4 de outubro de 2012

Meia Maratona (a primeira): o pós cruzar da Meta


Então, no post anterior tinha ficado no momento em que cruzo a meta, no meio de outros tantos meios maratonistas, já veteranos ou caloiros como eu, ao som de "Sexy and I Know it", dos LMFAO. (Há alguma coisa mais sexy do que atletas a cruzar a meta a escorrer suor e com uma salina a criar-se na testa? Muito pouca coisa.)

Sei que o speaker ia animando quem chegava, mas nem consegui prestar atenção às suas palavras, estava mesmo alheada no momento.


 
Parece que estou a dormir, mas estou "concentradíssima",
como diria o outro.
 

Dei dois high-fives a mãos do público que se estendiam para quem terminava, apesar de não conhecer as pessoas. Quando alguém nos pede um high-five  não vamos deixá-los de mão pendurada, não é?

Depois, um pequeno momento anticlimático quando esbarro no garrafão de atletas que aguarda pela sua medalha. Para refrescar o corpo e os ânimos, voluntários distribuem um gelado por quem espera. Quando chega o meu momento de receber a medalha, estava à espera de que fosse posta ao pescoço, qual medalhada olímpica, mas não. Toma lá enroladinha na mão porque, segundo o rapaz que ma entregou, "era muita gente para se poder fazer isso". Nem se compadeceu com o facto de ser a minha prova inaugural... (Na verdade não lhe disse, senão tenho a certeza de que abriria uma excepção, nem que fosse para me despachar).

Segundo pequeno momento anticlimático: 'cadê' os meus abraços suados?! Tive de ficar à espera que os meus pais aparecessem porque a minha mãe, obviamente com pouca fé nas minhas capacidades atléticas, ainda estava junto à Gare do Oriente à espera de me ver passar e o meu pai teve de voltar atrás para buscá-la...

Ainda fiquei a ver se aparecia alguém conhecido (soube depois que a Isa, acompanhada dos padrinhos João Lima e Jorge Branco, chegou poucos minutos atrás - outra recém meia maratonista que também está de PARABÉNS!) mas entretanto vi um primo meu com a namorada, que tinham ido fazer a Mini, e acabámos por ir assistir um pouco ao concerto dos Xutos. Não tocaram o "À Minha Maneira", pelo menos que tivesse ouvido (fiquei muito triste, Tim...), mas tocaram uns quantos êxitos que tantos anos depois ainda põem todas as pessoas a cantar.

Em seguida, e como não tinha acabado de comer um gelado nem nada, fui beber a cerveja a que tinha direito (1 por participante da Meia Maratona). Só não queria ficar maldisposta durante a prova, agora depois já não me importava. Por acaso não me caiu mal.

Antes de ir para casa ainda deu para ver e aplaudir alguns dos últimos participantes. Eu sei que o tempo limite da prova eram 3 horas e as pessoas têm de ser conscientes das suas capacidades para terminar dentro desse tempo, porque a organização tem de cumprir horários e abrir novamente as estradas ao trânsito, mas fico sempre um bocadinho triste de ver pessoas ainda a terminar e já estar o staff todo a tirar as grades e os voluntários a ir embora... Deve ser um cruzar de meta com uma sensação um bocadinho agridoce, apesar de não tirar mérito nenhum àquelas pessoas.


Quando ao tão falado "runner's high"... Apesar de não ter tido muito tempo de parar e pensar em tudo o que aconteceu, já que cheguei a casa, almocei, e da parte da tarde fui fazer a prometida visita ao Hospital, nesse dia andei com a medalha ao peito e entrei num café cheio de pessoas desconhecidas com ela... Acho que as endorfinas são uma droga poderosa!



Imagem

Claro que no dia seguinte levei-a para mostrar no trabalho (desta vez, não ao peito) e para falar da experiência a toda a gente que conseguisse encurralar encontrasse junto à máquina do café logo pela manhã.


É linda!

Agora que já parei para pensar, acho que não cheguei a sentir aquele soltar de adrenalina que nos deixa em êxtase, se calhar devido à situação que aconteceu nas vésperas da prova. A única manifestação de delírio demonstrada foi quando me virei para o meu pai e disse que a seguir queria correr uma Maratona e ele, muito sensato, responde: "não te metas nisso". Ahahah! (Quando ele menos esperar...)

Mas senti sim, uma leveza, aquela paz de objectivo cumprido para o qual se trabalhou com tanta dedicação. Confesso que fica até uma espécie de vazio. O que vou fazer agora com tanto tempo livre? Vou continuar a correr, claro, e é óbvio que tenho outros objectivos fora do âmbito desportivo, mas fiquei nostálgica de uma Meia Maratona que ainda agora acabei de correr (é possível?).


Já que não posso andar eternamente com a medalha ao peito para prolongar o momento, acho que vou encomendar esta t-shirt, o que acham?


Obrigada, Carla!

Será que é suficientemente explícita? :)




Obrigada a todos pelos parabéns e pela força.

 

26 comentários:

  1. :) agora é continuar a correr... vais ver que daqui a nada arranjas outro objetivo.
    foi bom teres a tua família contigo, vê-se que foi uma coisa MESMO muito importante para ti.
    o meu medo na meia era ser dessas pessoas que ficam em último... acho mau demais...

    beijinho

    ResponderEliminar
  2. Estás tão feliz!! Isso deve ser orgulho que sentes por ti e fazes tu muito bem. Beijo

    ResponderEliminar
  3. Adorei o relato da tua corrida. Tens de estar muito orgulhosa de ti. A medalha é muito bonita, e a t-shirt pode ser um complemento interessante. Vai ficar para sempre para a tua história.

    Se tivesse menos uns anos (aí metade) atrevia-me a treinar para correr contigo, mas já é tarde, agora iria pertencer ao grupo dos que chegam e já está tudo desmontado :-)

    Mas continuo com as minhas corridas matinais, já não sei viver sem elas. Quanto a ti acho que deves continuar a treinar e a melhorar tempos, não tens nada a perder.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. AI MÃEZINHA!!! A medalha é mesmo linda!!! E com este discurso todo pões-me com vontade de treinar para uma! O problema é que não aguento 15 minutos a correr sem ter de parar ahahaha

    ResponderEliminar
  5. Ah! Temos outra futura Maratonista!!! Força!!!

    O relato está muito giro.

    Quanto ao colocarem a medalha ao pescoço, fazem isso na Meia da SportZone no Porto, apesar de também serem uns milhares.
    Fui lá em 2008 e mal cortei a meta, uma rapariga aproximou-se de mim, disse um convicto "Parabéns!" e colocou-me a medalha. Claro que qualquer um de nós até se sente um campeão!

    Quanto ao tempo livre... e então a próxima?!? :)

    ResponderEliminar
  6. Coisa mai linda :D (tu, o teu texto e a tua medalha!!!! :D
    eu acho que essa t-shirt te ficaria a matar!!! :D
    e assim é como andares com a medalha ao peito disfarçadamente.
    quano terminei aquela parte do caminho de santiago que fiz, só me apetecia andar com a t-shirt com a seta amarela. lool :D

    Beijinhos grandes minha linda.
    Espero que o familiar já esteja bem!!

    ResponderEliminar
  7. Um relato apaixonante, de alguém que encontrou na corrida a felicidade de ser livre.
    Parabéns pelo sucesso.
    A parte que mais gostei foi o relato da "espécie de vazio". Encontro esse sentimento em muitas provas e acabo por ficar mesmo triste por já ter terminado, por tudo voltar à rotina quotidiana, por deixar de sentir a adrenalina e todas as boas vibrações à nossa volta, os sorrisos, suores e lágrimas, o conversar com completos estranhos só porque temos em comum calçarmos umas sapatilhas, o acelerar para cruzar a meta com estilo, enfim, um sem número de emoções fortes que preenchem o vazio do dia-a-dia.
    É então que começo a olhar para o calendário e escolho o próximo desafio.
    Mais uma vez, parabéns, well done

    ResponderEliminar
  8. Hermione: Achas que ficavas em último, tu?! Não digas disparates!:)Eu só acho triste às vezes não terem o apoio que merecem, porque estão a fazer uma coisa que muitos nunca fizeram nem hão-de fazer e só por isso merecem a mesma admiração que os restantes atletas. Beijinhos!

    Sweet68: Estava, sim! Beijinho grande

    Ema: Nunca é tarde para começar! Mas o facto de fazeres das corridas matinais parte da tua rotina já é muito bom. Beijinho

    Pypoca: Eu também não aguentava 15min! Depois de começares já não páras! ;) Beijinhos

    JoãoLima: No Porto é que sabem! Depois não é de admirar que digam que as gentes do Porto são muito mais hospitaleiras! ;) A próxima talvez seja um trail pequenino, vamos a ver!

    Moça: Mas andas sempre a mudar de blogue, mulher! ;p Eu também tenho uma dessas t-shirts da seta amarela, de vez em quando uso! ihih :) É normal uma pessoa andar entusiasmada durante uns tempos. Beijocas!

    Fernando: Obrigada. Sim, agora é altura de ver outros desafios! Pequeninos ou grandes. Boas corridas!

    ResponderEliminar
  9. LOL, canso-me de mim própria... é uma chatice!
    ***

    ResponderEliminar
  10. Agora que correste a meia maratona continuas a correr ;)

    Gostei da tua foto :) Ainda fiquei a olhar para ver se te reconhecia, mas depois percebi que eu é que penso sempre que Lisboa é como Leça, em que toda a gente se conhece pelo menos de vista :P

    Beijinhos e bom fim-de-semana prolongado :D

    ResponderEliminar
  11. Parabéns por atingir sua meta!!! Que venham muitas mais pela frente!

    Abs

    Fábio
    www.42afrente@blogspot.com

    ResponderEliminar
  12. Mais uma vez os meus parabéns, agora não faças como eu, depois de correr a meia em Março, só voltei ás corridas em Junho, parecia que me faltava ali aquele objectivo, que nos faz sair de casa quando se instala a perguiça...
    Mas agora acho que já não vou parar, gosto de mais de correr :)
    Temos já aí outra meia em Dezembro, estou tentada a ir fazer a minha 2ª meia, vamos ver.
    Beijocas e bons treinos

    ResponderEliminar
  13. ola menina corajosa:) beeem, a medalha de facto é linda!acho que nunca tinha visto uma medalha assim, costumam ser normais, mas esta realmente ate dá mais satisfação(sei que seria a mesma se a medalha fosse normal, ou ate que nem houvesse medalha):) muitos parabens e venha daqui a algum tempo a próxima etapa:p beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Muitos Parabéns Menina!

    E a Menina já devia saber que essas combinações "a gente vê-se por ali" dão sempre asneira. Lembras-te de vila Franca Xira?

    Beijinho e continuação de bons treinos e provas

    E bom fim semana

    ResponderEliminar
  15. Boaaaa :D Fico muito contente que tenha corrido tudo bem e tenhas alcançado o teu objectivo =D

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  16. Obrigada, beijinhos a todos!

    Carla: A de Dezembro acho que ainda não, mas gostava de fazer a Meia que fizeste, a da Ponte 25 de Abril. Bjs

    Maria: Neste caso, como já nos conhecíamos, pensávamos que ia ser mais fácil... Não foi o caso! :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. ehehe voltei so para dizer que fiquei com uma lagrimita no canto do olho com o teu comentário:p deveem ser as hormonas saltitantes:D nao tens de agradecer, tenho mesmo orgulho em conhecer uma rapariga assim como tu decidida:) beijocas

    ResponderEliminar
  18. Quando ele menos esperar dizes: "Pai, inscrevi-me numa maratona!"
    Hehehe

    Quando acabei também pensei que um dia vou querer correr uma maratona. Mas para já é continuar com provas de 10km e mais algumas meias.

    Mas um dia ainda vamos fazer uma maratona =)

    Beijocas e bom feriado e bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar
  19. Pois eu digo para se meter nisso de correr uma maratona! Claro que não é para amanhã! Essas coisas tem que ser feitas com calma e tempo!
    Mas mais um dois anos de treinos e meias maratonas nas pernas e está lá nos míticos 42,195 km!
    Já pensou que metade já está feito?

    ResponderEliminar
  20. Isa: Talvez um dia também estejamos a correr a primeira Maratona juntas! :) Bjs!

    Jorge: Falta a metade mais difícil! :) Mas talvez daqui a um ano ou dois, que sabe...

    ResponderEliminar
  21. Olá.
    Mais um grande texto.
    Agora é continuar a correr e a participar em algumas provas.
    Eu sei o bem que a corrida me fez, a vários níveis.

    ResponderEliminar
  22. vgoncalves: Olá! Sim, agora é voltar às provas de 10km e tentar melhorar o meu tempo. Mas antes disso, como está visto que eu gosto mesmo é de correr lentamente e em contemplação ;) vou ver se experimento um trail curtinho, +/- como o do Guincho que fizeste. Bjs

    ResponderEliminar
  23. A medalha realmente é bem gira, mais vale usares todos os dias ahaha
    Que bom, tudo correu bem, os esforços valeram todos :D
    Agora que venha a maratona!
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  24. Parabéns por ter conseguido sua meta! Agora é partir para atingir outros objetivos e tirar essa sensação de vazio..e compra uma camisa sim, essa que demostrou está linda!! Bjs. Sandra

    ResponderEliminar
  25. Olá.
    a partir daqui nada será como antes,o bichinho está instalado e vai começar a pedir mais provas, mais desafios e a expandir limites.

    Para se partir para outros voos é necessário tempo, treino consistente e preparação mental. A maratona é a rainha das provas, metade corre-se com o coração, 1/4 com a cabeça e o resto com as pernas.

    por agora, participar em provas curtas de intensidade moderada,
    (trail é fixe) criar um plano fiável com objectivos bem defenidos e dar tempo ao tempo. (saberás qd estiveres preparada)

    este ano vou fazer a maratona de Lisboa a 9 Dez. e esta meia já fez parte da preparação..


    ps; belo relato sim senhora,não é como muitos outros que andam por aí!!

    :)

    ResponderEliminar
  26. Lady V: Tenho de pendurá-la num lugar de destaque cá em casa... ;) Beijinhos

    Reinventando: Obrigada! A t-shirt foi uma brincadeira de uma amiga, mas está linda!:) Beijinhos

    Jorge: Há por aí outros relatos muito bons, cada um dentro do seu género (como o teu). Eu pelo menos não me canso de ler sobre esta prova! :p Continuação de boa preparação para a Maratona!

    ResponderEliminar