9 de outubro de 2013

Meia Maratona Rock'n'Roll Lisboa

Domingo de manhã: cheira a dia de corrida! Por todo o lado, há pessoas a acordar. Tomam um pequeno-almoço previamente testado, que lhes dê a energia necessária sem transtornar o estômago. Esfregam vaselina na pele, em zonas mais susceptíveis de roçar. Vestem o equipamento já separado de véspera, com o dorsal preso a quatro alfinetes. Colocam o relógio. Conferem se não se esqueceram de nada. Dão um beijo nos companheiros ainda meio a dormir. "Depois fica à minha espera junto à placa do km 15", dizem. Conferem novamente se têm tudo. Boné (hoje vai fazer calor...), géis, telemóvel, mp3, alguns trocos. Saem de casa. Dirigem-se para Cascais ou para a Gare do Oriente.
Tanta gente, tantos sonhos, tanta dedicação de meses posta à prova. A energia sente-se, toda a gente está entusiasmada.

Toda a gente?
...

Eu estou estranhamente apática. Afinal, esta foi, há um ano, a minha primeira Meia Maratona. Tento justificar-me: Se calhar porque foi uma prova para a qual não me preparei; se calhar porque não estou confiante; se calhar porque os objectivos mudaram. Mas, a verdade, é que esperava aquele típico nervoso miudinho que antecede as provas e não estava a senti-lo. No entanto, tinha um encontro com a Ponte Vasco da Gama, e tinha de honrá-lo (além disso, era preciso estar muito mal para faltar a uma corrida, claro está).

Nesta prova, tive a companhia do meu amigo A., o que ajudou a passar o tempo na "prisão" do tabuleiro da ponte,

Como podem ver, um atleta, farto da espera, tenta derrubar as grades ;)

e que acabou por ser a minha lebre, naquela que provavelmente terá sido a sua Meia Maratona mais lenta de sempre.

Maré-baixa.

Se não estava entusiasmada de manhã, fiquei-o ao atravessar a linha de partida. Apesar de sentir as pernas um bocadinho presas, não comentei nada. Achava que conseguiria manter-me confortavelmente nos 6min. e pouco por quilómetro e isso seria o que bastava para fazer uma prova num tempo razoável (para mim) e sem perder a boa-disposição, que é o que se quer.

Os primeiros quilómetros foram passados com internos pedidos fofinhos para que as pernas não me deixassem ficar mal (eu sei que ainda estão cansadas, mas depois disto vão ter uma semana inteirinha de descanso. Colaborem comigo agora, por favor...) e, ao fim de três ou quatro quilómetros, o milagre deu-se e entrei facilmente no ritmo.

No km5 vejo o meu Pai que me veio dar uma forcinha, o que ajuda sempre. O ano passado tive o orgulho da sua companhia durante praticamente metade da prova mas, infelizmente, este ano anda com um problema no joelho e não me pode acompanhar.

Um dos pormenores que faz a diferença nesta prova é a presença de bandas a animar os atletas ao longo do percurso. Perto do km7, a vocalista cantava, numa versão livre de Gnarls Barkley, "I think you're crazy, you are ALL crazy. Probably." Eu diria antes: Definitely. E que loucura fantástica.

Perto do km10, começam os atletas da frente a regressar, o que serve de distracção, já que vamos sempre a ver se aparece alguém conhecido. Os Conhecidos, como a Dulce Félix, que fez uma grande prova após a perda recente do Pai (nem consigo imaginar o conflito de emoções que deve ser) e depois os "conhecidos", os "nossos", dos quais só vi, muito de passagem, o Bluesboy a grande velocidade (provavelmente já de olho no WC mais próximo :) ).

Esta foi a primeira Meia que fiz que posso dizer que esteve impecável a nível de abastecimento. E, a esse nível, a melhoria foi notória em relação ao ano passado. Os abastecimentos líquidos eram frequentes, e não esgotou a fruta, nem isotónicos, nem géis, que são coisas que nunca cheguei a ver em provas anteriores, só as embalagens e cascas no chão. Optei por não tomar nada disso, mas é bom saber que, em princípio, houve para todos. O único problema que tive foi que às vezes não era suficientemente rápida na luta pelas garrafas de água e entretanto perdia a vez! Os voluntários estavam concentrados numa extensão muito pequena. No entanto, como disse atrás, os abastecimentos eram frequentes e, por isso, acabou por não ser um problema.

Foi já só nos últimos 3km que tive uma pequena quebra. Começando cá de trás, basta manter um ritmo certinho que acabamos por passar a prova a ultrapassar pessoas (e não a ser ultrapassados, que seria o que sucederia caso começasse nas primeiras filas) e isso dá força psicológica, quando a física começa a faltar. Mas, não sei porquê, cheguei ao km18 e achei que estava a perder muita velocidade - o que não era verdade, os últimos quilómetros acabaram por ser os meus mais rápidos de toda a prova, mas na altura não parecia. Continuava a passar pessoas, mas parecia que ia muito devagarinho. O A. continuava a puxar por mim, mas eu, nesta fase, já punha em causa a nossa amizade (NÃO FALES COMIGO!). No km19 vejo o meu Pai, que quase nem me via passar (só para verem a velocidade louca a que ia... Ihih!) e depois segue-se a pequena subida junto à rotunda da CUF, que, com quase 20km nas pernas, já custa um bocadinho.

No final, um último esforço e acabo por cortar a Meta com 2h10 de prova e fiquei muito contente. (Obrigada A., amigos na mesma!)


Comi um geladinho, bebi a primeira Coca-Cola de há ANOS (não sou grande apreciadora) e ainda deu para curtir um bocadinho o concerto dos Xutos que, mais uma vez, fizeram a desfeita de não tocar a minha música.

Muito desapontada com vocês X&P, muito desapontada...

Ainda deu para ir almoçar a casa dos meus pais, que moram relativamente perto. Ali, sentadinha e descansada, só pensava nos amigos que, àquela hora, ainda estavam a correr a Maratona...

Perto das 14h saí. Já fazia 4 horas de Maratona, e sabia que, a partir dali, começariam a chegar. E esta é sempre a parte preferida das Maratonas que nunca corri: aplaudir. Adoro, pareço a maluquinha das palmas. É inspirador e tocante (posso até, em determinado momento, ter ficado emocionada...) ver o esforço e determinação das pessoas que, inclusive, me chegam a agradecer a mim, de estar a aplaudir, quando eles é que me estão a dar tanto.

Com isto, surgem inesperadamente o Vitor e o Jorge, cheios de força. Para terem uma ideia, quis acompanhá-los no último quilómetro da sua Maratona (estreia para o Vitor) e tive que puxar pelas pernas para os acompanhar, a eles, que já vinham com 41km em cima. Fantástico!

Soube pouco depois que o João, infelizmente, teve de abandonar a prova (mas já tem "vingança" com data marcada, é mesmo assim, determinação de corredor!) e voltei à marca dos 41km para ver chegar a Isa e poder também partilhar este momento com ela.
Não quero (ainda) correr uma Maratona de estrada*, mas não me importava de acompanhar 42 amigos no seu último quilómetro da distância! É mesmo um momento especial e fico contente por ter estado presente. Acho até que eles me deram mais força e motivação a mim do que eu a eles, mas ficou a intenção.

T-shirt e medalha Meia Maratona.

Agora, segue-se uma semana de pausa mais ou menos auto-imposta. Uma semana sabática, se assim quisermos. Não vou correr, mas tenho feito caminhadas e talvez vá dar umas voltas de bicicleta. Sentia necessidade de tirar uns dias para voltar com mais força e vontade.

*Apesar de ter adorado as vossas conquistas, tenho agora a certeza que as minhas pernas me puxam para outros caminhos. 2014 não será o ano da Maratona, mas será um ano de muitos quilómetros. Se tudo correr bem, muitos quilómetros assustadores e desafiantes. Mas isso é história para outro dia!

Parabéns, loucos que correm!

42 comentários:

  1. Olá Rute,
    Os abastecimentos estiveram muito bem, não faltou nada em toda o percurso. Aquela subida ao km 20 custa, não custa? Agora podes imaginar ao km 41 :(
    Esta está feita, apesar de ainda a estar a digerir. agora tenho que ir á procura do próximo objectivo.
    Bom descanso que é merecido.

    Manuel Nunes

    ResponderEliminar
  2. Compara o teu tempo deste ano, e cansada de Arga, com o do ano passado! Que diferença! :)

    Parabéns e força para todos os teus objectivos

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  3. Fico muito feliz que tenha corrido bem, apesar da apatia inicial :) Foi um relato emocionante :) O que interessa é que, como sempre, te divertiste a correr ;)

    Beijinhos e boa noite :)

    ResponderEliminar
  4. O que mais gostei do teu relato? De tudo, mas em especial do último parágrafo! Ó, se gostei... :)
    Beijinhos, parabéns pela prova e boa recuperação!

    ResponderEliminar
  5. Rute,
    Comecei logo a rir com o atleta a tentar derrubar as grades!É para tu veres o que o encarceramento ao ar livre faz ás pessoas :)
    Uma das coisas "más" da Ponte Vasco da Gama é que se tem de esperar por todos! Na 25 de Abril, como há transportes "mesmo" públicos, a seca não é tão grande. Quem está, está, quem não está, estivesse!

    Eu acho que tu já sabias que a maratona grandona não era a tua meta e a meia já sabes que consegues fazer! Depois de teres experimentado outras coisas, acho que neste tipo de corridas já te falta "aquela motivação". Não digo que a meia maratona não seja intensa e exigente, mas parece que ainda queres mais "pinotes" e "malabarismos" que só a estrada não oferece.

    Acredito que foste tão importante a apoiar os teus colegas, como o teu pai foi importante a apoiar-te a ti. Eu também me emociono muito com estas coisas...a sério!

    Pena isso do teu pai. Espero que sare depressa :)Joelhos são sacanas!

    Pois...também vi a Dulce Felix...na televisão! e ela disse que seria isso que o pai dela queria = que ela fosse correr :) e foi!

    Beijos grandes e boa semana semi-sabática :)

    ResponderEliminar
  6. Manuel: Sim, este ano esteve muito melhor nesse ponto dos abastecimentos, embora agora com a junção Maratona/Meia haja algumas arestas que vão ter de limar.
    Imagino aos 41km, então! É pequenina, mas faz mossa.
    Agora é escolher bem esse próximo objectivo, não se pode parar muito tempo. ;)
    Boa recuperação!

    João: Fiquei agradavelmente surpreendida também, sobretudo porque deixei de olhar para o relógio e ia com a sensação de ir muito devagar. :)
    Beijinhos e força, mostra a Sevilha quem manda! ;)

    Joana: É o mais importante. :) Beijinhos grandes

    RBR: É não é? Tenho a impressão que também vou gostar! :) Beijinhos

    Lulu: Ehehe... :) A espera nesta Ponte é mais desesperante do que na outra, porque não tens mesmo para onde ir. Na 25 de Abril sempre tens ali o Cristo Rei a abençoar-te! ;)
    É isso mesmo, quero mais aventura nas minhas provas! Agora vamos ver o nível de aventura que o corpo aguenta, que já estou a ficar velhota... ihih. :)
    Um dia tens de assistir à chegada de uma Maratona, é mesmo recompensador!
    Beijinhos grandes e tudo a correr bem!

    ResponderEliminar
  7. Acredita que pelo menos no meu caso tu é que me deste força a mim! Quando se corre tanto km, ver uma cara amiga é como ver um óasis.

    Fizeste uma óptima prova, ainda por cima com o calor que estava.

    Força para todos esses desafios :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Mais um excelente post!

    Parabéns pela prova! :)

    ResponderEliminar
  9. Qual rotunda da CUF? Ou já ia muita mal ou já não me lembro de ter passado aí... Aposto mais na primeira hipótese... Precisas de mais kms das pernas! Bom tempo apesar da baixa de forma. Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Em primeiro lugar, deixa-me que te diga que o teu post é digno de mover multidões. Pelo menos eu, abanquei no sofá mal cheguei a casa, pus-me a ler o teu post, decidido a dedicar-me à ronha o resto do dia e passados 5 minutos estava a equipar-me para fazer um treino de recuperação da meia. :D Obrigado!

    Imagino o prazer que te deve ter dado estar a puxar pelos maratonistas... estar do lado de fora é mesmo frenético :)

    Parabéns pelo tempo... mesmo a estrada não sendo a tua "praia", há uma evolução significativa face ao ano passado (e este ano esteve mais calor).

    bjs e boa recuperação

    P.S.: para os mais impressionáveis que me possam achar um corredor movido a digiculdades gastrointestinais, na altura em que a insigne escritora deste post me viu, eu ia feliz da vida... 500 metros mais à frente é que já ia em busca de wc, a um ritmo bastante menos super-sónico :D

    ResponderEliminar
  11. Isa: Obrigada, foi um dia muito bom! :) Beijinhos

    Ricardo: Obrigada. E tu, novidades? :)

    Sílvio: Não é a rotunda "DA" CUF, mas é uma rotunda lá perto pela qual passaste de certeza. Era a última subida (e única?) da prova da Meia. Não estavas assim tão mal! :)
    Sim, kms, muitos. Mal posso esperar!
    Beijinhos

    Bluesboy: Ehehe, por isso é que deixei link para o teu post, para as dúvidas serem desfeitas! :) (Espero que não tenhas levado a mal...)
    Fiquei contente com o resultado, para mim é bom.
    Beijinhos e boa recuperação!

    ResponderEliminar
  12. Parabéns pelo excelente tempo que fizeste e sempre a divertires-te e sem ires ao limite.
    Bonito gesto o de acompanhares o Vitor e a Isa no último km.
    Beijinhos e boas provas (longe do alcatrão). eheheh
    PS- Vais a Casainhos ou já é pouco para ti. ;)

    ResponderEliminar
  13. Levar a mal? Ser referido no teu blog é como ter uma referência num livro de um Hemingway. :)

    ResponderEliminar
  14. Tigas: Eheh, a Casaínhos não sei, mas vou ao Monge! (é a mesma distância). :)
    Obrigada, beijinhos!

    Bluesboy: Xiii, que comparação tão incomparável!!! :) Mas obrigada. ;)

    ResponderEliminar
  15. Este foi dos curtinhos... lol

    Fizeste bem não ingerir os géis energéticos é preciso treinar o estômago para eles e fazer o teste numa prova raramente dá bom resultado. :)

    Oh Rute 2014 é o ano da Maratona, como diz o PM, "não sejas piegas!". hehe

    Eu hoje já fui rolar 20km de bicicleta sem problemas de maior na perna, a ver se sábado já consigo correr. ;)

    Boa continuação de semana de repouso!
    Bjs

    ResponderEliminar
  16. Apesar do desafio da semana anterior, fizeste um bom tempo.
    E ainda tiveste capacidade física para acompanhar a parte final dos estreantes na maratona :)
    Pela minha parte, muito obrigado por esse gesto. Não me vou esquecer.
    Descansa, mas não muito, sabes que o corpo se habitua. E depois, as aventuras fora de estrada, como é?

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Rui: Foi curtinho, não foi? Tens de compreender que a inclusão das fotos também lhe deu uma aparente (mas não real) extensão. É a chamada teoria de nyquist... ihih ;P
    Desculpa, é o Ultra ano!! Mas sou piegas na mesma... ;)
    Hoje ganhaste, fiz só 15km a pedalar, mas também já não me dói o joelho.
    Boa semana, bjs

    V: Olha que eu estava a ver que não conseguia acompanhar-vos!! E depois com a alça da mochila a romper-se... :)
    Faz bem descansar de vez em quando, tu descansa também!! Não foi brincadeira. As aventuras estão lá à espera. ;)
    Beijinhos e boa recuperação!

    ResponderEliminar
  18. Muitos parabéns Rute pela prova e pelo texto. Acho que 2014 nos vamos cruzar algumas vezes :)
    Beijinhos e boa semana sabática.

    ResponderEliminar
  19. E parabéns menina dos trilhos!!!! Muito bem :)

    ResponderEliminar
  20. Carlos: Obrigada. Se tudo correr bem, sim!
    Beijinhos e felicidades para a família (aproveita todos os bocadinhos para dormir! ;) )

    Fiona: Obrigada. :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Inspirador... como sempre. Beijo e Parabéns!

    ResponderEliminar
  22. Muitos parabéns pela prova, tão pouco tempo depois de outra tão acidentada (em desnível, é claro).

    Eu sou um daqueles loucos que ambiciona os 42 kms, mas cada post que aqui leio, mais vontade me dá para experimentar o trail (os denominados curtos), mesmo que seja em preparação para a Maratona.

    Boa e rápida recuperação e bons treinos,

    Fernando Varela

    ResponderEliminar
  23. Marcelo10/10/13

    Parabéns por mais uma prova, já tratas as meias por "tu", agora fica a faltar a maratona :) (nos trilhos está claro) e se queres uma sugestão não deixes escapar os Abutres na versão Ultra. As inscrições abrem no dia 14 e vão voar num instante.
    Beijos e boa recuperação.

    ResponderEliminar
  24. Sweet: Obrigada. E nada de desânimos para os teus lados, vamos a arrebitar!:) Beijos

    Fernando: Pode incluir algumas provas destas mais curtinhas no treino. Só para concluir, claro, sem pôr em risco a preparação para a Maratona. Acho que ajuda! :)
    Obrigada, bons treinos!

    Marcelo: Por acaso até já tenho em mente uma estreia para a "Maratona", se o evento se realizar em 2014...
    Os Abutres... aquelas fotos... very tempting! Mas já em Janeiro, hmmm... Não sei não. (Tu não me escondas nada, já fizeste? Altimetria, como é?? lol :D)
    Beijos

    ResponderEliminar
  25. Anónimo10/10/13

    Parabens , mais uma Meia Maratona feita !

    ...a distancia começa a ser confortável , certo ?? ...é um belo sinal ;)

    Que concretizes esses desafios todos em 2014 , venham os Trails ! :D

    Jorge G Bernardo

    ResponderEliminar
  26. A todos os milhares sem excepção de qualquer um, o meu muito obrigado pela inspiração e motivação. A caminhar ou a correr, todos nós, nos levantamos e fomos concretizar um sonho, uma meta, um objectivo.
    A menina que corre como uma menina e a qual eu acompanho o blog há algum tempo e nunca tinha comentado. Os meus parabéns e sem dúvida és uma inspiração.

    Bjinho e boas corridas

    ResponderEliminar
  27. JGB: É verdade, a distância já não assusta, embora continue a ter respeito. ;) Obrigada.

    Mariana: Muito obrigada pelas tuas palavras. :) Também participaste? Espero que te tenha corrido bem. Beijinhos e boas corridas, volta sempre, mesmo que em "silêncio" :)

    ResponderEliminar
  28. Adorei ler!!!
    Mas o que mais gostei sabes o que foi!?!?! O que disseste no fim!!!
    Vou estar atenta :D Quero saber o que vem ai em 2014 ehheh :D

    Beijinhos Rute

    ResponderEliminar
  29. Piolha: Anda tudo doido! :P Ele é Maratonas, ele é Triatlos, ele é... ;)
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  30. Gostei muito de ler... ver se para o ano sigo as tuas indicações ;)

    ResponderEliminar
  31. marcelo10/10/13

    Os abutres é o nosso UTMB, bom se calhar estou a exagerar, mas tem a semelhança de as vagas ficarem preenchidas em pouquíssimo tempo. Eu fui este ano e vou voltar certamente no próximo ano. A altimetria foi de 2300D+ para 48km mas o problema maior é a percurso estupidamente técnico, algumas vezes até demais. Foi a prova, até agora, que me deu mais satisfação de acabar.
    Acho que já sei em que maratona é que estás a pensar fazer para o ano :) Há prémio para quem acertar? Eheheh

    ResponderEliminar
  32. Zémi: Tive sorte de estar num dia bom, e a companhia ajuda sempre. Mas melhor começar confortável a aumentar (diminuir??) o ritmo na segunda metade, se houver pernas!
    Da segunda vez é que é! :)

    Marcelo: "Os abutres é o nosso UTMB"... tu não escrevas coisas dessas muitas vezes!! :) Mas sendo muito técnico fico na dúvida para os 48km (se fosse lá para março/abril!!)...
    Ehehe não é difícil adivinhar, tendo em conta que não há assim muitas maratonas de trail relativamente "acessíveis" :), mas como ainda não estou por dentro do calendário de provas para o ano, quero manter em aberto. É um (fascinante) mundo novo! :)

    ResponderEliminar
  33. Belo post!
    Parabéns pela prova!

    ResponderEliminar
  34. Joel: Obrigada. :) Boas corridas!

    ResponderEliminar
  35. Sempre em evolução e num dia difícil. Parabéns!!!

    Beijos!!!

    ResponderEliminar
  36. Pedro: Obrigada. É lenta mas na direcção certa! :P Beijinhos

    ResponderEliminar
  37. Muito bem Menina :) faz agora um ano que correste a tua primeira meia e tudo o que já correste depois disso!... :):)

    ResponderEliminar
  38. Hermi: É verdade... Beijinhos!

    ResponderEliminar
  39. Participei na Mini, foi a minha primeira vez. Confesso que fiquei motivada para voltar em 2014, gostaria que fosse para a meia, mas não digo que seja impossível, mas será uma luta muito grande.
    Mesmo em "silencio" vou passando por aqui e prometo fazer mais barulho ;)
    Bjinhos e boas corridas ;)

    ResponderEliminar
  40. Mariana: Quando fiz os meus primeiros 10km também achava uma loucura dobrar a distância. Seis meses depois continuava a achar. Depois, deu-me um "vaipe", e a 3 meses e tal do dia increvi-me na minha primeira Meia! O mais difícil é convenceres a mente, depois o corpo convence-se por arrasto. ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  41. Inspirador...
    vou correr a meia de setubal dia 11 de Maio, não sei bem como mas vou...com o pensamento de que é só 11km para cada perna.
    fui desafiada a semana passada e so mr restam 4 semanas, vai ser duro,ainda por cima tenho uma bebé e esta semana ficou doente e limitou-me os treinos, vou sozinha fazê-la,eu e os meus demonios,vou ter 21km para lhes chamar todos os nomes feios que conheco e para mete-los no seu lugar e cortar a meta...
    vamos ver como corre...agora é fazer para que chegue ao dia sem.lesões.

    ResponderEliminar
  42. Nadia: Muito boa sorte para a estreia (penso que seja estreia?) nas Meias Maratonas! Vai correr tudo bem! Havendo determinação tudo se consegue. Boa prova!

    ResponderEliminar