16 de outubro de 2012

Homens (e mulheres) de ferro


Faz hoje três dias que se realizou mais uma edição do Campeonato Mundial Ironman, no Hawai. Eu passei o dia todo fora, mas quem quis pode assistir à transmissão directa online de toda a competição. Agora vou esperar que fique o resumo disponível no YouTube.

Desde que há uns meses me deixaram o link para o vídeo de uma destas competições (estão várias edições de anos anteriores disponíveis na íntegra) que fiquei fascinada com estes atletas de "ferro" (acho que até já falei disso aqui).
Eu já tinha ouvido falar do Ironman, sabia que se tratava de um triatlo composto por 2.4 milhas de natação, 112 milhas de bicicleta e 26.2 milhas de corrida (3.9km-180km-42.2km, aprox.), mas associava sempre a uma prova de grandes atletas profissionais e patrocínios e desconhecia a história por detrás de centenas de anónimos, pessoas com profissões a tempo inteiro, pessoas com limitações físicas, mais velhos, mais jovens, que conseguem encaixar os exigentes treinos para uma competição destas no seu dia-a-dia, muitas vezes com grandes sacrifícios pessoais.

Quem tiver interesse pode pesquisar no YouTube estes vídeos de cerca de 1hora cada, mas agora deixo-vos apenas aqui um excerto de cerca de 10 minutos que mostra os quilómetros finais da competição de alguns destes ironmen/women "anónimos".


 
 

 
A partir do minuto 1.41 podem assistir à luta de dois senhores de mais idade contra o corpo que bloqueia e se recusa a continuar. Até custa a ver...
 
Vou ser uma spoiler e dizer já que estes senhores conseguem terminar dentro do tempo limite (antes da meia-noite) para serem considerados Ironman, o que só mostra o que a determinação de uma pessoa consegue fazer. Caem tantas vezes e de todas as vezes conseguem novamente levantar-se (não se admirem de as pessoas à volta não os ajudarem, os atletas não podem receber ajuda externa, apenas de outros atletas, sob o risco de serem desqualificados) e terminam a prova com uma alegria extraordinária no rosto. "YOU ARE AN IRONMAN!"
 
Se forem como eu, o vosso teclado pode ficar inundado em lágrimas... Eu culpo a música emotiva...
 
 
 
Bem, agora que já fui buscar um lenço, passemos a coisas bastante mais leves: o meu treino de ontem.
 
Treino de segunda-feira:
 
- Final da tarde
- Distância: 6km
- Ritmo confortável
- Bpm médio: 147
- Calorias: 312
 
 
Nada de muito notável a assinalar. Vou ver se ainda esta semana começo a aumentar o ritmo para tentar conseguir bater o meu recorde aos 10km (58.18min. - Corrida de Santo António) até ao final do ano.
 
Foi também a primeira vez que vi uma senhora visivelmente grávida a fazer jogging. Acho muito bem, pois acaba por ser um exemplo para outras mulheres de que se pode continuar a fazer exercício durante a gravidez. Claro, sempre sob aconselhamento médico e apenas a um nível de conforto. Cada caso é um caso. Mas gostei de ver, era uma grávida com bastante estilo. Até trazia uns phones que ando há uns tempos para comprar (as mulheres reparam logo nestas coisas).
 
 
- Mamãs que poderão estar a ler-me: mantiveram exercício físico regular durante a vossa gravidez?
 
- Homens (e mulheres), seriam capazes - esquecendo os custos que envolve - de participar num Ironman?
 
 


20 comentários:

  1. eu já tive a oportunidade de treinar um atleta de alta competição que faz ironmans e campeonatos de triatlos longos e ele detém, até agora, o prémio de pessoa mais difícil de massajar para mim. tem uns músculos tão tão duros que nem consigo explicar ;p fora da brincadeiras, são provas muito difíceis que implicam um bom bem estar físico e psicológico. se a parte de triatlo já não é fácil, porque é uma prova longa e complexa, os longos então são piores ainda. eu não seria capaz porque nado muiiito devegarinho ;p mas gostava de experimentar um triatlo olímpico. os meus atletas da FPdeTriatlo quase me convenceram a inscrever numa quando lá estava, mas não ;p

    ResponderEliminar
  2. Boas noites :)

    O exercício físico moderado durante a gravidez é aconselhado e não me parece nada estranho, talvez porque quando fazia natação havia lá uma aula só para grávidas :P Já o sexo durante a gravidez (já no terceiro trimestre) faz-me imensa confusão, muito embora eu saiba que medicamente não há problema (a não ser mesmo no fimzinho da gestação) :P Como diz a minha avó, cada tolo com a sua mania ;) Mas estou a dispersar :P

    Essas coisas parecem-me demasiado violentas, muito embora tenha a certeza que são muito recompensadoras para quem participa :)

    Beijinhos :D

    ResponderEliminar
  3. olá
    O meu problema para fazer essa prova seria a natação. Acho que não era capaz de nadar essa distancia. O ciclismo e o atletismo acho que seria possivel com a preparação correcta.

    ResponderEliminar
  4. Acredita que se hoje me tivesses visto também tinhas chorado :-) (estou a brincar), mas estou feita em fanicos..

    Nunca fiz exercicio fisico enquanto estive gravida, as duas primeiras foram de risco e uma delas fez-me estar 3 meses na cama...o apreçadinho queria nascer no 4º mês de gravidez...

    Acho que ironman não é para mim, já me basta o ginásio. Hoje nem consegui ir correr. Mas também fiquei impressionada e com grande admiração por quem se "atreve".

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Hello!
    Eu confesso que não tenho por hábito ver videos/múscias quando os metem no blogs, mas como foste tu a meter, achei que valeria a pena ver e não fiquei desiludida. Fiquei sim a chorar baba e ranho (literalmente!) ao mesmo tempo que batia palmas e gritava!!! God! parecia uma tontinha, mas ver pessoas idosas com tanta força e garra tem esse efeito obre mim. É claro que o empenho das pessoas novas e com limitações também é de louvar, mas os idosos são cabo de mim! Lenços à parte...
    Por acaso acho que não é muito comum ver grávidas a correr. A caminhar encontro bastantes.
    Records are made to be broken - até ao final do ano tu consegues!
    Beijinhos e não me faças mais chorar!

    ResponderEliminar
  6. esses videos fazem-me chorar :|
    já da outra vez que puseste o video vi-o, e quando dei conta estava em lágrimas :|
    porras...
    essas pessoas são mesmo de ferro!!!

    Beijinhos minha linda

    ResponderEliminar
  7. Olá, é preciso uma força de vontade imensa, para concluir essas provas de longa distância, a nossa mente é muito traiçoeira e por mais treino que tenhas, se a mente não deixar...
    Claro qur também caiu a lágrima, ao ver este video, mas para mim já não é novidade, conheces este? http://www.youtube.com/watch?v=lCVBAI28a34&feature=related

    Para mim era impossivel, fazer uma coisa destas, poiis não sei nadar,lol
    Beijocas

    ResponderEliminar
  8. Hermione: Nunca se sabe... ;) Talvez um dia gostasse de participar num triatlo mais pequeno, só pela experiência. Apesar de não ser grande nadadora, confesso que a parte da bicicleta me assusta mais! :) Beijinhos

    Joana: É uma violência, sim, não é a toa que se chama Competição Ironman! Ora aí está um bom tema para um post teu: sexo na gravidez. Não que esteja interessada nos tempos mais próximos, mas fica para futura referência! lol ;) Beijinhos

    sam: Olá! Tens de ver a parte da natação, aquilo é muito violento! Só pontapés e cotoveladas a torto e a direito, é tanta gente que parecem cardumes! :)

    Ema: Até podia chorar, se pusessem uma música ambiente melo no ginásio... ;p Quando a gravidez é de risco é diferente. Infelizmente é-se obrigada a repouso forçado. Beijinhos e força nisso! :)

    Lulu: Eu também não sou muito de ver vídeos, mas estas pessoas MERECEM ser vistas! Eu avisei que ias precisar de um lencinho... ;) Foi a primeira grávida que vi a correr, a sério! Daí ter sentido necessidade de partilhar a informação. eheh :) Beijinhos

    Moça: És uma chorona! (Como é que se pode ver estes vídeos sem chorar? É IMPOSSÍVEL. ;p)Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Carla: OMD conheço!!! Não posso ver esse vídeo outra vez que ainda provoco um curto circuito no portátil com tanta água... :) Não podes participar em triatlos mas participas em duatlos! Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Tudo que parece dificil atrai...

    pelo menos a mim...

    deixo-te aqui um blog para leres... poucos post.. mas muito interessantes.. ( opiniao pessoal, http://tripasenortadas.blogspot.pt/)

    Continua a desafiar-te ontem hoje e amanha..

    As maiores vitorias são aquelas que conseguimos contra nós próprios!

    ResponderEliminar
  11. Impressionante!
    Também fiquei emocionada com o vídeo.
    Adorei quando perguntam a um dos atletas, agora um IRONMAN, porque está ele a fazer aquilo e ele responde "Good question".
    Vídeo poderoso!

    Beijocas

    ResponderEliminar
  12. Bom dia. Eu lancei-me no triatlo no início deste ano. Infelizmente tenho sido atacado por algumas lesões (todas resultantes da corrida) e por isso não consegui ir a todas as provas que pretendia. Mesmo assim ainda fiz 3 triatlos na distância sprint e que me deram enorme gozo. Como não podia deixar de ser, acompanhei o directo do Ironman durante longas horas e vibrei com aquela que se considera o 'Evarest' das provas de triatlo.
    Algumas notas: aqueles que vão a Kona não aparecem lá de pára-quedas. Não basta ter dinheiro para a inscrição (uns 500$ creio), para a viagem e para a estadia. Quem está em Kona teve que merecer o seu lugar, i.e., teve de conquistar uma das slots de acesso numa das provas do Ironman que se realizam durante o ano em vários locais do mundo.
    Portugal esteve representado por 5 triatletas, 2 profissionais, Pedro Gomes (8:56:10) 26º e Sérgio Marques (9:38:58) 37º e 3 nos Age-Groups, onde Márcio Neves teve uma prestação brilhante ao vencer o seu escalão (M25-29) em 9:08:43 (33º Absoluto!). Rodrigo Baltazar foi 46º do escalão M30-34, com 9:40:330. Por seu turno, Vanessa Pereira foi 4ª no escalão F18-24, com 10:39:25. Fica aqui a lista dos vencedores por escalão.
    Nos exemplos fantásticos que se podem ver nessa lista, a destacar o japonês Hiromu Inada, que ganhou na categoria +80 anos, com a 'modesta' marca de 15:38:25. Depois, o exemplo de ir às lágrimas, da americana Harriet Anderson, com 75 anos, que terminou com 16:59:11, ou seja, quando faltava apenas 49 segundos para o fecho da prova. Esta prova tem um máximo de 17h para ser realizada e quem cruzar a meta às 17:00:01, já não irá ouvir "You are an Ironman". O ano passado, uma americana chegou 5 segundos depois do fecho da prova e eu não consigo imaginar a frustração que ela deve ter sentido. O vídeo do fim da prova da Harriet Anderson.
    E sobre os comentários, ali, a dificuldade não é nadar 3.8Km, porque o mar até costuma estar com ar de piscina. Ali o pior é conseguir pedalar 180Km sob um vento fortíssimo e depois, ainda ter pernas para vencer os 42Km da corrida.
    E pronto, era isto. Quando se trata de triatlo perco-me no comentário :)

    ResponderEliminar
  13. Eu fui a grávida mais pastelona da história da Humanidade!!! Claro que na altura eu não tinha o culto de vida saudável que tenho agora. Se eu voltasse a engravidar (coisa que não vai acontecer) fazia as coisas de modo diferente. Já estava programada de maneira diferente. Beijo

    ResponderEliminar
  14. Nainho: É mesmo isso. Uma pessoa quer sempre superar-se... Acho que já tinha visto esse blogue através do link do blogue de alguém, mas depois "perdeu-se". Obrigada. Bons desafios! ;)

    Isa: Tens de ver os vídeos na íntegra, eu gosto bastante de ver. Beijinhos

    Bluewater: Obrigada pelo comentário. Não faz mal escrever muito, são boas informações! :) Portugal esteve muito bem representado.
    Essa senhora que falhou o Ironman por 5 segundos também aparece neste vídeo, é a última a aparecer. Pode não ser oficial, mas é uma ironwoman para mim.
    Espero que recupere rápido das lesões e que continue a participar em triatlos. 3 x difícil 3 x recompensador! :)

    Sweet: Pois, tem tudo a ver com o estilo de vida pré-gravidez, que tende a manter-se durante. Agora já sabes como é! ;) Beijos

    ResponderEliminar
  15. 1º tinha que aprender a nadar =P
    Mas, confesso que tenho uma grande curiosidade, em sentir a sensação de cruzar a meta depois de uma Odisseia daquelas e de tantas horas de esforço seguidas.
    Deve ser algo mesmo assombroso.

    ResponderEliminar
  16. kayro: Uma mulher que aparece no vídeo só aprendeu a nadar aos 58 anos e agora estava a concluir um ironman... um dia podes ser tu! :) Sim, deve ser uma sensação de orgulho e superação imensa.

    ResponderEliminar
  17. Sempre fui apaixonado pelo Triatlo até porque já fiz algum ciclismo e BTT a amos as bicicletas desde a minha infância.
    Mas nunca avancei para a pratica do Triatlo pois tenho um estilo de natação tipo cão (um cão tem mais estilo que eu!).
    Claro que isso da natação poderia ter sido corrigido, e até só me falta a técnica, pois flautar já eu flutuo perfeitamente)mas deu-me preguiça e nunca me meti nisso!
    Agora com 52 anos de idade e vários "empenos" já não estou a ver-me numa aventura dessas.
    Mas aconselho todos os corredores a experimentarem um vez na vida fazer um Trialto e até há aqueles curtos (sprint) que são fáceis de se fazer.

    ResponderEliminar
  18. Jorge: Também domino esse estilo de natação "à cão"... :) Para experimentar um triatlo teria primeiro de ganhar mais confiança em bicicleta, mas quem sabe um dia. E o Jorge ainda é um jovem, está a tempo!

    ResponderEliminar
  19. Olá,
    o que eu poderia escrever sobre este tema ocuparia de certeza demasiado tempo e paciência. Obrigado por o teres trazido a debate e a todos os teus leitores que contribuiram para recordar uma prova mitica, uma batalha do homem/ mulher contra os seus limites e vence-los.

    J

    ResponderEliminar
  20. Olá Jorge. Podes sempre um dia tomar o teu tempo e escrever sobre isso no teu blogue. Eu ainda nem nunca concluí uma maratona, por isso ainda não consigo conceber o esforço de um Ironman...

    ResponderEliminar