da sardinhada em casa com os amigos até às tantas :D

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  13. Lol eu acho que tem de ficar pela cintura, e em cima do selim os teus pés têm de tocar completamente no chão, mas disso tb n percebo mt lol

    p.s.- eu se fosse o sr. da imagem jogava me logo era pra água .... LoOoOL
    beijo

    ResponderEliminar
  14. já agora, nunca festejei o st. antónio, nunca tive em lisboa nessa altura e aqui já à imenso tempo que as pessoas n festejam :(

    ResponderEliminar
  15. Olá,

    Não percebo nadinha de bicicletas, portanto não te posso ajudar.

    Há festejos um pouco por todo lado. No fim de semana que passou já havia festejos em alguns bairros de Lisboa.
    Eu gosto desta época dos santos populares.

    Beijinhos e vai-te divertindo

    ResponderEliminar