7 de fevereiro de 2013

A pedalar

Na terça-feira, senti-me muito cansada e dorida na corrida de final de tarde, por isso acabei por fazer um treino muito mais lento do que o programado. Já estaria na hora de apostar em alguma velocidade, mas ainda não foi desta. Um vez li num artigo que "subidas eram trabalho de velocidade disfarçado", por isso espero que estas recentes incursões pelos montes me estejam a valer de alguma coisa, porque o plano de treinos não anda a correr como previsto.
 
Ontem não fui correr, mas, aproveitando que despachei o trabalho mais cedo, fui andar de bicicleta e fazer o meu primeiro passeio de 2013 e uma estreia com o meu Garmin. Se eu tinha dúvidas em relação à minha prestação em duas rodas, finalmente pode ficar registado para a posteridade.
 
 

Três constatações do passeio de ontem:

- Tendo em conta que a minha bicicleta é pré-histórica vintage, e tem um manípulo das mudanças estragado personalidade, acho que até já nem me safo assim tão mal. Pelo menos reparei que pequenas subidas que o ano passado me pareciam o Monte Branco, agora me pareceram apenas a Serra da Estrela.

- Há pessoas para quem o conceito de ciclovia ainda é estranho. Tudo bem que se ande ou corra sobre elas, às vezes também o faço, mas neste caso há que ir com atenção e dar prioridade às bicicletas, e não ocupar a via toda. A grande maioria das pessoas compreende isso, outras não. Se vão a caminhar de costas para quem vem a pedalar, ignoram as buzinadelas e os gritos de 'Com licença' até à última e depois, quando já não é possível ignorarem mais, "assustam-se" com a nossa chegada repentina. Se vêm a caminhar de frente para quem vem a pedalar, desviam-se com todas as calmas e de muito má vontade, e não se coíbem de o demonstrar. Bom, é da maneira que um relaxante passeio pela ciclovia se torna numa emocionante prova de obstáculos! :)

- Andar de bicicleta é um exercício muito bom, não só para a minha força nos membros inferiores, a subir, mas também para a força dos meus membros superiores, quando vou ali que tempos a apertar os travões a fundo, a descer.

- O vento contra, se já é mau quando corremos, é igualmente mau ou pior quando pedalamos.


Afinal foram quatro constatações. Entusiasmei-me.


Passeio de bicicleta:

Distância - 12,2km
Tempo - 01:03:47
Velocidade média - 11,5km/hora
Calorias - 396


Foi um ritmo de passeio, nas calmas, e com paragens para abastecimento (passeio de bicicleta que é passeio de bicicleta tem de incluir paragem para lanche, mesmo que sejam apenas 12km. Não concordam?) e fotografias.

Pode ser que se repita mais vezes, apesar de hoje estar com dores em zonas diferentes do habitual, se é que me entendem... Falta de equipamento próprio para a coisa.

Alguém tem daqueles calções próprios para andar de bicicleta? Faz mesmo alguma diferença ou é mito?
 


15 comentários:

  1. Eheheh! Também me iniciei na bike no final do ano passado, mas com o frio não apetece. Tenho uns calções apropriados para a modalidade e sinto-me mais "aconchegado", faz alguma diferença. Em relação às mulheres não faço a mínima ideia, mas depreendo que também ajude. Quando ando, costumo fazer a Calçada da Ajuda até Monsanto e noto que me ajudou a evoluir. Durante umas semanas vinha para o trabalho e voltava, de bike, cerca de 20km por dia. Senti me bem, mas lá está, com o frio não me apetece. Boas pedaladas e boas corridas!

    ResponderEliminar
  2. Bom treino! Quando o tempo melhorar tenho que voltar a pegar na bicicleta também. No ano passado comecei a dar algumas voltas em substituição de alguns treinos e o que notei sobretudo foi uma maior leveza nos treinos de corrida após esses passeios de bicicleta.

    É sempre uma odisseia andar em Lisboa (não fui muito para além do EUL e da ciclovia que passa no Parque do Vale do Silêncio, mas este ano a ver se exporo o corredor verde. :)

    Quanto a calções, comprei uns na Sportzone, acolchoados e de facto aquilo ajuda. Além disso, se a tua bicicleta não tiver, é recomendável um selim de gel, que amortece significativamente o impacto.

    ResponderEliminar
  3. Qualquer dia estás no Duatlo!

    Sem dúvida que os músculos trabalhados são bem diferentes e isso também é positivo para a corrida.

    Força e bons treinos

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Por acaso já tinha pensado isso sobre as ciclovias! Mas lá em Leça acontece o fenómeno contrário. Na praia há aqueles passadiços de madeira para as pessoas andarem que até são relativamente estreitos (normalmente eu e o meu pai vamos um ao lado do outro na boa, mas três pessoas já não dá, o que é muito chato quando queremos ultrapassar alguém). Ora esses passadiços estão cheios de malta a andar de bicicleta! Com o passadiço de asfalto lá ao lado, as pessoas decidem ir de bicicleta para a madeira :P E depois desatam a buzinar para sairmos da frente -.- (respirar fundo, este assunto enerva-me bastante).

    Por isso eu diria que infelizmente falta de civismo (ou será falta de inteligência? Ou será gosto pelo perigo?) existe quer de um lado quer do outro ;)

    E sim, andar de bicicleta faz doer sítios chatos, também concluí isso nas férias :P O meu irmão tem uns calções desses e diz que não lhe faz grande diferença, mas é possível que haja outros melhores ;)

    Beijocas :)

    ResponderEliminar
  5. Sílvio: O pior foi mesmo o vento! Como ando poucas vezes, nunca quis gastar dinheiro a comprar desses calções. Talvez se começar a fazer mais kms valha a pena. Boas corridas (e pedaladas, que o frio já não é tanto) ;)

    Bluesboy: Tem que se pedalar com frio também, à homem! ihih :) Estou a gozar, correr não me importa, mas andar de bicicleta também não gosto.
    O que eu precisava não era de nenhum selim novo, era de uma bicicleta nova! Mas agora não pode ser... Boas corridas

    João: Isso agora... Ainda tenho TANTO que correr primeiro (literalmente!) antes de me meter num duatlo! Sinto-me muito pouco segura em cima de duas rodas, sou daquelas que ainda tem de desmontar da bicicleta para subir um passeio maior... :) Beijinhos!

    Joana: Ahaha agora parecias eu!:) Cada macaco no seu galho, tem de haver civismo de parte a parte. Quando corro no passeio também não gosto das razias que alguns ciclistas fazem, que parece de propósito... (respirar fundo....) ;) Beijinhos grandes!

    ResponderEliminar
  6. De vez em quando sabe bem variar um pouco da corrida. E também faz bem para trabalharmos outros músculos e vivermos outras aventuras :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde, menina

    Realmente a questão da falta de respeito nas ciclovias enerva um pouco, eu como tenho hábito de fazer as 3 coisas, andar a pé, correr e andar de bicicleta tenho talvez um olhar diferente quando vou num sitio reservado ou não, mas no final tudo acaba na falta de civismo por parte de algumas pessoas mas que também é bom não generalizar. Cada um tem que saber onde acaba a sua liberdade, mas acho que nem todos estamos para lá virados.
    relativamente ao MITO do calção para quem anda de bicicleta, eu sinto que quem anda regularmente acaba por não notar muito a diferença, claro que a distancia tem que ser curta, o calção ajuda bastante quando as distancias começam a ser maiores, nós amadores mas que usamos regularmente esse meio de locomoção após algum desconforto inicial e se a regularidade se mantiver praticamente não é necessário.
    (mas convém pensar em adquirir uns para o caso de nos dar vontade de fazer distancias maiores, claro.)

    boas corridas e boas pedaladas pois são duas coisas que se complementam.

    Manuel Nunes

    ResponderEliminar
  8. Isa: É verdade, é bom variar e conta um bocadinho como treino de força (batota ;) ). Beijinhos

    Manuel: Quando nos pomos do lugar do outro é mais fácil criar empatia e tornamo-nos mais cívicos. Tendo a experiência nos 3 casos ajuda a ser mais respeitador. Claro que há dias e dias, e às vezes temos menos paciência, é verdade! :) Quanto aos calções, há quem me diga que depois se ganha calo e já não faz diferença!! Eu ando pouco de bicicleta, por isso ainda noto muito. :) Obrigada pelo comentário e bons treinos!

    ResponderEliminar
  9. Olá, ainda hoje li na Runner's World alemã, um coach a aconselhar um treino de bicicleta por semana a uma leitora que se queria preparar para uma Meia-Maratona (a 1ª dela)...segundo ele, para trabalhar outros músculos e ganhar resistência. Olha, nem de propósito este teu post....sempre na frente, elas vem no ar e a "menina" já as está a apnahar:D
    Beijinhos e continuação de bons treinos.

    ResponderEliminar
  10. Com o hábito , o corpinho começa a ganhar "calo" embora o uso de calções é sempre bom.
    Os treinos de bicicleta , para além da vantagem de treinar outros músculos dá a possibilidade de alargar o raio de acção e conhecer outras zonas , que sendo relativamente perto , já não dá para ir em corrida.
    Beijos

    ResponderEliminar
  11. Carlos: Nunca li a Runner's World alemã ;), mas penso que a bicicleta seja um bom complemento a nível muscular. Além disso, sempre se varia um bocadinho, já que por aqui não tenho trilhos para explorar! :) Beijinhos e boa prova!

    Sam: Sozinha não gosto de ir para muito longe. Tenho de andar a atravessar estradas e não me sinto segura. Umas terrinhas por aí como as tuas é que era! :) Beijos

    ResponderEliminar
  12. Não tenho desses calções. Fizeste um muito bom percurso. E realmente essa falta de cidadania por parte das pessoas vê-se em tudo hoje em dia mesmo.
    Eu prefiro mil x andar de bicicleta do que correr, acho mais fácil. :)

    ResponderEliminar
  13. Raquel: Olha que é mais fácil a descer, mas a subir nem por isso!;) Não é preciso dizer o que prefiro... :) Bjs e obrigada pelo comentário

    ResponderEliminar
  14. A bike é um bom cross-training.
    Espero que as dores nessas zonas diferentes tenham passado.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  15. V.: Já passaram, obrigada. :) Vou tentar dar um passeio destes uma vez por semana. Talvez durante o f-d-s, quando há mais tempo. Beijinhos

    ResponderEliminar