15 de novembro de 2012

Before I die...



Já tinham visto alguma foto destes muros? O projecto Before I Die começou numa parede de uma casa abandonada em Nova Orleães e tornou-se um projecto de arte a nível global, repetido em muros de cidades um pouco pelo mundo fora (que eu saiba ainda não chegou a Portugal). Basicamente, consiste no convite à partilha dos nossos grandes objectivos e sonhos de vida, completando a fatídica frase: "Antes de morrer quero..."
 
Sempre que um mural fica cheio, é lavado (as frases são escritas a giz) e permite que mais pessoas continuem a contribuir com ideias pessoais ou objectivos comuns. As respostas variam entre as engraçadas: "fazer um rap com o Eminem", as pessoais: "conhecer o meu pai", as comuns: "ganhar a lotaria" ou generalistas: "Paz".
 
É uma pergunta que, apesar de simples, nos deixa sempre a pensar e acredito que mesmo quem nunca a tenha formulado em voz alta, já pensou para si qual seria o seu maior sonho na vida. Afinal, como diz o poema "Pelo sonho que é vamos".
Para mim, mais importante até que a concretização de um objectivo é o "trabalhar para", aquela sensação de motivação que nos deixa entusiasmados. Por isso é que sempre que risco um ítem da lista já estou a pensar noutro para o substituir! Acredito que mesmo que viva até aos 115 anos (totalmente possível) vou estar sempre à procura de mais experiências para viver. Haja saúde para isso (coisa nº1).
 
Alguns dos meus sonhos/objectivos de vida já partilhei neste post, mas ficam aqui outros dos menos pessoais e publicáveis:

Desporto
- Correr uma Maratona (aposto que este é uma surpresa para vocês!;) )
- Participar numa Meia-Maratona fora do país
- Acompanhar alguém na sua primeira prova
- Fazer um Trans-Portugal de bicicleta
- Participar num Ultra-Trail (ei, se não for difícil não é sonho!)

Outros
- Viajar no Expresso do Oriente
- Backpacking pela Austrália/Nova Zelândia
- Passar uma passagem de ano em Nova Iorque
- Voltar a Londres no Natal (e levar o meu irmão comigo, que gosta da época tanto quanto eu)
- Tirar um Mestrado/outra licenciatura naquilo que realmente quero e não no que me poderá dar melhores oportunidades de trabalho (f**k a crise!)
- Ensinar TEFL como voluntária

E outros tantos tantos tantos....

Como vêem, não há pedidos materiais... Regra geral prefiro as experiências embora, claro, haja algumas coisas que calhavam bem, entre as quais, e numa necessidade mais premente, um Garmin. Não sei se já tinha dito isso aqui... :)

O melhor disto tudo é saber que muitas das coisas podem levar muitos anos ou até nem chegarem a ser feitas e serem substituídas por outras, mas só o facto de ter vontade de as fazer deixa-me contente. (Não sei se é parvo, mas comigo funciona assim).


E porquê toda esta conversa agora? Porque hoje aproveitei uma folguinha na chuvada que caiu para ir correr um bocadinho, já que ontem não tinha corrido e estava com saudades, e quando estava quase a sair do bairro assisti a uma cena muito rápida e insólita, mas que poderia ter sido fatal. Estava a escurecer, mas apercebi-me de algo a cair da varanda de um dos prédios e estatelar-se cá em baixo com um estrondo enorme e a poucos centímetros de pessoas que iam a passar. Um vaso! Mas, atenção, um vaso daqueles de barro, pesadões... Não sei se terá escorregado devido ao vento e chuva, se alguém lá em cima se encostou e o desequilibrou (se foi isso, ninguém veio à janela acusar-se), mas já viram bem o perigo? As duas senhoras que lá iam a passar no momento ficaram mesmo transtornadas e depressa se juntou ali um grupo (o que não achei grande ideia, já que sabe-se lá se não poderiam cair mais coisas). Eu ia poucos metros atrás e pude ver tudo isto. Mas e se tivesse saído mais cedo de casa? Se não tivesse voltado atrás para ir trocar de phones? Passo por ali tantas vezes... Uma pessoa vai muito bem a pensar "epá, a ver se me lembro de comprar leite antes de voltar para casa..." e puf. Ponto.

Fiquei logo com os batimentos cardíacos alterados do susto. Depois quando comecei a correr deu-me para ter os pensamentos filosóficos partilhados acima. Quando voltei ainda lá estavam os cacos, já encostados a um canto entre um monte de terra e restos de plantas partidas.


Se bem se lembram, aí há uns tempos fui atingida por uma pinha. Mas pronto, sempre é uma pinha, não é um vaso de 10kg. Aqui está mais uma vantagem do trail running em relação ao correr na cidade, livra! Já não bastava ter de me preocupar com o trânsito...


Treino de hoje:

- Final da tarde
- Chuva
- 7km com algumas rampas (lá tem de ser...)
- Continuo sem relógio


Como já li em qualquer lado, a vida é mesmo um desporto de alto risco.


E vocês, algum sonho confessável?
 

23 comentários:

  1. Eu sou um gajo cheio de sonhos... e tal como tu, desde que entrei no mundo da corrida, alguns dos meus sonhos passaram também a ser relacionados com isso mesmo... (tenho que meditar um pouco sobre o assunto e fazer uma lista também :p)

    Ainda a poucos dias, estava eu num dos meus treinos na Quinta das Conchas... quando oiço um barulho enorme, e no sitio onde tinha acabado de passar á segundos, encontrava-se um ramo de uma árvore de tamanho considerável... e o que fiz eu? Dei mais duas voltas ao percurso do costume passando naquele sitio :-D tento não pensar muito nisso e dar todos os dias um pouco mais de mim, viver mais um bocado e não ficar a espera disto ou daquilo... :-)

    Bons treinos *** :-D

    ResponderEliminar
  2. é uma boa ideia, fazer uma dessas reflexões. eu tenho muitas muitas coisas a fazer before i die, assim a vida seja generosa comigo e me permita fazê-las :) ***

    ResponderEliminar
  3. Olá

    Já não passava por aqui há imenso tempo.

    Sabes que uma prima minha levou com um bocado de varanda...uma varanda bastante velha e a parte de baixo cedeu parcialmente. A pobre coitada esteve vários dias internada.

    A tua filosofia inicial trouxe-me lagrimas aos olhos porque aquilo que eu quero antes de morrer é só e apenas algo que depende de duas pessoas muito próximas e não custa dinheiro...

    Gostei dos teus sonhos espero que consigas concretizar todos eles. Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Na Sexta-feira passada tive uma experiência parecida, mas com um carro. Eu ia sozinha no carro a conduzir numa rua que descia e um dos carros que estava estacionado estava mal travado, começou a andar de marcha atrás, ganhou lanço, passou por mim em diagonal (era uma rua muito larga, é difícil de explicar) e bateu num carro que estava estacionado à minha esquerda. Foi tão aterrador que parei o carro e fiquei ali a olhar, porque efectivamente se eu fosse um bocadinho mais depressa o carro tinha batido em mim e do meu lado. Porra, foi assustador.

    Os meus objectivos/sonhos são tantos que é difícil verbalizá-los, não fosse eu a pessoa que pensa sempre muito e que quer sempre tudo (duas combinações muito perigosas) :P No geral acho que os meus sonhos podem resumir-se em viajar, amar, ter saúde (dentro do possível, porque para morrermos precisamos obrigatoriamente que algo corra mal e não me parece muito interessante jogar o jogo para sempre) e é isso.

    É claro que isto engloba muitas coisas: acabar o curso, salvar alguém, casar, ter filhos, ir à Austrália, ir ao México com o Pedro, ir ao Rajastão, ir a muitos outros sítios (a minha imaginação não tem limites mas os caracteres dos comentários têm), ser boa mãe, ter o meu irmão perto de mim, ter uma casa na árvore, deixar os meus filhos comerem queques quando vão ao médico (era a única altura em que eu comia doces quando era criança e é talvez por isso que associo o médico a coisas boas) :P

    Enfim, o sonho é a constante da vida ;)

    Beijinhos e boa noite :D

    ResponderEliminar
  5. Pedro: Tens de fazer uma "bucket list" desportiva!
    Nem no meio das árvores estamos seguros... :)
    "Wait for nothing and hope for the best" ;) Beijinhos, boas corridas!

    Hermione: É aproveitar que sonhar ainda não paga imposto... ;) Beijinhos

    Ema: Sabes que aqui no meu bairro também caiu um bocado de uma varanda??! Mas acho que não ia ninguém a passar na altura... Que situação! Tudo há-de correr bem, beijinho grande.

    Joana: Concordo contigo. O que torna tudo "interessante" vá (à falta de palavra melhor) é o prazo de validade que não sabemos qual é. Este tema dá pano para mangas.. "O sonho é a constante da vida", outro belo poema. ;p Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Sonhos não faltam por estes lados. A maior parte tornava-se realidade se o sonho material se realizasse.
    Posso dizer que, fazer corridas em todo o Portugal e no estrangeiro é um deles.
    Outro,é ter uma pequena quinta.
    E muitos mais.
    Por agora, desde que tenha a coisa nº 1 e mais ou menos tranquilidade (como dizía o outro)já não é mau.

    Beijinhos e força aí nos Sonhos/objectivos.
    A começar pelo Garmin.

    ResponderEliminar
  7. Como vivo no mundo das nuvens sonhos é o que não me falta...mas da lista toda há uns que não queira mesmo morrer sem os concretizar.
    O primeiro e maior é o sonho da vida toda que espero ir vendo concretizar-se ao longo da mesma, uma espécie de linha orientadora: ter um emprego, não que me permita enriquecer (apesar de não querer andar a contar os tostões diariamente), mas que me permita sentir que fiz a diferença, que coloquei o meu talento e empenho e dedicação ao serviço de algo maior, de algo que realmente possa fazer a diferença na vida de alguém.Quero chegar ao fim da vida e olhar para trás e ver que esta fez sentido,que não mudei o Mundo, mas que fiz algo para torná-lo melhor à minha volta.
    Depois tenho outros mais triviais como
    Jantar no El Bulli (ou noutro do Ferran Adrià)
    Fazer bungee jump
    Subir a um vulcão ( a viagem à Costa Rica com o Carlos Carneiro dos Nomad parece-me tão bem para tal)
    Fazer um safari no Quénia
    e a lista continua =)

    ResponderEliminar
  8. bom dia , é um tema fascinante e que dava para gastar muito teclado ;)

    ...acho que é por fases da vida de cada um... , já foi um sonhador , já foi de fazer muitos planos e tudo muito arrogado..., uns mais exequíveis , outros daqueles só de sonho mesmo ou em filmes , eheheh...

    ...mas é como tu dizes , se for uma forma de motivar isso do "before i die" , e ajudar a meter mãos-á-obra , tudo bem, força nisso ;)

    ...eu já sou mais terra-á-terra , a experiência de saber feito e as "conquistas" e "desilusões" desse turbilhão de sonhos que é a vida e o dia-á-dia , por agora chega e sobra para saborear o "i'm still alive" de hoje...amanhã, logo se vê... :P

    bom dia de tudo...
    ajb

    ResponderEliminar
  9. Gostava de fazer tantas coisas antes de morrer.
    Mas aquela que está permanentemente na minha cabeça é adoptar um dos cães da associação onde sou voluntária. Não é um cão qualquer (nenhum é), é o meu afilhado e já passou por muito. Eu própria já passei por muito com o Nilo.
    Cada dia que passa ouço o relógio a fazer tic tac. Ele já tem quase 11 anos e eu estou agora a acabar o curso, mas as perspectivas não são as melhores. Mas sonho com o dia em que vou tirá-lo do canil. Nem que ele já tenha 15 anos, mas caraças se não o vou tirar do canil!

    Pronto, agora numa versão mais soft, também partilho de alguns sonhos desportivos, nomeadamente correr uma maratona e participar num ultra-trail. É como tu dizes, se não fosse difícil também não tinha piada ;)

    Que realizes todos os teus sonhos e que continues a arranjar novos sonhos!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Em relação aos objectivos desportivos, também os tenho no blog e à medida que vou superando um, acrescento logo outro. :)
    Quanto aos vasos, pinhas, varandas e carros, tento não pensar muito nisso. São situações que não podemos prever, logo não vale a pena arranjar (mais) cabelos brancos por causa disso.

    ResponderEliminar
  11. Hello!
    O meu objectivo é não escrever um comentário enorme e depois não o conseguir publicar porque dá erro e desapareceu. Puufff!!
    Os meus sonhos/objectivos não são publicáveis, por isso, tenho o meu próprio mural ;)
    De qualquer maneira, ganhar o primeiro prémio da lotaria está excluído! Ficaria contente com qualquer montante até 100mil €. – mais do que isso, penso sempre que me faria mais infeliz do que feliz.
    Acho a ideia de Londres engraçada (até porque é uma, senão a primeira, cidade do meu coração, mas confesso que nunca me passaria pela cabeça passar o Natal longe de todos “os meus” Acho que ficaria deprimida, mesmo que o homem fosse comigo… Já passar o ano em NY não diria que não!
    Há situações que nos fazem pensar na vida e os acidentes evitam-se, mas há uma “coisa” superior que faz com que as coisas aconteçam exactamente quando têm de acontecer. Não estava escrito que levarias com um vaso na cabeça :) Continua a tentar que vais conseguir :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. vgoncalves: Olá! Belos objectivos. ;) Eu acho engraçada a ideia de ter uma quinta, mas depois os animais iam ser todos meus amigos e não podiam servir de alimentação! :) Beijinhos e força para ti também. Os objectivos das provas, pelo menos, não são assim tão inalcançáveis!

    Catia: Gostei da tua lista. O principal mesmo é gostares da tua vida no dia-a-dia e, para isso, um emprego que te motive faz toda a diferença! Agora deste-me a ideia do vulcão! lol (Na Nomad gostava de viagar com o Cadilhe, li quase todos os livros dele). Em relação ao Bungee jump... não é tão divertido como parece! :p Beijinhos


    AjB: Não acredito que não tenhas um único sonho... Não precisa de ser uma coisa em grande! Sem objectivos não te levantavas da cama de manhã ;) Nem que seja: "olha, este f-d-s calha mesmo bem para ir fazer um trail para a Serra de Sintra". E pronto, aí tens um objectivo a curto prazo. :p Beijinhos e um bom dia!

    Isa: Qual é o canil? Às vezes também vou ao de Sete Rios para passear os cães. Não custa nada e eles ao menos sempre saem um bocadinho. Podemos tratar da Maratona juntas, vê aí uma data! ;p Beijinhos

    Tiago: É esse mesmo o espírito. Mesmo que sejam "apenas" objectivos desportivos (acho que vais fazer muitos mais do que os que tens listados!) Quanto aos cabelos brancos... mais tarde ou mais cedo calha a todos... ;) Beijinhos

    Lulu: Hello! Eu acho que continuaria feliz com um bocadinho mais de €100 mil... ;) Pelo menos aqui em Lx nem para uma casa dá e essa parte já tens despachada! :)
    Não era ir a Londres no DIA de Natal, apenas na época. Por ex., agora seria uma boa altura, porque já está frio e as lojas todas enfeitadas :)
    Lol! :) Eu não acredito no "estava escrito"... Mas esse era outro tema que excedia o nº de caracteres! :) Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  13. Se vais ao de Sete Rios deves estar a falar da União Zoófila. Eu sou voluntária na Focinhos e Bigodes, fica mesmo ao lado da UZ.
    Se quiseres aparecer por lá, eu estou lá todas as segundas entre mais ou menos as 14h30 e as 17h30.

    Quanto à maratona já ando com uma data na cabeça, mas por enquanto ainda é cedo para pensar nisso :)

    ResponderEliminar
  14. Bem correr com capacete não dá jeito nenhum!
    Sonhos, sonhos bem vou dizer uma coisa um bocado triste: perdi muita da capacidade de sonhar tento, apenas, sobreviver e não é nada fácil!
    Mas mesmo sem grandes sonhos nem projectos para o futuro não deixo de lutar pelo que acredito ser justo.
    Bons sonhos!

    ResponderEliminar
  15. Isa: Então depois temos tempo de falar melhor durante os 18km do f-d-s... ;) Beijinhos e até domingo!

    Jorge: Pois não! Nesse campo, andar de bicicleta tem vantagens... ;) Eu acho que sonhar é bonito, desde que mantenhamos os pés no chão. Eu sonho muito acordada, admito, mas acho que sou uma realista optimista! :) Enquanto estiver a lutar pelo que acredita, já vale a pena. Beijinhos e bom f-d-s!

    ResponderEliminar
  16. Olá,
    Achei fantástica a ideia.

    sabes que já me ocorreu por diversas vezes fazer algo do genero? olhando para trás mesmo sem um grd exercicio de memória já fiz tanto..! mas isso faz parte do passado e ajudou a consolidar o homem que sou, com algumas virtudes, carregadinho de defeitos mas com uma personalidade forte e amigo do seu amigo.

    Dizia-se que escrever um livro, ter um filho, plantar uma arvore ou por outra ordem era significado de se já ter feito muita coisa na vida, mas eu já fiz muito mais.

    Um mural preencheria eu com as coisas que ainda quero fazer, seriam tantas..que nem me ocorreriam assim de imediato. É assim a vida a procura incessante de desafios e de bem estar. De conhecer e desafiar novos limites, Pôr á prova a minha força, a minha vontade e ao conseguir dedica-las ao meu pai como já o fiz e farei em sinal de amor e gratidão pelo maravilhoso pai que tive.

    Apenas alguns deles:
    - ir a santiago de compostela de bicicleta lado Francês
    - fazer um Ironman ( Nice )
    - ir correr a maratona de NY

    Mas o mais importante nem sempre é o primeiro a surgir-me no horinzonte da memória

    - como:
    O ser feliz

    e para aqueles que amam a vida como eu basta tão pouco..!!

    :)

    ResponderEliminar
  17. Jorge: Dessa trindade de coisas a "cumprir" (árvores, livro, filhos), ainda só despachei a árvore! :) Eu acho que mais importante que atingir os sonhos é a atitude que temos perante a vida e eu tenho a sorte de ser, no geral, uma pessoa feliz. Não ESTOU sempre feliz, mas sou uma pessoa de bem com a vida (espero que se mantenha sempre). Partilho 2 desses teus sonhos: o da Maratona de NY e o CFSantiago, mas a pé. :) Beijinhos e bom f-d-s!

    ResponderEliminar
  18. Adorei o projeto Before I die, faz-nos pensar no que realmente tem prioridade na nossa vida :)
    Realmente tiveste muita sorte com esse vaso, acho que a vida segue o curso que tiver de seguir e o vaso não era para acertar em ninguém.
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  19. Txiii que coisa linda!! Não conhecia mesmo, mas adorei a ideia! quem sabe não vejo um muro desses em Londres? :D
    Gostei muito de ver o que desejas antes de morrer, temos algumas coisas em comum :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  20. Lady V: Tens de criar a tua, que inclua muitos NY city moments... ;) Beijinhos

    Pretty in Pink: Se vais a Londres agora já estás a realizar uma das coisas da minha lista! :) Diz à Queen que tenho saudades... ;) Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Eu tb li os livros quase todos do Gonçalo. Mas o Carlos Careiro e o Jorge Vassalo têm um mt giro tb - Até onde vais com 1000 euros e conta a aventura deles de Lisboa ao Dakar sobre uma bicicleta. Tinham (não sei se ainda está on-line) um blogue e tudo. Foi com eles que cheguei aos Nomad e ao Cadilhe. Quanto ao jump, eu faz saltei de parquedas, parapente, andei em algumas montanhas russas e agora gostava msm d experimentar o bungee jump...mas é daquelas coisas que faço qd surge a oportunidade...não costumo ir atrás. Qd aparece aproveito... :)

    ResponderEliminar
  22. Não sei como, não tinha visto este texto tão interessante e com tanto pano para mangas.

    Um dos grandes sonhos é nunca deixar de sonhar.

    A vida é uma página em branco que vamos preenchendo da forma que podemos, conseguimos e achamos que é a melhor, mesmo descobrindo depois a série de erros em que caímos. Um ídolo meu do desporto, disse uma vez que devíamos ter duas vidas, uma para cair em todos os erros que não conseguimos evitar e outra para fugirmos deles. Como isso não é possível, resta-nos ambicionar fazer o melhor, nunca deixando de olhar para as estrelas no céu e sonhar, sonhar sempre pois sonhar é aproximarmo-nos daquilo que ambicionamos.

    No meio de todos os sonhos "grandes", tens um que é muito bonito e dá uma enorme satisfação interior: "Acompanhar alguém na sua primeira prova" :)

    Beijinhos e mesmo na altura de desânimo em que nada parece concretizar-se, sonha sempre, acredita sempre, pois essa é a única maneira de um dia chegares lá.

    ResponderEliminar
  23. João: Haja vida para tanto sonho... :) Mas é como dizes, é preciso não deixar de acreditar. Beijinhos

    ResponderEliminar