12 de julho de 2012

Na minha rua mora um maluco

Na minha rua mora um maluco. Dizem que foi a droga, em jovem, que lhe tirou a coerência.
Ele lá está, na sua janela da qual vê a vida passar. Por vezes ouço-o falar, num dos seus monólogos intermináveis, incompreensíveis para todos os outros que não ele. Outras vezes, em dias mais agitados, grita a quem passa na rua e teve o azar de lhe lançar uma mirada, no momento em que ele também estava a olhar. Tem a mania da perseguição, tem a mania de que é tirano e controla o mundo lá da sua janela, mas ninguém o leva a sério.

Por vezes vejo-o na rua, à entrada de sua casa, cravando cigarros a vizinhos pacientes. "Deixa-o lá, é maluco, coitado." Zanga-se se lhe dizem que não e profere ameaças mal a pessoa vira as costas. Se por acaso a pessoa se voltar para trás, encolhe-se e finge que não é nada com ele, para logo voltar a resmungar entre dentes, quando pensa que já ninguém o está a ouvir. "Deixa-o lá, é maluco, coitado".

O maluco viu-me sair em dias cinzentos e frios, de luvas nas mãos e gorro na cabeça. Viu-me sair em tardes chuvosas, com um impermeável fraquinho e calças desadequadas ao clima. Viu-me regressar em dias quentes, vermelha e transpirada, a compôr uns calções que teimam em subir. Viu-me regressar contente, cansada, frustrada, ainda a correr, já a andar ou até, num dia muito mau, a coxear.

Quando, neste dia de calor e vento, me encosto à parede da entrada do meu prédio, baixo as costas e ponho as mãos nas coxas, enquanto recupero a respiração depois de um último sprint na rampa que leva à minha casa e que finaliza o treino, olho para cima. Na janela do seu quarto lá está ele, a olhar para mim. Sei bem o que vi nos seus olhos inquisidores, transparentes num dos seus raros momentos de clarividência:
- "E depois o maluco sou eu..."


Treino de hoje:

- Final da tarde
- Sol, vento
- Distância: 8km
- Fortalecimento
- Bpm médio: 172
- Calorias: 558


Aqui a maluca correu hoje 8km que lhe pareceram 16km. Apeteceu-me andar tantas vezes... Do estaleiro junto à Torre Vasco da Gama ouvi um "É só saúde!". Não sei se era para mim, mas se fosse deviam ter-me visto 2 km depois... Já vi pessoas de muletas andar mais depressa.



A seguir deixo aqui o trailer do filme Without Limits, que é baseado na vida de Steve Prefontaine, um corredor de média e longa distância norte-americano, que bateu vários recordes durante as décadas de 60 e 70. Ficou conhecido como o James Dean da corrida, devido à sua vida boémia e ao facto de também ter morrido jovem, num desastre de automóvel.



O filme está disponível no youtube, com boa imagem e legendas em castelhano. Já vi até à parte 3 e estou a gostar. Fica aqui a sugestão, para quem estiver a precisar de uma inspiração extra (em relação à corrida, não à vida boémia e condução embriagada, claro está).


Qual a vosso filme favorito? Algum inspirador que recomendem? (Não necessariamente a ver com desporto).


11 comentários:

  1. Boas noites :)

    Respondendo à tua questão: na altura a médica disse que era uma calcificação que estava inflamada, mas foi a única vez na vida que ouvi falar de algo do género :P Entretanto fiz uma radiografia que mostrou o meu pé todo catita e sem qualquer calcificação ;)

    Hoje já ando melhor, mas isto depende dos dias (e do calçado que uso!). Mas como mais vale prevenir do que ir a chorar para o hospital ao colo do meu pai (não que isso tenha acontecido, claro) acho que vou começar a tomar o anti-inflamatório ;)

    Em relação aos meus filmes preferidos, confesso que não sou lá muito cinéfila. Gosto de coisas com bonecos e de comédias boas ;) Aconselho a 'Morte no Funeral', mas a versão original em inglês e não o filme subsequente dos Estados Unidos ;) É muito bom ;)

    Aí tens uma prova de que a vida boémia ajuda a correr melhor :P

    Beijinhos e boas corridas :D

    ResponderEliminar
  2. Olá

    Sem querer fiquei de lágrimas nos olhos.Durante a maior parte da minha vida vi a vida do mesmo lado do prisma que tu! Hoje lamentavelmente a vida ensinou-me que os problemas da mente são tão complexos e trazem um sofrimento medonho ás famílias...

    Mas deixando isso, parabéns estás uma profissional da corrida.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Joana: O "live fast die young" não é bem a minha onda... Deixa-me lá correr devagarinho! :)
    Já vi esse filme (versão inglesa) e é engraçado, o típico humor britânico! Bjos

    Ema: Daí o final, em que a ideia de "loucura" é diferente aos olhos de cada um... :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. olá
    havia uma velhinha aqui há uns anos que costumava estar na sua cadeira a ver passar o trânsito num percurso que eu costumava fazer.
    quando eu passava por ela ela dizia sempre... coitadinho... como se eu estivesse a ser perseguido por alguem ou estivesse a cumprir castigo.
    Fazia-me sempre sorrir...

    ResponderEliminar
  5. Menina,
    *Todos os sítios têm um "maluquinho", mas continuo a pensar que maluquinhos são os outros (incluindo eu!)
    Cá na terrinha, entre outros, temos o "Funcheira" e acredito piamente em cada palavra dele. Ele sabe tudo e cada vez que diz alguma coisa, escuto com toda a atenção :)

    *Filmes de referência para mim:
    - A Lista de Schindler - mas é mesmo muito deprimente;
    - Pretty Woman - um clássico que já vi mais de 10 vezes;
    - Africa Minha - Banda sonora divina!
    É engraçado que os filmes que mais me marcaram já têm mais de 12 anos...
    Que continues com saúde :)
    Beijos

    ResponderEliminar
  6. tb corri 8 km ontem e foi horrivel!!!

    ResponderEliminar
  7. Adorei o textinho! :)
    Também eu já pensei "mas onde é que este maluquinho vai, às 7h da manhã, com um frio destes.. e a correr desta menira?!" E pronto, hoje também sou uma maluquinha :D

    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  8. Queria ser maluca como vc...

    ResponderEliminar
  9. Luciana: Quando era pequenina, na terra da minha mãe havia um senhor já velhinho que falava sempre em verso! Dizem que já era assim desde novo. Eu ficava fascinada com aquilo! :)
    Revi a Lista de Schindler há pco tempo no Hollywood, é um clássico! (Deprimente, sim...) Já viste A Vida é Bela? Sobre a mesma temática, também muito bom. Bjs!

    Pizza: Há dias assim, amanhã já é melhor! ;) Bjs

    Joana: Tenho a certeza de qua ao olhar de alguns vizinhos também sou assim. Não faz mal! ;) Bjs

    Mel: Estamos sempre a tempo de cometer "loucuras"! Bjos

    ResponderEliminar
  10. Olá :)
    Eu comecei logo a rir-me com o titulo porque aqui na minha rua também existem 2 pessoas ditas malucas, que por acaso até são irmãos. Eu não sou daquelas pessoas que tem muito jeito para tratar com essas pessoas, tal como com deficientes ou até crianças, mas a verdade é que eles, não sei muito bem porquê, me adoram. Se eu digo, vocês não podem fumar. Eles ouvem. Quando digo, vocês têm que tomar os medicamentos, eles vão logo tomar. E eu acho super engraçado :) Cada vez acho que mais malucos são aqueles que os rodeiam.. Porque eles ás vezes dizem muitas coisas acertadas :)

    Eu ainda tenho que ver como respirar. Ainda não sei, quando vou a correr só penso em não me mandar para o chão ahahaha

    Os meus filmes preferidos, (eu não sou muito pessoa de filmes), mas são "A vida é Bela", "Good Will Hunting" e, lamechas ahaha, "O diário da nossa paixão"

    Beijinho e bom fim de semana :)*

    ResponderEliminar