28 de agosto de 2013

Que bem que se treina no campo

Como as férias já se acabaram e eu ainda estou em negação, fica aqui uma lista, incompleta, das razões porque gosto de correr na minha Serra.


1 - Água

O facto de, em alguns locais, darmos três passos e depararmos com uma açude, ribeira, poço, fontes, cursos de água, é refrescante visualmente...

Água.
Água.
Água everywhere.


e fisicamente. É como um banho de gelo natural ali à disposição no pós-treino.

E as DEZ unhas dos pés ainda intactas, seus agoirentos!:)

Primeiro os pés, depois as pernas, eventualmente (e para os menos friorentos) a submersão total.


2 - Ar

Como não posso ilustrar o ar, deixo-vos uma foto bonita com muito céu azul.

O ar é mais puro. Tem o cheiro do feno seco, da palha húmida, de pinheiros, do leite dos figos verdes que se cola nas mãos, da pele molhada de água doce, do pó que se levanta com as passadas, do vento de final de tarde na montanha.
Correr no campo não só nos limpa os pulmões como permite desfrutar de um vasto leque de experiências olfactivas.

Algumas experiências olfactivas são menos agradáveis que outras, mas fazem parte... :)


3 - Altitude


Tendo à disposição um campo de treinos que em pouco mais de uma dezena de quilómetros varia entre os 650 e 1500 metros de altitude, aproximadamente, é um teste de resistência. Todo o percurso é um carrossel e o que parece ser uma recta é quase sempre uma subida (ou descida, depende do ponto de vista) pouco inclinada.
A respiração também fica descontrolada, mas isso já acontece normalmente, por isso não sei dizer se se deve aos efeitos do ar mais rarefeito (acho que a altitude não é assim tão significativa para isso) ou apenas à minha forma...


4 - Paisagem


Depois de acima ter referido os estímulos olfactivos, que dizer dos visuais? Desde o terreno árido e rochoso, típico da zona, a pinhais cerrados, mato selvagem, vales pintalgados por árvores de frutos, quintas a cortar geometricamente o horizonte, ribeiras que serpenteiam por entre os vales. Quebra a rotina mental e é um desafio para as pernas.


5 - Abastecimento

Disponibilizado pela natureza e rico em antioxidantes.



Com sorte, também se apanham umas árvores de fruta à beira do caminho, sem vigilância dono.


6 - Subidas

Muitas. E à escolha do freguês.

Rampas com uma componente trail.

Escadas que nunca mais acabam.

Parede de rochas (visto de cima)

Confesso que gosto especialmente de me armar em trepadora e escalar rocha acima. Já quando era pequenina lembro-me da grande ginástica que tinha e como era destemida para estas coisas (sempre que apanhava os meus pais distraídos), parecia que nunca me cansava. Agora canso-me bastante (diz que é a PDI...), mas gosto na mesma!

Claro que a grande maioria destas rampas foram feitas a andar, por vezes avançando muito lentamente, e não a correr, mas não faz mal. Acreditem, é um excelente treino muscular (as minhas coxas que o digam) e tenho pena de o tempo ter sido pouco.
Além disso, falta praticamente um mês para o Grande Trail da Serra d'Arga, e parece-me que também vai haver muito que "escalar" por lá, iupi! -> Vamos a ver quanto tempo se mantém o "iupi"... :)


7 - Calma

Nada bate o som do silêncio da montanha! A sensação de paz que se atinge é talvez comparável a correr junto ao mar, ao nascer do sol, com a praia vazia de gente e o mundo ainda a acordar. Mas o silêncio da montanha é mais profundo, parece que vem de dentro.
Vivo na cidade, tenho um trabalho que me obriga a falar bastante, corro para casa, para os transportes, para as compras, para o que me esqueci, para o que preciso fazer. Corro a min/km e a minha mente corre a anos-luz. Quando finalmente me sento, falo com amigos, família, bebemos café, cerveja, uns copos, ouve-se música. Gosto disso e uma pessoa habitua-se a viver assim, quase sem dar conta do ruído. No entanto, sou uma pessoa introvertida, que precisa dos seus momentos a sós e recuperar as energias no silêncio contemplativo. A montanha é a minha igreja.

Igreja.


E por último, que pode parecer contraditória à alínea anterior, mas não é:


8 - Aventura

O que será que se esconde por detrás daquelas ruínas? Aonde vai dar aquela ponte? Será que o homem da quinta se esqueceu de prender outra vez os cães? É hoje que vamos dar de caras com uma família de javalis? Pisar uma víbora? Escorregar ladeira abaixo?



Cada trilho novo é uma descoberta.


Agora que estou de volta, tenho de começar a pensar numa lista sobre as vantagens do treino na cidade (que também há, só tenho de pensar mais um bocadinho).


Boas corridas!

27 comentários:

  1. Aqui está uma lista muito bem feita sobre as vantagens de correr no campo... é muito libertador!! E que imagens lindas!!! :D
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  2. Bonitas fotografias com o sempre habitual texto muito bem escrito e com o seu toque de humor tão teu característico.

    Beijinhos e bons treinos rumo à Serra d'Arga (vais é aos 21?)

    ResponderEliminar
  3. Belo "Quintal" o teu. Compreendo muito bem o que escreves e comungo de tudo a 100%. O que gosto mais é da parte da Aventura, descobrir novos trilhos....podia andar horas nisso (a correr ou a caminhar). Como sabes, tenho a sorte de viver numa vila rodeada de serras e natureza. Por outro lado estou bem perto da "civilização"...em 15 minutos estou no Porto. Sou um sortudo!!!
    Tudo o que escreves confirma que o teu mundo na corrida é fora do asfalto.
    Beijinhos e boas corridas

    P.S. Por acaso estava para te perguntar pela tua unha de estimação...mas adiantaste-te...esperta :)

    ResponderEliminar
  4. Piolha: E há mais de certeza, mas não quero deprimir-me... ihih :) Obrigada, beijinhos.

    João: Obrigada. Sim, aos 21km. É uma prova de dificuldade elevada e ainda não tenho treino para os 45km! Talvez para o ano... ;) Beijinhos

    Carlos: Pena o meu "quintal" estar a cerca de 300km de distância! Tu tens os dois mundos mais perto. ;)
    Beijinhos
    PS: Eu disse que era muito apegada à minhas unhas e não me desfazia delas assim com essa facilidade... :P

    ResponderEliminar
  5. Tive uma caimbra ainda agora, sabem, onde o cotovelo dobra...
    De resto, lindo e a inveja é da boa.

    ResponderEliminar
  6. Bela zona para treinar e passear!
    Já morei numa zona do género, e recordo-me particularmente do ar seco que “enche os pulmões” de uma forma completamente diferente do litoral.
    Bons treinos!

    ResponderEliminar
  7. jnr: Antes dessas cãibras que das outras. :) O que tenho mais saudades nisto tudo ainda é dos treinos de rampas (e banhos de gelo)...
    Continuação de bons treinos!

    P: Exacto, esse ar seco! Mas onde se nota o cheiro da palha húmida, mesmo que não se veja a água. É estranho.
    Deves reconhecer algumas destas paisagens, não andam longe... :)
    Bons treinos

    ResponderEliminar
  8. Quando tive no norte fartei-me de comer amoras silvestres são muito boas!

    ResponderEliminar
  9. Sílvio: Sim, e nos supermercados vendem-se bem caras! Por ali há bastantes silvas e a maior parte das pessoas nem liga. :)

    ResponderEliminar
  10. Como já te disse, tenho pena de não ter um lugar escape como o teu (distância muito inferior a 300 km era o ideal).
    Resta-me ir fazendo uns trails de vez em quando, é o que se pode arranjar.
    Outra coisa, se o vigilante dos terrenos sem dono aparecesse, punhas em prática a tua experiência como atleta de trail :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Atlante: Estrela! :)

    V: Também preferia a distância mais curta, que a gasolina está cara! :P
    Estava feita, com a minha "experiência em trail"... ;) Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Rute,
    Tudo boas razões, mas a melhor é "porque te sentes em casa" :)

    Nestas minhas "mini" férias pensei muito em ti! Só via sítios bons para os teus trails e estava sempre a dizer isso ao homem.

    Se quiseres um "cheirinho" também se arranja nas redondezas. De manhã é um mimo ter alguma janela aberta, mas felizmente, vai passando ao longo do dia. Os porquinhos devem de ir mais vezes ao wc durante a noite.

    As tuas paisagens são mesmo muito bonitas! Não tiveste praia, mas tiveste "cataratas"!

    Estava muito calor?

    Já regressaste ao trabalho? Se sim, é bom sinal :)

    Beijinhos grandes!

    ResponderEliminar
  13. Lulu: O sentir-me em casa é a melhor razão, sim. E cascatas, muitas! De água "quentinha"... :) O que vale é que esteve sempre calor, o que até é estranho, já que apanho sempre 1 ou 2 dias maus quando lá vou de verão.
    Que bom lembrares-te de mim quando vês locais bonitos de trail!!:)
    Apontaste algum? :P
    Já de volta ao trabalho, mas não ao "oficial", depois explico!
    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  14. Belo local para treinar para o GTSA, estou a ver que vais chegar com muita força nas pernas. hehe

    Eu aos poucos e com o aproximar da data começo a ficar cada vez mais ansioso para ver como me vou dar com os 45km e principalmente com as subidas, mas quero acreditar que depois do já famoso Trail do Almonda 2013 nada nos deita abaixo. :D

    Continuação de bons treinos!
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. As fotos são mesmo fantásticas, eu sou completamente fascinada por cursos de água, cataratas e afins, adoro mesmo e és uma sortuda por poderes ter um sítio assim onde te sentes em casa...
    Ao passear pelo Parque das Nações lembrei-me imenso de ti, também é um sítio agradável e mesmo à hora do almoço andava lá gente a correr. Beijo

    ResponderEliminar
  16. Rui: Naaa, foi só uma semana nestas paisagens, não chegou para ganhar força. Agora tenho de arranjar maneira de simular as montanhas aqui na cidade. ;)
    Eu também quero crer que nada será tão mau... Se estiver fresquinho, sem chuva, é o ideal.
    Bons treinos, bjs!

    Sweet: Olá! Estiveste aqui pertinho? Sim, uma das vantagens é haver sempre gente a treinar a toda a hora, e não nos sentimos ave rara.:) A desvantagem (depende do ponto de vista) é ser sempre a direito!
    Continuação de boas férias! Beijo

    ResponderEliminar
  17. EXCELENTE, EXCELENTE, EXCELENTE POST.
    É ISSO MESMO, CORRER NO CAMPO, A LIBERDADE, AS SENSAÇÕES QUE INVADEM OS SENTIDOS... EXCELENTE.

    E SIM, A NATUREZA TB É A MINHA IGREJA

    ResponderEliminar
  18. Zémi: E é uma igreja linda. :)
    Obrigada, boas corridas!

    ResponderEliminar
  19. Bem eu vivo no campo...
    Pode ter alguma falta de subidas mas é campo todo o ano!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Jorge: Bem bom! E com um bocadinho de imaginação encontram-se subidas. :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Depois de um post desse eu quero sair correndo!!
    Abraços.Sandra

    ResponderEliminar
  22. Pffff...


    Sou fanático pelo ponto 1 :)

    O ponto 2 , faz parte, mesmo os mais "intensos" :D

    Adoro o ponto 3 , é o mais desafiante e difícil (logo o melhor) ;)

    Sem palavras para descrever o ponto 4 (é melhor fotos mesmo) :P

    No meu tempo o ponto 5 chamava-se ir á "chinxada" (não sei como se escreve, eheheh) , mas gostava muito ! e ainda gosto :D

    O ponto 6 é dos meus preferidos , gosto mais do que ao contrario :) (o titulo , não o numero , e mais não digo) :D

    O 7 faz parte da minha vida , é o sonho (só dispenso a igreja) :)

    ...no ponto 8 está a palavra chave da vida !!
    ...que cada vez mais quero para mim e para quem deseja viver e ser feliz !! :)


    ...tá um post "engraçado" sim senhora :P


    Parabéns e obrigado pela partilha :D

    Ajb


    ResponderEliminar
  23. Belíssimas paisagens. Até se corre com outro gosto.

    Quanto à unha...eu acho que é melhor não festejares...já te disse que a minha esteve negra durante vários! meses...e depois um dia quando já nada fazia prever...lol...mas pode ser que a tua se salve ;)

    Beijinhos e temos de combinar um treino pela cidade um dia destes :)

    p.s. Vais às Lampas?

    ResponderEliminar
  24. A: Pff.. :P
    1)Vai um mergulho?
    2)Quando se está a deitar os bofes de fora não é agradável.
    3) Mesmo assim acho que é pouco.. :P
    4)...
    5) Ainda se chama "ir à chinchada" (também não sei como se escreve).
    6) Começo a gostar também. (E também não tenho nada contra o 9). :)
    7) Queres melhor igreja que esta?
    8) É o fascínio da descoberta.
    Obrigada! ;) Bjs

    Isa: Pois, não sei... A verdade é que de vez em quando ainda me dói... É melhor não mexer muito! lol :)
    Agora tu é que tens treinos mais específicos, vê lá isso!
    Não, não vou às Lampas... :(
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  25. adorei as imagens menina, e melhor ainda saber que continuas com essa paixão pela corrida e pelos trails ;p és uma menina da serra, no bom sentido :)
    p.s - por falar em unhas intactas, desde a meia maratona de março (!) que fiquei com as unhas dos dedos grandes dos pés negras e devem estar quase a cair. just for the record LOL

    ResponderEliminar
  26. Hermi: Sou um misto de cabeça de cidade e coração de montanha. lol :) A unha ainda está negra, mas está a crescer, logo, a parte negra está a diminuir e EVENTUALMENTE acabará por desaparecer, sem necessidade de medidas drásticas. ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar