5 de fevereiro de 2013

Trail de Bucelas

Vinda da N116, depois de uma viagem com pouco trânsito, chego a Bucelas passava pouco das 08:00. Ia com atenção para descobrir as zonas de estacionamento sugeridas, mas foi fácil, dois colaboradores da Organização encontravam-se à entrada do local a encaminhar quem chegava. Foi um primeiro ponto positivo numa Organização que esteve impecável nesta primeira edição do evento, como já vão perceber.

A caminho do levantamento dos dorsais encontro o Vitor. Apesar de ser uma prova com "apenas" 500 participantes, a banca estava separada por nº de dorsais, o que facilitou em muito a distribuição dos mesmos e não tive de esperar nada. Em troca, recebo também uma pequena garrafa de vinho de Bucelas e o sorriso da senhora que me atendeu. Era cedo e estava bastante frio, mas toda a gente foi muito prestável e simpática, como se estivessem mesmo contentes por nos receber, e isso nota-se.
Para aquecer, havia também à disposição chocolate quente, mas não cheguei a provar (não queria fazer experiências antes da corrida).

A faltarem cerca de 10 minutos para o início da prova passamos pelo Controlo Zero (não havia sistema de chips) e dirigimo-nos para a partida. É aqui que vejo também a Lígia.

Deixo uma nota positiva também para a animadora de serviço. Foi incansável e até pôs os atletas a fazerem a onda para a foto na zona da partida. Aliás, ao invés do habitual tiro ou buzina de partida, as palavras de ordem foram: "Podem começar a correr!", ou qualquer coisa assim parecida, o que foi inédito, para mim, e achei engraçado. E assim iniciámos a prova, às 09h, ao som de «Highway to Hell», dos AC/DC (mais pontos extra pelo humor da Organização).

Como habitual, a poucas dezenas de metros de prova já estávamos a iniciar uma subida, por enquanto ainda em asfalto. Aqui começam logo a ver-se algumas pessoas que preferem resguardar-se e optam por caminhar. Eu ainda ia bem, por isso preferi continuar a correr devagarinho (depois da subida interminável do Fim da Europa, aqueles 500 metros não foram nada!). E assim continuei, até entrarmos nos trilhos, e a cerca de 2km de prova deparo-me com isto:
 
Engarrafamento!
Os atletas estavam completamente parados, penso que pelo primeiro impacto com uma descida em lama, que abrandou o movimento e acabou por juntar ali uma grande fila de pessoas em espera. Ainda foram uns bons 2, 3 minutos, o que, confesso, acabou por quebrar um pouco o ritmo, mas não fez mal, porque aproveitei para tirar fotos!
Acho que este tipo de situações deve ser comum em provas de trail, embora alguns senhores não tenham ficado satisfeitos e tenham surgido as (in)evitáveis bocas.
 
Já em andamento, mas ainda um pouco congestionado.

A partir daqui começamos a entrar numa zona um pouco mais técnica, mas que consistia sobretudo em single-tracks, o que tornava difícil ultrapassar alguém. Cerca de 1km mais à frente, a multidão começa de novo a agregar-se,
 
 
e aparece o primeiro obstáculo "sério" do caminho e uma nova experiência para mim: um pequeno ribeiro que teríamos de atravessar pondo os dois pés na água, claro. Acho que a partir daqui valeu tudo e as pessoas deixaram de se preocupar com a lama, tentando apenas evitar as zonas mais escorregadias.

Até ao km5 foi maioritariamente a subir, mas os atletas começaram a alastrar-se nos seus diferentes ritmos e eu já não quis estar a parar para tirar fotos. Podem ver o post do Vitor, com mais fotografias, para comprovarem que a zona era de facto muito bonita e que o restante percurso já não estava tão congestionado como as imagens acima sugerem.

Depois de uma subida mais custosa em que tive de caminhar pela primeira vez, começámos a descer até ao km6, onde nos esperava o primeiro abastecimento (e último, para quem iria fazer apenas o percurso dos 12km). Foi uma agradável surpresa pois, para além de água, tínhamos à nossa disposição bananas e uns pequenos bolos. Foi a primeira vez que tive direito a abastecimento sólido (na Meia Maratona, sempre que chegava ao local, já não havia comida. Atleta de meio/fim de pelotão sofre!) e, sendo uma prova relativamente curta, nem estava a contar, mas foi bem vindo. Mais uma vez, todos os colaboradores foram muito atenciosos e ainda havia muita comida para os atletas e caminheiros que se seguiram.

O percurso também esteve sempre bem assinalado, com fitas e placas a anunciar os kms e zonas mais perigosas (cruzamento com estrada) e de tempos a tempos éramos acompanhados por uns ciclistas, que suponho estivessem a controlar o trajecto, já que estavam presentes desde a partida.

A seguir entrámos numa zona com algumas descidas e subidas acentuadas, em que era preciso ter alguma atenção ao piso, já que estávamos lado a lado com ribanceiras. Um rapaz espera no topo de uma pequena encosta e grita para a namorada, que vinha atrás de mim, que está farto de esperar por ela. Ela responde-lhe: "Tu só estás à espera porque também estás cansado". Eu não disse nada, mas ri-me para dentro e, olhando para o estado do rapaz, também concordei. Claro que um homem nunca iria admitir e sempre é melhor passar por cavalheiro... ;)

Eu estava a divertir-me muito, apesar dos ténis estarem pelo menos 2kg mais pesados e, a partir do 7km, começo inclusive a passar algumas pessoas (poucas, nada de loucuras). Um bocado mais à frente encontro o João, que seguia com dois amigos, e junto-me a eles durante uns metros.
À semelhança do Fim da Europa, o km10 também nos brindou com uma bela parede. Mas esta, apesar de mais inclinada, era mais curta, o que eu prefiro. Aqui, uma mulher que, ao longo de toda a corrida, andámos sempre ora me ultrapassas tu, ora te ultrapasso eu, passa uma última vez por mim e eu colo-me a ela feita uma lapa e já não a vou largar mais até ao final da prova!

Ao aproximar-me do km11 começo a ouvir um rapaz da organização a gritar: 22! 22! e eu a perguntar-me mas porque raio estava ele a gritar aquele número, já que o meu dorsal era o trezentos e tal, e depois lembrei-me que era ali a separação entre os dois percursos - 12km para um lado e 22km para o outro - e que, segundo o programa, era a partir dali (para os 22km) que "a diversão ia começar". Fiquei com pena de não poder partilhar dessa "diversão", que, pelos que vi nas fotos, incluiu atravessar um novo ribeiro (ou o mesmo), com um caudal muito maior, mas fica para o ano!

Um último controlo de percurso (era-nos feita uma marca no dorsal) e toca a correr para não deixar a minha boleia afastar-se! Eu acho que a mulher quase podia ouvir-me respirar no pescoço, de tão perto que ia (ihih), mas não havia espaço para a passar e ela também começou a acelerar, o que me levou a aumentar significativamente a velocidade no restante percurso e fazer aquele último quilómetro abaixo dos 6 min., já com as pernas cansadas, à maluca.

Cortei a meta com 01:28:34 (tempo Garmin) - embora, como já várias pessoas disseram, isto nos trails o tempo seja muito relativo e acaba por ficar para segundo plano.

Era para ter agradecido a boleia, a quem devo o belo ritmo final, mas depois de cortarmos a Meta a senhora afastou-se depressa - provavelmente farta de me ter à perna! - e já não deu. Mas fica aqui o agradecimento, senhora desconhecida da t-shirt azul clarinha.

 
Quando terminei, como já viram ontem, era este o estado dos meus ténis, pernas e corsários:
 
Um visual que espero adoptar mais vezes.

Portanto, tendo em conta a minha enorme experiência, que consiste em dois trails incluindo este, :) a Corrida do Monge tinha mais subidas duras - nesta prova não houve nenhuma rampa que se equiparasse à "jeitosa", e o Trail de Bucelas destacou-se pela quantidade de lama e pela nova experiência de atravessar cursos de água.

Preciso de alargar o leque. Confesso que fazer "apenas" 12km nestas condições ainda me custa, mas gostava de tentar esticar um bocadinho este limite. Talvez esteja para breve, mas mais sobre isso depois!


Fica aqui uma espreitadela ao resumo em números, para quem gosta de cuscar essas coisas. Acho que dá para ver bem quais os quilómetros em que estive parada e a ajuda que a boleia me deu nos quilómetros finais.



Próximos trails? Contem-me tudo.
 


24 comentários:

  1. Boa descrição duma prova onde estás de parabéns pela tua grande prestação.

    E afinal, em vez de AC/DC foi mais Phil Collins. Por outras palavras, não foi o tal "Highway to Hell" mas sim "Another Day in Paradise" :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Três frases dizem tudo: Texto espectacular, prova espectacular e atleta espectacular!

    ResponderEliminar
  3. Olá menina,
    Também fui a Bucelas mas fiz os 23km. Gostei muito da prova e mal consigo esperar pela próxima.

    Como já tenho algumas provas marcadas, principalmente de estrada, a próxima deverá ser o Trail da Arruda dos Vinhos dia 9 de março (16km).





    ResponderEliminar
  4. Espectáculo!

    Eu fiquei com pena de não ter ido, mas não dá para ir todos os domingos a provas. E já me tinha inscrito há mais tempo para os 20km de Cascais, na próxima semana.

    Beijinhos e boa semana!

    ResponderEliminar
  5. Foi um bom tempo, apesar dos estrangulamentos dos atletas.
    Estou a pensar em participar nestes dois trails:

    Trail de Sesimbra (20km)
    http://www.associacaomundodacorrida.com/UTSesimbra13.htm

    Mini-Trail da Serra da Arrábida (20km)
    http://www.cdtn-clube.pt/index.php/19-sample-data-articles/joomla/8-arrabidax

    Bons treinos e boas corridas! Até Cascais?

    ResponderEliminar
  6. Boa prova!

    Já me inscrevi num trail em Julho, o Lisbon Trail Marathon (tem prova de 19km... 42km é para quenianos de barba rija - não é o meu caso).

    Mais informações aqui
    http://lisbonmarathon.pt/index.php/en/

    ResponderEliminar
  7. Belo relato da prova. Deve ter sido muito porreiro e para 1º ano a organização parece que esteve 5*. Quanto a próximos trails tens vários, mas não querendo baralhar com os treinos para a 1/2 da ponte, podes pensar nos 20km de Sesimbra a 14 de Abril. :)
    Beijinhos e bons treinos.

    ResponderEliminar
  8. João: Ihih... sim, também pode ser! :)Estas provas são boas para se descobrir paisagens que nunca pensariamos que existissem nos locais. Beijinhos

    Jorge: :) Obrigada! Foi um bom dia. Beijinhos

    VDamas: Olá! Sempre eram 23km? Fiquei na dúvida. Tive pena de não continuar, mas ainda ia ser difícil para mim. Terminar terminava, mas ia custar um bocadinho... :) Também estou a pensar fazer o próximo de 16km. Boas corridas!

    Isa: Para a próxima tens de ir!! Eu infelizmente vou falhar os 20km de Cascais pela mesma razão. Beijinhos e boa semana

    Silvio: Vais fazer esses 2 em Abril? Valente! Eu ainda estou indecisa entre um ou outro (e vamos ver como estou até lá, que essas provas já não são para brincadeiras!). Não vou aos 20km de Cascais, infelizmente não há t€mpo para tudo... :( Boas corridas!

    Bluesboy: Já tinha visto, mas é um pouco cara para mim. Mas gostava de fazer um trail nocturno, deve ser uma experiência interessante! Fazes os 42 para o ano. ;) Boas corridas

    Tigas: Em Abril ou esse ou o da Arrábida, mas calma, vou ver como me sinto até lá! :) E também preciso de comprar uns ténis primeiro, que essa zona já não é brincadeira. Beijinhos e boas corridas.

    ResponderEliminar
  9. Gostei da descrição :D Por acaso AC/DC também me dava sempre vontade de correr no ginásio, isso e ZZ Top! É engraçado porque quando eu digo isto o meu pai diz que eu só gosto de música de cotas :P Ele tem uns gostos musicais tão actuais que até é um bocado assustador :P

    Espero que já estejas recuperada da corrida :D

    Beijinhos :D

    ResponderEliminar
  10. @VDamas
    23km? Pensei que era 22km...

    @Corre como uma menina
    Vou fazer os 2 trails, aproveito a embalagem da meia maratona.

    @bluesboy
    20€? Vou passar, ainda por cima em Monsanto quando posso correr todos os dias, apesar de ter um cariz social.

    ResponderEliminar
  11. Mais um excelente relato.
    Obrigado pela ligação ao meu humilde blogue. As imagens foram a minha salvação, as palavras não apareciam.
    Não me lembrei de falar no abastecimento, quase que apetecia ficar por ali mesmo.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  12. http://www.rtve.es/alacarta/videos/al-filo-de-lo-imposible/filo-imposible-reto-iker/1681830/


    :) parabens ;) no outlet da asics encontras material de trail a preço fabuloso ;)

    ResponderEliminar
  13. Joana: Há músicas que são intemporais! :) Eu ainda oiço muita coisa que ouvia quando era "jovem" lol ;) Nem sempre estou a par das novas tendências, como o teu Pai, confesso! Beijinhos

    V.: Às vezes as imagens valem mais que (as minhas) mil palavras! :) Beijinhos

    Nainho: Isto (do vídeo) é que é força de vontade e espírito de sacrifício! Estás a pensar meter-te numa experiência do género? ;) Por enquanto só uns ténis chegam-me bem. O restante material é só para quando for uma pró! :) Bom trail de Sta Luzia p/os dois!

    ResponderEliminar
  14. ...que inveja :(

    ...obrigado pela bela descrição , magnifica !!

    não te enganes , é um belo tempo :)
    ... , e sim fica "para segundo plano" , até um dia , ihihih...



    bons futuros Trails e continuação de boas "aventuras"...


    ajb

    ResponderEliminar
  15. AjB: Obrigada A. Eu digo que fica para "segundo plano" porque há tanta coisa a considerar para além da distância: desnível, estado do terreno, etc etc, que é impossível guiar a nossa evolução só pelos min/km. Como é que se medem as aventuras? Pelo nível de awesomeness. ;) Bjs

    ResponderEliminar
  16. Silvio : A distancia dos supostos 22 km foram 22,8.

    Aqui fica um video antes da partida.
    Acho que dá para ouvir a musica
    Video Inicio

    ResponderEliminar
  17. VDamas: Não dá para abrir o link (eu pelo menos não consigo).

    ResponderEliminar
  18. Que vontade que eu tenho de participar em um!!!
    Beijinhos e parabéns pela prova

    ResponderEliminar
  19. Aqui esta o link para o video:

    https://plus.google.com/u/0/photos/103923615835155971052/albums/5840743323615088481/5840743492570124658?authkey=CNaD_NrZveH9qwE

    ResponderEliminar
  20. Carla: Tens de convencer o Pedro! Ou então encontra aí um acessível que eu vou ctg! ;) Beijinhos!

    VDamas: Ahah, o momento da onda! :) Obrigada.

    ResponderEliminar
  21. da parte da organizaçao os nossos parabens e obrigado pela presença e rescaldo do evento. ficamos a aguardar a sua presença para a proxima, que será mais breve do que o esperado!!! bjs

    ResponderEliminar
  22. bucelasaventura: Obrigada pelo comentário! Fico a aguardar novidades então, e parabéns pela organização deste primeiro evento! Bjs

    ResponderEliminar
  23. proxima data em cima da mesa... 15 setembro - 2º trail running de bucelas, vai ser memorável, estamos a preparar muitas surpresas...

    ResponderEliminar
  24. bucelasaventura: Coincide com a 1/2 Maratona do Porto, mas, se não for ao norte, estarei em Bucelas novamente de certeza!

    ResponderEliminar