31 de maio de 2013

Um dia hei-de ir mais longe

Esta semana, e uma vez que a paisagem é sempre a mesma, resolvi variar um pouco os treinos e fazer... tan tan tan taaan... treino de séries!  Este tipo de treinos é uma coisa que não aprecio particularmente, aborrece-me, mas, como o tempo durante a semana não é muito, torna-se prático e rápido. E que feliz que fiquei por ver que foi especialmente rápido, pelo menos comparado com o que conseguia fazer há uns meses! Não fiquei assim tão feliz que me puxe a fazê-lo com mais frequência, mas talvez se torne uma coisa mensal (ihih).

Lembro-me, quando comecei a correr, a vitória que era conseguir fazer mais um quilómetro acima do habitual. Quando treinava para as primeiras provas de 10km, chegava aos 7km tão cansada, que me perguntava como era possível alguém fazer Meias Maratonas, já para nem falar Maratonas (Ultras era um conceito que nem alcançava).
Achava que uma Meia Maratona era uma coisa dura e inatingível, reservada apenas para atletas a sério. Bem, todos sabemos que entretanto já fiz duas (três, se incluirmos a do trail, que eu incluo) e digo-vos: TODOS, mais devagarinho ou mais depressa, conseguem fazê-lo, é uma questão de empenho. E depois vão sentir-se tão realizados ao cruzar a meta que não vão querer outra coisa. Talvez, como eu,  mesmo não sendo rápidos, nem atléticos, nem corredores especialmente dotados, se vejam a sonhar com metas mais altas (ou longas, neste caso).

Sei que a parte mental é algo que terei de treinar tanto como a parte física. Não sei se acontece o mesmo convosco, mas quando determino uma distância de treino, começo a ter os primeiros sintomas de ronha quando chega mais ou menos a três quartos da mesma. Se quero fazer 10km aos 7km já estou mais do que pronta para terminar, se quero fazer 15km, aos 10km começo a sentir as pernas a pesar e, nos treinos maiores, o pior é ali a partir do km16. E não estou a referir-me a provas em que, supostamente, temos de adaptar a velocidade à distância. Refiro-me mesmo a treinos em velocidade confortável.
Sei que, nestes casos, é o psicológico que influencia muito. Se um dia, a médio-longo prazo, quiser fazer maiores distâncias, só tenho é de aguentar-me com o cansaço e superá-lo durante praticamente a duração toda da prova. E isso, para além de muitos factores físicos, mentalmente acho que exige mais do que o orgulho de não querer desistir, que às vezes é o que me mantém a correr quando queria era sentar-me na beira do passeio a lamentar-me. Uma verdadeira atleta, eu sei...

Portanto, tenho o gosto que me leva a dar as primeiras passadas, a alegria que me leva a continuá-las, mas preciso de saber se tenho o que é preciso para persistir e concluí-las, quando as coisas começam a doer.

Depois desta conversa toda, em que parece que vou fazer a mala e juntar-me aos tarahumara* já amanhã, é preciso acrescentar que se tratam de sonhos, coisas que gosto de imaginar na minha cabeça, mas para as quais, fisicamente, ainda estou na fase em que estava quando comecei e achava aos 7km que 21km era impossível.
Além disso, gostaria de fazer uma prova de 10km nos próximos tempos, porque tenho um recorde de distância um bocado datado, que gostaria de bater, para depois tirar isso do sistema e dedicar-me a voos maiores. Alguma sugestão?

Amanhã vou fazer um treino mais longuinho e depois, no domingo, tentar passar na Corrida do Oriente, não para correr, mas para fazer de público entusiasta. A segunda melhor coisa para se fazer numa prova.

E agora, para começar bem o fim-de-semana, deixo-vos com esta imagem que um amigo meu,  não-corredor e ainda alheio às maravilhas da corrida (por enquanto) publicou recentemente no facebook:



Um equívoco compreensível. :)


Bom fim-de-semana!


* Por falar em Tarahumara, hoje à hora de almoço passei na Feira do Livro e o  Nascidos para Correr é um dos livros do dia no stand da editora LEYA, aproveitem!

20 comentários:

  1. O meu recorde dos 10 km também já é um bocado para o antigo...e poderia ser mais recente não fosse o encurtamento na Corrida Luzia Dias...grrrr. Mas já não tenho pressa, quando acontecer, aconteceu.

    Se queres sugestões e já que não vais ao Oriente, tens o Memorial Francisco Lázaro. Poderá ser uma opção digo eu. Deve ser em meados de Julho.

    Já tenho esse livro, mas amanhã à tarde vou passar por lá e quero ver se encontro algum sobre corrida :)

    Beijinhos e bom fim-de-semana.

    p.s. fico então à espera desse entusiasmo todo no domingo ;)

    ResponderEliminar
  2. Eu em termos de ronha em treino é mais ao contrário... dá-me para pensar parar entre o quilómetro 2 e 3. A partir dai, é a distância / tempo que tiver planeado previamente, a não ser que me sinta cansado (mentalmente - trabalho).

    Provas de 10km, tens:

    Corrida dos Pupilos do Exército - 16/06

    http://www.xistarca.pt/pt-PT/eventos.aspx?cntx=0633796e-c1b6-4886-a232-f7f35f232e0d
    Corrida Solidária Colégio São Tomás - 22/06

    https://www.facebook.com/events/540255372679912/?ref=2
    Corrida D. Dinis - 30/06

    http://www.xistarca.pt/pt-PT/eventos.aspx?cntx=7a1f23bd-559d-4f19-bf8a-179329f72496


    De todas essas, creio que a dos Pupilos seja a mais plana. :)

    Há ainda a Bes Run Challenge de Lisboa já no dia 09/06, mas as inscrições estão esgotadas. mais em cima da hora pode ser que exista um ou outro dorsal para ceder ;)

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Por acaso também já tinha visto essa imagem pelo Facebook, é engraçada :D

    Percebo bem o que queres dizer. Há um ano que não corria, e na Terça-feira fui correr e fiz nada mais nada menos do que... 2kms. Disse ao Pedro que o meu objectivo era correr 10kms até ao fim do Verão e ele fartou-se de rir, mas estou mesmo empenhada nisso (ou estava, entretanto tive a pior gripe de sempre e a motivação esmoreceu um bocadinho!) :P

    Beijinhos e tem um bom resto de dia :D

    ResponderEliminar
  4. Isa: Sabes que quanto mais calor menores as probabilidades de correr mais rápido. :P Julho já é arriscado! lol Como não tenho intenções de investir num PR dos 10km, embora ache que já o consiga, queria fazê-lo e pronto, não pensava mais nisso.
    Vou levar pompons! lol :P
    Beijinhos

    Bluesboy: Essa do dorsal para a Corrida de Santo António (sim, vou continuar a chamá-la assim ;) ) é que era! :) Por acaso fui ver essa, mas já não havia inscrições. Neste momento acho que preferia uma prova com algumas (poucas, nada de abusos!) variações de altitude do que tudo em recta.
    Vou analisar bem e optar.... pela opção mais barata! :P Beijinhos

    Joana: Acho muito bem! E se o Pedro se fartou de rir mais uma razão para te motivares. Show him! ;) Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Series????...muito bem...a malta sabe que custa, mas acredita que nos fazem evoluir e muito. Custa nas primeiras semanas, mas se fizeres com alguma regularidade acaba por ser sistema e custa menos (só um bocadinho:D).
    Manda-te para uma Maratona rapariga....4 meses de preparação, um plano de treinos que inclua algumas provas pelo meio (trails inclusivé)...arranja um pessoal para fazer os treinos longos ao fim de semana (vais ver que não custa tanto assim e sempre nos obriga a ir naqueles dias em que não apetece)...tu és talhada para distâncias longas. Tu quando começaste achavas que só malucos é que corriam a Meia...agora que corres a Meia (quase a brincar) está na hora da Maratona....e depois logo se vê.
    Beijinhos e boas "series"

    ResponderEliminar
  6. Carlos: Como Maratona é aquela "marca", não sei se tenho pressa em fazê-la. Ainda conto correr durante muitos anos, tenho de guardar desafios! :) Mas vou aumentar um bocadinho a fasquia dos 21km, nunca se sabe...
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  7. Em relação ao problema da ronha a 3/4 do treino é fácil de enganares a cabeça. "Dizes" ao cérebro que queres fazer 30km e assim fazes na boa os 20km que tinhas planeado secretamente. :)
    Quanto às provas de 10K que o bluesboy referiu, a de Odivelas (D. Dinis)tem muito sobe e desce algo acentuado. É uma prova porreira, mas não para melhorar recordes pessoais.
    Beijinhos e boas corridas.

    ResponderEliminar
  8. Tigas: Ahaha também já pensei fazer isso, mas não funciona, o cérebro apanha sempre a minha mentira! ;)
    Já estive a cuscar a dos Pupílos do Exército e aquilo entra por Monsanto, também desconfio que não seja assim tão "plana", ele está a enganar-me! Lol :) Mas é baratinha, tenho de ver.
    A D. Dinis não é para RP mas é boa para o teu regresso "em casa". :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Começo a achar que devo ter algum defeito! :)
    Todos que conheço não gostam de séries e eu gosto muito!
    E até nem seria lógico pois sou um atleta lento e já tenho, digamos, uma certa idade... Mas as séries são a única altura que sinto que consigo correu qualquer coisita mais rápido! :)

    Fico à espera de aplausos no domingo. Mas... por mim, escusas de levar os pompoms! :)

    Beijinhos e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  10. Marcelo31/5/13

    PR's nesta altura do ano, não sei como é contigo, mas comigo é impossível, a maior adversidade que tenho nas corridas é o sol, sou uma autentica flor de estufa no que respeita ao calor. Durante estes meses tento ir às corridas que se fazem à noite ou ao final do tarde, mas como este ano não temos tido grande calor acabei por me inscrever nas corrida do Oriente, do Santo António e dos Pupilos, acho que me vou arrepender já este Domingo...
    É engraçado, eu também sofro do mal dos 3/4 de corrida, se bem que acima de 40km sofro do mal dos 1/2 até ao final :/, é claramente areia a mais para a minha camioneta, mas eu insisto feito parvo...
    Deve ser sacrilégio no meio runner, mas tenho que confessar que não gostei muito do Nascidos para Correr. OK podem-me insultar :)

    Beijos e boas corridas!

    ResponderEliminar
  11. Marcelo31/5/13

    Ah é verdade, já tinha sugerido o Trail Nocturno de Óbidos, as inscrições abrem amanhã e costumam voar num instante.
    http://tnlobidos.wordpress.com

    ResponderEliminar
  12. João: Lá que sabe bem ver o ritmo tão baixo (alto?), lá isso sabe! Mas prefiro correr mais livre, sem tempo/distância imposto.
    Dispensas os pompons?? Logo agora que tinha preparado uma coreografia?? ;) Beijinhos e boa prova!

    Marcelo: Exactamente por causa do calor é que não quero deixar para Julho. Mas se não for já, também não há-de ser nada.
    Pois, com o aumentar da distância, em vez dos 3/4 deve ser a regra da 1/2... :)
    Apesar de ter gostado, consigo perceber porque não gostaste do Nascidos para Correr, sobretudo se tinhas expectativas elevadas. Dentro do género, dos que li, gostei mais do Correr ou Morrer.
    Beijinhos e boa prova!

    ResponderEliminar
  13. Ainda no outro dia falava disso com uma colega. Lembro-me tão bem da primeira vez que consegui correr 7km seguidos, foi uma felicidade... E 10km então, nem se fala! Hoje, que já sou uma meia maratonista (cofcof) fico cada vez mais feliz por me ter apaixonado pelo desporto :):)

    Ui também não gosto nada de séries, mas acredita que faz falta, tanto para velocidade como para subidas/descidas (e eu tive a prova disso na última prova a que fui) =/

    ResponderEliminar
  14. Marcelo: Obrigada. Eu não me esqueci, tinha ficado logo anotado para consideração. ;)

    Hermione: Que são muito importantes acredito. Assim como treino de rampas. É precisa alguma disciplina, mas devem ver-se resultados. Beijinhos meia-maratonista :P

    ResponderEliminar
  15. Eu já não corro para tempos e nem sequer, praticamente, treino para provas.
    Corro por gosto mesmo de correr mas já me sinto completamente desligado dessa coisa da competição, melhorias das marcas, etc, etc.
    Mas é claro que eu comecei nisto há mais de 30 anos e passei por todas essas fases por onde passa um corredor e já tive as minhas épocas de me "esfarrapar" todo, e treinar que nem um perdido!
    Mas curiosamente, continuo a adorar treinos longos, e quando o esqueleto o permite não me importo nada de correr duas horas e meia ou mais.

    ResponderEliminar
  16. quando oiço a publicidade da sportzone running "quem corre 2 um dia vai correr 20", lembro-me sempre de ti e sorrio sempre.
    Em 2011 fiz a mini da 25 de abril a andar e acabei toda rebentada. Este ano fiz a mini a andar com uma miúda de 5 anos pela mão e não fiquei assim tão rebentada. Todos diziam não a miúda não aguenta, foram quando duas horas mas chegamos bem só me doeu o braço porque nunca a larguei. O nosso objectivo é fazer 1h30, pode parecer ridículo mas acho que se nunca formos começando é que não conseguimos, um dia que sabe chegue à mini ;)

    ResponderEliminar
  17. Jorge: "corro porque gosto mesmo de correr"... e é isso que interessa! Beijinhos

    Cristiana: Ahah, é mesmo verdade! E as crianças aguentam-se bem, elas gostam dessas coisas! Quando for maiorzita puxa ela por ti e fazem num instantinho! :)

    ResponderEliminar
  18. Séries...o meu treinador (atletismo, noutra vida, so far away) dizia: tu és como eu, só treinas para poderes ir às provas:)
    ok, foi noutra vida e para mim corridas de fundo eram tanto os 10 mim do aquecimento como as provas de...400 m:)
    Ontem corri pela 1 vez desde Sintra, 10 km em Monsanto com 30 C.
    Já hoje me obriguei a correr porque me doi ainda o corpo todo e a preguiça tem consequências dolorosas.
    Se aos 16 me dissessem que aos 3:) ia adorar correr 10, 15,16k ia dizer que estavam doidos e no entanto...já começo a pensar em Meias...deixa só chegar ao peso indicado e ;)
    E ...sim, eu sou um alentejano inuit...calor são 25C

    ResponderEliminar
  19. jnr: "alentejano inuit"... :) Na minha opinião, para correr, acima dos 23 graus já começa a afectar. Menos até, se estiver muita humidade.
    Nunca percebi essas distâncias menores, uma pessoa tem de ir ali uns segundos sempre a correr à beira do vómito e depois... acaba!
    E gostei da tua idade, vou passar a adoptar essa táctica da década feliz. ;)

    ResponderEliminar
  20. À beira dos vómitos...se corresse bem ;)
    Bom, mas a malta era nova e não tinha paciência nem para os 800 m:)
    Ou como dizia o Carl Lewis, nos 200 m temos demasiado tempo para pensar...

    ResponderEliminar