2 de julho de 2012

E numa manhã passa-se a vida inteira

Quando o despertador toca e vejo no relógio uma hora completamente insana para mim, sei que é dia de corrida longa. Enquanto as torradas aquecem, penso em como, não há muito tempo atrás, seria impossível tirarem-me tão cedo da cama. As noitadas de sexta deram lugar a uma noite calma de filmes no sofá e enquanto tiro um café e aperto os ténis, sorrio, porque não queria que fosse de outra forma.
Saio de casa e o sol já espreita, envergonhado, mas grande parte do bairro ainda dorme. Passo pelos donos da mercearia da esquina, que a esta hora chegam com a carrinha para abastecer antes de abrirem a loja aos clientes do dia. Aceno.
À saída da rua principal passo pela igreja, onde duas ou três pessoas de mais idade (os jovens ainda dormem) já aguardam no adro. Haverá uma missa assim tão cedo?, penso.
No último café antes de iniciar a descida até ao rio, os empregados limpam os vidros e preparam as mesas da esplanada, num dia que não se adivinha muito solarengo.
Um corredor mais rápido passa, também ele em direcção ao rio. Aproveito o embalo da descida e olho para o monitor: pouco mais de 300 metros percorridos e tantos inícios observados...

Chego ao rio e naqueles caminhos que quase podia fazer de olhos fechados sinto o cheiro do silêncio da manhã. 1,8km. Há não tantos meses assim já teria de ter parado para recuperar o fôlego, mas hoje não. Hoje os meus passos quebram o silêncio e ainda há muitos metros a percorrer.
A senhora do pijama que passeia o seu Golden Retriever já lá está, no sítio do costume. Sorrio a esta desconhecida-conhecida e ela sorri-me de volta, cúmplice deste horário que só nós sabemos.
Vejo passar um corredor, depois outro. Os ciclistas só chegam mais tarde.

3,7km. Os pescadores de cana tentam a sua sorte nestas águas turvas. É um trabalho de paciência e de paixão. Eles sentados, à espera, e eu com a paixão mas sem a paciência, a correr.
Vejo o pescador de rosto enrugado e pele escura do sol que gosta de fazer o seu lisonjeio às meninas que passam. Agradeço o facto de ter os phones postos e ligo pela primeira vez a música, apesar de as suas palavras serem sempre educadas.

4,5km. Ponto de retorno. Volto para trás pela "Travessia do Deserto", mas hoje os céus abrem-se em chuviscos que eu agradeço. Há poucas coisas melhores do que correr à chuva de Verão, a sério. Como quando éramos crianças e não gostávamos de guarda-chuva e voltávamos da escola em corrida, por causa de um temporal? Pisava poças e chegava a casa a escorrer, a minha mãe ralhava, de toalha na mão a esfregar os meus cabelos molhados, mas nunca fiquei doente.

7km. Começam a aparecer as primeiras famílias, embora menos, talvez assustadas pela curta chuva. Passa o primeiro ciclista da manhã, que me ultrapassa de razia. Baixo o som da música, que nunca é muito alta, e controlo a irritação. Estou a correr, mas não tenho pressa.

8km. Paro para beber água pela primeira vez. Hoje, como o calor não é muito, aguentei-me bem. 15 segundos depois volto ao caminho. A partir daqui já estou em contagem decrescente. Faltam mais 7km, faltam mais 6km... e ajuda os quilómetros a passar.

9,2km. Deixo a beira-rio para seguir a ciclovia, mas corro no passeio, ao lado desta, por respeito aos ciclistas. Ouviste esta ó ciclista dos 7km? Respeito.

11,3km Sinto as pernas começarem a ficar cansadas. Acontece sempre isso quando passo a barreira dos 10km. Sei que é psicológico e que as minhas pernas aguentam mais, por isso como uma mão cheia de sultanas (ou passas) que trouxe de casa e calo a vozinha da minha mente que começa a duvidar. Porquê sultanas? Não sei. Mas resultou.

12,5km. Equipas de solteiros contra casados jogam a sua partida de futebol nos campos de futebol improvisados nos relvados. Alguns têm até coletes e chuteiras. Foi mais ou menos aqui que encontrei o peregrino de Santiago no outro dia, mas hoje não vi nenhum. Penso nas minhas caminhadas e no diferente que é quando corro. Inclusive todo o processo mental, as dúvidas, as ideias, a contemplação. Não tarda muito também vai ser o meu tempo de caminhar, mas agora não, agora a vida corre.

13,7km. Já falta pouco. Vou tão devagarinho... há muito tempo que não corria tão devagar, mas ainda não parei. Paro agora para beber água pela segunda e última vez. Uma criança empoleira-se para chegar ao bebedouro e molha-se mais do que bebe, mas acha graça. Eu acho graça também, mas a mãe dela não. Pega nela ao mesmo tempo que a repreende e eu sigo na minha vez. Bebo e molho-me e acho graça.

13,8km. Tenho fome. Começo a pensar no que vou comer no segundo pequeno-almoço. Está na hora de regressar.

14,4km. Começa a subida. Não gosto disto, mas noto que não chego a abrandar, o ritmo mantém-se. Além disso, vou passar pela esplanada do primeiro café a seguir à subida, que já tem os primeiros clientes. Eles não sabem que já fiz 14,4km e ainda tenho de fazer mais 600 metros, não posso andar agora.

14,6km. Falta pouco. Muita gente concentrada à frente da igreja, se calhar houve mesmo missa assim tão cedo.

14,7km. Clientes de sacos na mão levam os legumes que vi ainda na carrinha, antes da mercearia abrir. Transeuntes começam a ocupar as ruas que há pouco mais de uma hora eram só minhas.

15km*. A cidade está a acordar e eu já corri tanto dia hoje. E isso é tão bom.



* Kara Goucher: atleta americana.


Treino de sábado:
- Manhã
- Céu encoberto, chuviscos
- Distância: 15 km
- Bpm médio: 159
- Calorias: 932



Já agora, as atletas portuguesas que fazem deste desporto a sua vida, estão de parabéns.


Boa semana!



27 comentários:

  1. E tu também estás de parabéns. Não só pelo texto que é magnífico mas também porque faz agora um ano que "só" corrias meia hora. Beijo

    ResponderEliminar
  2. Adorei o teu post. E cheio de grande verdade. É maravilhosa a sensação de aproveitar o dia logo desde cedo. e a correr então... confesso que não sei qual a sensação porque só consigo correr à noite... mas isso vai ter que mudar :)

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Hello.
    Que bela "Fogueiras" fizeste tu.
    Mas acredita que a original é bem diferente. E eu adorei.
    Vê se em 2013 não te distrais e te inscreves com tempo.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  4. Adorei!

    Também gostava de ter uma historia assim longa para contar...talvez um dia! Por enquanto as historias das minhas corridas resumem-se a uma meia dúzia de voltas a um campo de futebol, e já é um progresso consideravel...Parabéns!

    Beijinhos e uma boa semana

    ResponderEliminar
  5. que descrição maravilhosa. adorei e revi-me em algumas situações. as sultanas souberam-te bem porque, tal como a banana, são ricas em potássio. é aconselhado comer durante o treino. e é também por isto, por na corrida se notar uma evolução quase diária, que eu adoro cada vez mais isto :)

    ResponderEliminar
  6. Eu não cumpri o nosso acordo :(

    ResponderEliminar
  7. Gostei tanto deste post... a sério... achei... nem sei como dizer... poético, inspirador... bem escrito, sem dúvida!!! Obrigada!

    Bjs

    ana

    ResponderEliminar
  8. Opá! Este é o meu (teu!) texto preferido a seguir aquele do "dia mau..." Deliciei-me :)
    Consegui sentir as tuas paisagens...e por quem passavas.
    Gosto de saber quem vou encontrar e também passo pelas senhoras que vão para a missa (que é às 8h30, mas elam partem de casa às 7h00!! vai-se lá saber porquê). Gosto quando os mais velhos tiram a boina para me dizer bom dia. Gosto que os colegas do meu homem pensem que não bato bem por andar tão cedo na rua. Gosto de ter aquele tempo meu e se saber que os outros ainda dormem :)
    ...e gostei muito de te ler :)
    Beijos

    ResponderEliminar
  9. Adorei ler o teu post. Tu escreves mesmo de forma fantástica, e retribuo o elogio que me fizeste num mail: apesar de escreveres sobre temas que normalmente não me interessam muito, escreves de forma tão apaixonada e divertida que é impossível não sorver as tuas palavras do início ao fim :D Muitos parabéns :D

    Na semana passada fiz uma corrida à meia noite e lesionei-me num pé! Não estou a gostar nada disto, porque agora dói-me sempre que ando! Que chatice :(

    Beijinhos e tem uma óptima semana :D

    ResponderEliminar
  10. Obrigada a todos! Bjs

    Pedro: Depois quero ler tudo sobre a vossa experiência na verdadeira Corrida das Fogueiras!

    ResponderEliminar
  11. Só tenho uma coisa para te dizer...é exatamente assim que eu quero ficar na minha vida!! Bjs. Sandra

    ResponderEliminar
  12. Adorei o teu post, gosto do fato de veres as pessoas habituais, por quem passas todos os dias e sorris porque ves todos os dias! :)
    Manteiga de amendoim mais doce? Tenho que a descobrir!
    Beijinho V*

    ResponderEliminar
  13. Olá.
    É por textos como este que leio o teu blogue.
    Continua assim que vais bem.

    ResponderEliminar
  14. Olá :)
    Bem, eu acho que já toda a gente disso o mesmo, mas este texto é lindo (e é sobre corrida, imagino se fosse sobre outra coisa ehehe)
    Parecia que eu, lá para o meio, estava a correr e a imaginar o cenário que tu estavas a ver...

    Muito giro, parabéns :)

    Beijinho, bom fim de semana e bom mês :)*

    ResponderEliminar
  15. Amanhã, deixo-te o meu frigorífico :) Beijo

    ResponderEliminar
  16. Anónimo2/7/12

    Bem, o texto está maravilhoso, os meus parabéns (:

    15km é bastante, tu não fazes mais nenhuma actividade fisica pois não ? Tipo ginasio ao final do dia, e só mesmo as corridas certo ? E já agora, se não for pedir demais quanto tempo demoras-te esses 15km ? Eu no outro dia fiz 12km numa hora e gostava de ter algo para comparar, não sei se é muito ou pouco xD

    ResponderEliminar
  17. Obrigada pelos vossos comentários. Espero que continuem a ler nos dias menos inspirados (quase todos!) :)

    Anónimo: Obrigada! Eu não sou a melhor pessoa para te baseares em relação à velocidade, porque eu não corro lá muito rápido! :) Mas 12km em 1hora é muito bom! O meu melhor tempo nos 10km foi 58 min, por aí já vês... Continua a correr que tens jeito! :)

    ResponderEliminar
  18. Ah, e não, não estou em nenhum ginásio. Tento andar de bicicleta de vez em quando e fazer uns exercícios em casa, mas o que gosto mesmo é de correr! ;)

    ResponderEliminar
  19. Anónimo2/7/12

    Eu não corro, pratico ginasio, mas nesse dia penso que era feriado e o ginasio estava fechado, então fui correr para ver o que aguenteva e saiu-me isso, parece-me que está bom realmente (:

    Eu gosto bastante de correr, mas acho que não há aqui nenhum clube de atletismo na zona, só tenho 18 anos, deve haver pessoal muito melhor que eu e com a minha idade que já corre há muito mais tempo e muito provavelmente dão-me um grande baile, acho que não tenho hipoteses xD

    ResponderEliminar
  20. Anónimo: Acho que estás em boa idade de começar. És jovem e podes evoluir rápido. Participa de uma prova (não precisas de fazer parte de nenhum clube) e logo vês se gostas. Boas corridas!

    ResponderEliminar
  21. Anónimo2/7/12

    Obrigada, sou ver isso, mas duvido muito (estou a ser-te sincera (:)

    Continua com a excelente qualidade do blog, sou seguidora, muitos parabéns (:

    ResponderEliminar
  22. Ohhh com este teu texto é impossivel uma pessoa não ficar a gostar de corrida. Escreves mesmo muito bem, gostei muito de ler :D

    E parabéns pelo teu esforço, és sem duvida uma inspiração!

    Beijinho
    Alice

    ResponderEliminar
  23. que fixeee!! adorei a descrição ! e já agr és a mha heroina ! :P

    bjo

    ResponderEliminar
  24. Adorei ler isto! Escreves tão bem e embrenhei-me de tal maneira que parecia que estava a correr contigo! (Se estivesse, havia de ser o bonito, ali nos 8 km ficava arrumada :P)
    Quero um dia correr 15 km como tu, esse é um dos meus objectivos! :D

    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  25. é tão lindo este teu post caraças....
    é mesmo bonito que eu nem sei o que escrever... fiquei sem fala... :)

    http://9gag.com/gag/4659708

    Parabens ás atletas portuguesas e a ti. que tb és uma atleta! :D

    Beijinhos grandes ****

    ResponderEliminar
  26. Anónimo17/8/13

    Olá!
    Não mencionaste isso neste post, mas algumas vezes falaste em tshirts tecnicas... Podes explicar a uma pessoa leiga nesta matéria o que tem de diferente uma camisola técnica? Pode parecer mesmo ignorante mas a sério que nunca ouvi falar... Ah, e já agora, às vezes quando corro de manha também estão a limpar as esplanadas e prepará-las :P Eu acho engraçado ahah.
    Pessoa que está a ler o teu blog ( sim, ainda ando por aqui)...

    ResponderEliminar
  27. Olá! T-shirts técnicas são aquelas de tecido respirável (não sei dizer o tipo de material) específicas para corrida/desporto. Aquelas que vês na secção de running da sportzone e decathlon, por exemplo. :)
    De manhazinha é a melhor altura, embora nem sempre seja fácil...

    ResponderEliminar