13 de maio de 2013

Cerveja para ver correr e outros combustíveis

E assim se passou uma semana cheia de sol, na qual pude tirar os meus calções da gaveta e começar a aprimorar o meu bronze à corredora (versão atlética do bronze à camionista). Durante a semana fiz apenas dois treinos, e curtos (6km + 7km), porque estava com uma dor no pé desde o Trilho das Lampas. Como não me doía a correr e acabou por passar com o tempo, penso que tenha sido apenas um mau jeito devido às muitas torcidelas que dei ao longo do percurso.

No sábado foi dia de treino de força (verdade! Fiz treino de força sem ser "obrigada" devido a mudanças ou semelhantes, nem me reconheço), mas mais sobre isso depois. O jantar foi um belo peixinho em casa dos pais, porque existe a tradição que eu impus ao meu irmão, adversário clubístico, de vermos, sempre que possível, os derbies/clássicos juntos, coisa que ele adora (e por "adora", quero dizer odeia) e fica sempre muito feliz e acha imensa graça aos meus despiques e picanços constantes (e por "ficar feliz e achar imensa graça" entenda-se "ficar chateado e não me falar o resto da noite"). Mas não faz mal, porque o inverso também acontece (infelizmente com muita frequência nesta última época...) e é para isso que serve a família: amor incondicional, mesmo que nos dê cabo dos nervos.

Penso, mas não quero auto-difamar-me, que foi no sábado que bebi as primeiras cervejas do ano. Acho que sendo um ano sem os grandes eventos desportivos de verão (Europeu, Mundial, Jogos Olímpicos...) vai ser fraquinho. É incrível como assistir a outras pessoas a fazer desporto na tv puxa por uma cerveja, mas é um facto inegável. O mesmo não acontece quando vemos um filme, ou uma série, nem nunca ouvi ninguém dizer "olha, vai-me aí buscar uma mini que vai começar o telejornal", ou "temos de ir comprar um pack de seis para assistir mais logo à novela da noite", mas se vamos assistir a um jogo, nem que seja da 2ª divisão B, se vamos torcer pela Félix nos 10.000 metros, tentar perceber o interesse de um jogo de golfe ou até aplaudir a competição de dardos numa reportagem local, temos de ter cerveja. É obrigatório.

Depois desta inusitada ode à cerveja, o treino de ontem:

Não sei o que se passa, mas ultimamente anda a custar-me muito acordar cedo ao fim-de-semana para ir correr. O mesmo não acontece em dias de prova, devido à ansiedade que me faz despertar antes do toque, mas tem sido um custo para sair da cama para o treino matinal, sobretudo agora que nem há a desculpa do estar frio lá fora e os lençóis estarem quentinhos. Assim sendo, corri os 14km já ao final da tarde, com algum calor e muito movimento, mas fizeram-se bem.

E agora mostro-vos o lugar especial (um cantinho da gaveta da cozinha) onde tenho guardado algumas amostras e sugestões de "combustível" para a corrida.


Sei que parece uma bela colecção, mas, na verdade, apenas tenho dois. O resto são embalagens vazias de referência e amostras.

- Os sticks de magnésio, mais à esquerda, são uma amostra que trouxe do Trilho das Lampas, disponível gratuitamente onde se levantavam os dorsais (segundo o que questionei, serão usados mais para recuperação e não para ingestão durante a prova, mas não tenho a certeza).
- Energy Up, Victory Endurance, sabor laranja: nunca experimentei, mas vi à venda num supermercado, e por um preço mais baixo do que tenho visto por comparação e trouxe para experimentar. Ainda não abri, mas pelo toque é de consistência mais líquida do que os outros.
- Extreme  Gel, Gold Nutrition, sabor ananás: é o que resta de dois géis que um amigo do btt me arranjou. Foi aquele gel que experimentei no Trail de Sesimbra e achei intragável de doce. O outro era de frutos silvestres, este de ananás, pode ser que não seja tão mau (espero).
- Aptonia fruit&play, sabor maçã/banana: invólucro vazio do gel que comprei, quando estava a treinar para a minha primeira Meia. Vende-se na Decathlon e é muito bom, sabe mesmo a polpa de fruta (provavelmente porque é mesmo).
- Isostar, pastilhas efervescentes: embalagem vazia. Vinha com uma pastilha, cortesia do dealer amigo do btt, mas já se acabou e não sei se alguma vez irei comprar. É um pouco caro e não gosto muito de bebidas isotónicas.

Porque é que estou a partilhar isto convosco agora? Eu sempre fui uma rapariga de frutos secos e marmelada nos treinos mais longos, e sempre achei que chegava bem. De certa forma, continuo a achar, pelo menos nas distâncias que actualmente corro. (E também sou um bocadinho forreta e pobre para gastar assim dinheiro.) Mas um dia, não estou a dizer que seja para já, gostaria de começar a correr cada vez maiores distâncias e não há dúvida de que este sistema dos géis se torna mais prático. O meu pai é da velha guarda e nunca na vida tomou uma coisa destas, e o único amigo (para além de vocês, claro ;) ) que tenho que também corre, é muito à frente e utiliza, cito, o seu "próprio gel", uma espécie de DIY, ou faça-você-mesmo, de energia desportiva. Acredito que seja eficaz e até mais em conta, mas uma coisa de cada vez!

Já usaram ou costumam recorrer a géis durante as provas/treinos mais longos? Algum que recomendem? Outras alternativas?

Boa semana!

27 comentários:

  1. Só uso gel a partir de Meia. O que me aconselharam foi a nunca usar em treino para não habituar o corpo a essa ajuda e assim sentir mais o efeito em competição. E tem resultado!

    Beijinhos e bons treinos

    ResponderEliminar
  2. Gel de cerveja é que era (senhores da Isostar, se estiverem a ler isto, depois quero comissão).

    Eu uso umas bisnagas da Aptónia (Antónia para os amigos) de maçã. Ontem uma colega de equipa também me disse que as de ananás são boas. Comparando com os geis da isostar, a da Antónia são muito menos agressivas para o estômago (e menos doces), nada enjoativas mesmo. Como são pequenas, ando sempre com duas no bolso dos calções. Por exemplo ontem, enfardei com uma bisnaga aos 16km e, mesmo sem abastecimentos (que achava que iam chegar aos 18km), não me senti a morrer de sede até ao final da Meia.

    Bjs e boa prospecção nos geis (não descartes o restaurador Olex, diz-se ai à boca pequena que foi o segredo do Carlos Lopes durante anos).

    ResponderEliminar
  3. Experimentei o Extreme Gel, Gold Nutrition e achei horrível! Muito mau sabor. Gosto mais de marmelada, frutos secos, powerade, fruta, leite com chocolate e água.

    ResponderEliminar
  4. Para os treinos mais longos apenas levo umas barras de cereais do Pingo Doce ou aquelas bolachas de canela/maça (ProAlimentar ou McVitie's). Em provas é que já utilizei gel de maçã, da Decathlon.
    Fiquei curioso com esse "home gel" feito pelo teu amigo, a ver se lhe pedes a receitas e partilhas aqui. ;)

    PS- O parágrafo da cerveja/desporto é sublime. :)

    Beijocas.

    ResponderEliminar
  5. João: Claro, até porque por enquanto não tenho treinos tão longos que justifiquem. Mas quero experimentar um gel novo antes da prova, para não me acontecer o mesmo que em Sesimbra (ou pior)! :) Beijinhos

    Bluesboy: Restaurador Olex!! Ahahahah :) O facto de referires o Olex e eu saber do que se trata só prova como estamos a ficar velhos.. ;) Acho que isso até já foi descontinuado (talvez ainda se encontre n'A Vida Portuguesa), por isso ficaremos na ignorância em relação aos seus efeitos na corrida. lol :) Mas o Aptonia é bom, lembra aqueles boiões de fruta para bebé (não que eu tenha roubado colheradas ao meu irmão, quando eramos mais novos, estou só a supor... ;p). Também estou ctg nessa do sabor a cerveja, temos de ver a patente. :) Beijinhos

    Sílvio: É, não é? Qual o sabor que experimentaste? Leite com chocolate só consigo beber depois, nunca durante. Beijinhos

    Tigas: Esse da Decathlon deve ser o Aptonia, e é bom. Barrinhas também gosto, mas já correr e beber é uma arte que não domino, nem imagino correr e comer (só em trails, podendo parar)!
    Eu já lhe perguntei e até era feito com coisas acessíveis, não podes é guardar muito tempo. Depois anoto (e escondo que é para revelar ao "mundo". ;) )
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Sim, esqueci-me de referir esse pormenor. Em treino só para experimentar um gel novo pois não se deve experimentar nada em corrida

    ResponderEliminar
  7. Em treino só uso barras quando ultrapasso os 28 kms. Já em competição, só à bem pouco tempo começei a usar nas meias-maratonas.
    O prazo de validade estava a acabar e tinha que as gastar! :-)
    Na maratona acho que é gundamental, para evitar ficar sem combustivel.
    Nas provas/treinos mais curtos, não sinto falta de me alimentar.
    Mesmo assim ainda prefiro apostar num bom pequeno almoço e numa alimentação um pouco mais cuidada antes das provas (mas não muito).

    ResponderEliminar
  8. João: Nem sempre faço isso (caso do outro gel), mas é o ideal, sem dúvida, para não haver surpresas desagradáveis!

    correrporprazer: Numa Maratona é imprescindível, se não gel, qualquer outro tipo de alimento. De resto penso que dependerá do organismo de cada um, do esforço despendido, do nº de horas a correr... Gostava de ser mais cuidada com a alimentação, mas não sou. (A não ser que ingerir massa em quantidades industriais no dia antes conte. :) ) Boas corridas!

    ResponderEliminar
  9. Olá Rute, essa ode à cerveja tá um espectáculo.
    Quanto a gel, já usei mais, agora o corpo não pede eu não dou....nos treinos longos costumo parar 2 minutinhos e como uma barra (compro umas na Suiça ou Alemanha que são muito nutritivas - Seitenbacher - não existem cá à venda)....desses que apresentas o Aptonia não é bem um gel energético, é mais uma polpa de fruta (se for igual a um que comprei uma vez - pela embalagem parece que sim - é muito mais barato do que outros mas é quase um compal)...compara os valores nutricionais com o da Goldnutrition por exemplo e verás a diferença. Eu agora ando a usar os da Isostar...são mais caros do que os da Goldnutrition mas tem o dobro da quantidade (90gr) pelo que fica mais em conta...além disso tem um pormenor importante, que é a tampinha de enroscar....dá para ir tomando ao longo do treino/prova...não precisas de tomar tudo de uma só vez.
    Mas com o tempo, com o teu corpo a habituar-se a distâncias mais longas, vais começar a levar o gel/barra a passear - levas contigo e voltas a trazer para casa pq o teu corpo não precisou.
    Quanto ao sabor horrivel deste tipo de alimentos eu pergunto - os medicamentos (na sua maioria) sabem bem? Solução...engolir o gel e logo de seguida beber àgua até deixar de sentir o sabor.
    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  10. Carlos: Acredito que o teu corpo se vá adaptando às necessidades. Eu, por enquanto, como disse, ainda não "preciso", embora já tenha tomado na última Meia. Mal não fez, mas também não sei se fez bem, porque acabei de rastos (como comecei :p).
    Sim, os da Aptonia é mesmo polpa de fruta e na altura tive curiosidade de pesquisar os dados nutricionais. Deve funcionar com base na rápida absorção da frutose. Mas, em termos de gosto, são os melhorzinhos (e também de rosca).
    O da Goldnutrition era muito doce, toma-se, mas tens de beber logo muita água a seguir. Quase como alguns xaropes. ;)
    Da isostar só experimentei as pastilhas efervescentes, e de facto é caro.
    Quando começar a sentir necessidade investigo melhor o mercado! :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Em relação à cerveja, tens toda a razão. Já estão a gelar para 4ª feira.
    Utilizo gel nas meias maratonas. Tenho utilizado uns da isostar, são caros mas ainda não me dei ao trabalho de testar outros. Mas como as distâncias (e a frequência) estão a aumentar, tenho de ver isso.

    Beijinhos e boa semana.

    ResponderEliminar
  12. Obviamente que bebo leite com chocolate (daqueles pacotes pequenos), depois das provas. Foi recomendando por uma nutricionista para recuperar mais rápido. Tomei dos 2, ananás e frutos silvestres, e os dois têm um sabor muito pouco agradável. Bons treinos

    ResponderEliminar
  13. eu cá não nego uma boa cerveja fresquinha :D

    ResponderEliminar
  14. ah quanto aos géis só uso mesmo nas provas, geralmente os energéticos.

    ResponderEliminar
  15. V: Ao menos, sempre vais ter cerveja, não se perde tudo (estou a brincar...:p Gosto mto do Chelsea, mas pode ganhar o Benfas). Quando me meter numa aventura como a tua também tenho de testar o fuel. :) Beijinhos

    Silvio: Leite magro com chocolate, a melhor bebida de recuperação (ratio carbs/proteína), já li isso em vários sítios. Boas corridas.

    Hermi: Claro, nem esperava outra coisa de ti! :) É lá coisa que se negue... ;) Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Bem que precisava de um boost pela manhã... Hoje tive que me arrastar da cama para fazer os exercícios. Mas penso que há dias assim :)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  17. Nuno Mendes14/5/13

    Coincidências, acabei de ler um comentário do Sage Canaday (3ª classificado na Transvulcania - 75 km - disputada no último sábado) que achei surpreendente e onde diz que levou cerca de 20 gels para essa prova (+/- 1 gel de 4 em 4 km)! Guloso, o rapaz :)

    ResponderEliminar
  18. Lady V: Ultimamente esses dias têm sido frequentes para os meus lados... Felizmente tenho boost pelo final da tarde. :) Beijinhos

    Nuno: Não conheço bem as condições dessa prova, mas mais vale pecar por excesso do que por defeito! :) Pelos vistos deu-se bem! (Haja bolsos para tanto gel na camelbag) ;)

    ResponderEliminar
  19. Olá! Em corridas com mais de uma hora, tem de se ingerir mesmo qualquer coisa, senão acabam-se as reservas. Nos Trails, como é prática existirem abastecimentos, o problema não se coloca, e até vejo muita gente que não leva nada (alguns nem água levam!!). Em estrada a coisa muda de figura, uma vez que os abastecimentos são apenas de água ou, na melhor das hipóteses, um copo de bebida isotónica (que na maratona de Lisboa apenas serviu para me tingir a t-shirt...). Assim, Tenho usado os géis da Decathlon (com tampinha de rosca), com e sem cafeína, barras de cereais Pingo Doce, e ultimamente, tenho também utilizado chá verde, feito com dois saquinhos por chávena, sem açúcar, que é um bom estimulante e bem mais barato que os géis! Bjs e bons treinos!

    ResponderEliminar
  20. Paulo: Obrigada, essa dica do chá verde é interessante! Costumo beber, mas nunca tinha pensado em utilizá-lo como estimulante em provas. Mas alguma razão para ser sem açúcar/mel, ou é gosto pessoal? Nunca ponho açúcar no chá, mas nestes casos não seria útil a "ajuda" da sacarose? Bjs e boas corridas!

    ResponderEliminar
  21. olá! O chá doce não me sabe bem, mas é uma questão de gostos...mas para quem aprecie pode ser uma boa ideia, desde que seja com moderação, pq parece que o organismo pode reagir à subida súbita de açucares, produzindo insulina que os vai neutralizar e no limite pode até produzir um efeito contrário ao desejado (li isto num artigo, algures..)

    ResponderEliminar
  22. Nunca experimentei em corrida mas quando achava que dava umas voltas de btt usava água, sal grosso, açucar ou mel e o sumo de um limão.
    não é a mesma coisa mas no fim era quase :)

    ResponderEliminar
  23. Paulo: Faz sentido. Obrigada!

    jnr: Olha que o "gel próprio" que o meu amigo consome, do que me lembro, leva praticamente isso que referiste, por isso algum efeito deve fazer. :) Se formos bem a ver, as opções caseiras ou comerciais vão dar ao mesmo, desde que funcione connosco (nem que seja placebo), é o que interessa!

    ResponderEliminar
  24. ...não gosto muito de cerveja, aquilo é amargo á brava :P , claro que no verão uma imperial sabe sempre bem , então numa esplanada de uma dessas maravilhosas praias deste país é uma delicia ! :D

    Acerca dos géis , só experimentei á pouco tempo , e sempre em prova e sempre em Meias-Maratonas , mais ou menos pelo km15 , só experimentei 2 tipos , um da Decathlon (acho que se chama aptonia) de laranja , e bebia sempre agua a seguir :D , ...sinceramente não sei se resultou ou não :)

    ...acredito que tenha as suas vantagens , mas "fisicamente" não notei !!

    ...agora o pessoal do btt deu-me para experimentar uns geais da PowerGel , ainda não provei não sei como são , mas parecem-me menos "consistentes" do que os da decathlon , que para mim é quase marmelada :P

    por falar nisso , nos pós treinos longos e meias , aí sim , costumo comer marmelada da verdadeira, e sim , frutos secos...avelãs e amêndoas , nham, nham... :)

    ...e barras adoro as da OvoMaltine , são uma delicia !! :)


    mas só agora é que vou começar nisto de "correr" distancias mais "longas" e posso "testar" e vou ter uma melhor noção se isso dos "géis" , serve para alguma coisa ou se era melhor levar uma sandes de presunto e uma coca-cola no camelo-bag !! :D

    boas provas e bons petiscos !! :D

    ajb

    ResponderEliminar
  25. A: "...não gosto muito de cerveja, aquilo é amargo á brava" ... Vou fingir que nem li isto... :P
    Parece que o Power Gel é famoso entre os bttistas, vejo muitos com isso. Gosto dos da Aptonia, são saborosos. Não sei se serão os melhores, mas gosto. Marmelada só tem o problema do transporte, a não ser que compres em cubos, o que é caríssimo!
    Não conheço essas barras da OvoMaltine, só o pó para pôr no leite, o que estou a perder?! :)
    Olha, já li que muitos levam batatas cozidas (das normais ou das doces), no "camelo-bag"... Fica a dica. :)
    Boas corridas livres... ;)

    ResponderEliminar
  26. Olá R

    apesar de ser raro tomar em provas mais pequenas reconheço a sua utilidade numa prova longa. Recordo-me da Maratona Lisboa em que tomei os 3 geis que levava sempre com a agua dos abastecimentos e creio que me ajudaram. Um deles era da aptónia marca da decathlon e de sabor a maça, a sensação que tive foi de dar uma golada num frasco de shampõo dizem que deve tomar-se seguido de água (agora percebo porquê)Acerca da Cerveja,depois de uma prova é o melhor que podemos dar ao nosso corpo pois hidrata e dá prazer(continuo a preferir em garrafa)
    boa recuperação e gostava de te ver dia 26 nos areais da costa caparica para a 1/2 da Areia.
    boa recuperação ;)

    Jorge

    ResponderEliminar
  27. Olá Jorge,
    Dia 26 tenho a prova do Guincho. Embora a Meia da Areia seja uma coisa que gostava de exerimentar, a parte psicológica de correr sempre em recta aliada ao possível calor, tornariam essa prova um grande desafio. Quem sabe para o ano!
    Os únicos géis que conheço da Aptónia são aqueles de rosca, tipo polpa de fruta, não devem ser esses a que te referes. Eu tive foi essa mesma sensação quando provei o Extreme Gel!
    Acho que só bebi cerveja a seguir a uma prova uma vez: na Meia Rock'n'Roll. Geralmente é mais gelados. ;)
    Bjs

    ResponderEliminar