12 de novembro de 2013

Sabemos que grande parte do nosso tempo ao ar livre é passado a treinar quando...


... estamos já bem entrados no Outono e as nossas pernas apresentam ainda diferentes colorações.
 


Claro que esta situação foi agravada pelo facto de quase não ter ido à praia este ano, pelo menos para me bronzear uniformemente, claro está. É verdade que já estive bem pior, mas, neste momento, as minhas pernas quase poderiam ser um daqueles catálogos de cor de pele para escolha da base mais adequada, estação Outono-Inverno, nas lojas de cosméticos (as senhoras sabem do que eu estou a falar).
 
Dizem que as madeixas californianas estão na moda, mas eu acho que o bronze de atleta está mais. Pelo menos é isso que digo em minha defesa, e sei que de certeza há por aí muita perna nos mesmos modos, ocultada pelos trajes do tempo mais fresco...
 
 
Agora falando de treinos, ao ar livre ou não. Nas últimas semanas os quilómetros têm sido poucos, devido a motivos que aprofundarei noutra oportunidade. Poderia ter aproveitado para fazer outro tipo de exercícios, e até tenho, mas não é bem a mesma coisa... Conforta-me saber que, pelo menos, tornam-me mais forte e talvez, com jeitinho e muita força de vontade, se tornem rotina.
 
Este fim-de-semana tive de ir fazer um teste às pernas, para ver como me sentia para a prova do próximo fim-de-semana, e não correu mal. Fartei-me de fazer desvios ao "mapa", para subir montes e percorrer carreiros em direcção a formações rochosas, só para poder subi-las, chegar lá acima, sentir o vento e abrir os braços. Não sei porque é que o ser humano tem esta atracção por locais altos, por escalar topos, sejam eles os Himalaias ou uma encosta de 100 metros na serra de Sintra, ou simplesmente subir até ao Anfiteatro Keil do Amaral na mata de Monsanto, mas esse apelo existe. Há sempre o objectivo de um cume. Se calhar porque queremos sempre a vista desafogada de um horizonte maior. É libertador.
 
Sei que corri, depressa, devagarinho, andei um bocado, e diverti-me. Cerca de 13km com aproximadamente 400m de acumulado positivo, só para divulgar os dados mais técnicos da coisa.
Sem dúvida, é isto que quero continuar a fazer daqui para a frente: buscar novos cumes, sempre a procurar horizontes maiores. Até despertei a vontade adormecida de experimentar escalada um dia destes. O que vai ser giro, não tivesse eu um bocado de vertigens... (Não é impeditivo, só mais desafiante!)
 
Para já, este domingo, o topo do Zêzere.
 


19 comentários:

  1. Esse bronzeado costuma acontecer-me bastante porque gosto imenso de andar de calções e vestidos no Verão :P Fico com a marca dos calções, com a marca dos vestidos, com a marca das sapatilhas/sandálias e com os pés completamente brancos :P

    Boa sorte para a subida ao topo do Zêzere :)

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  2. Sim, temos atracção por locais mais altos. Quando ficas com pensamentos sonhadores, para onde vai a tua cabeça, para baixo ou para cima? Inevitavelmente sobe, como a tentar visualizar o sonho.
    O irmos às entranhas da terra, é claustrofóbico, enquanto o cume liberta a nossa alma de pássaro.

    Beijinhos e uma excelente Zêzere!

    ResponderEliminar
  3. Corrida do Tejo, 2 senhoras do Grupo desportivo de..., ambas com a camisola de alças da colectividade, ambas t-shirt por baixo, uma de calções, a outra de corsários, comentário enquanto as passava ( passamos a corrida a trocar de lugares) : pois é por isso e por essas marcas que até no verão corro de calças! :) :)
    Mulher sofre ;)
    Pois eu tenho que arranjar meias de compressão pois não tenho esses gradientes todos ( infograma muito esclarecedor, já agora) e depois começo a parecer um ET pois sou quase o unico que mostra o tornozelo...eu ainda sou do tempo em que a Paula Radcliffe de meia branca pelo joelho é que era esquisita...só faltavam as "raquetas" de lado:)
    Quanto à bela prova do Zêzere ( burro...) pelo que vi vais ver muitos altos :)
    E...o anfiteatro Keil do Amaral é altíssimo, Ufa, se vieres de Alcântara em Sprint então ;)
    Mas percebo-tê, acho, e além disso, a visão torna-se mais clara lá em cima e pelo esforço de lá chegar...
    Enfim...
    Como já disse, ainda bem que os joelhos estão melhor, pelo serrote que vai ser a prova ainda bem que andas a treinar a força e resistência muscular :)
    Depois conta, ( já pus no calendario 2014...)

    ResponderEliminar
  4. É as perninhas e os bracinhos com a bela da marca da t-shirt ahah ... no balneário da natação no outro dia dei por uma senhora estar a olhar para as marcas das minhas pernas e sorri... ora eu cá tenho muito orgulho delas :) Estão ali marcadas muitas horinhas de treinos ao ar livre :)
    Viva ás nossas marcas!!!

    Força para Domingo.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Jo: Obrigada! :) No Verão, a estas marcas, adicionava ainda a das havaianas... que entretanto já esbateu. :)
    Beijinhos

    João: É capaz de ser mesmo isso, tens razão, sonha-se a olhar para cima, agradece-se a olhar para cima, quando estamos felizes, festejamos de cabeça e braços no ar. :) Obrigada, beijinhos!

    jnr: Vamos lá ver se treinei a força e resistência muscular o suficiente para esse "serrote"... É que não tenho feitos kms suficientes. Nem quis olhar para o gráfico da elevação, desta vez, prefiro nem saber! :)
    Lembro-me bem dessas meias da raquete e dos "pés de gesso". :) São modas. Eu ainda não sei se as meias de compressão me aliviam ou não, mas pelo menos protegem das silvas, não há necessidade de também adicionar arranhões às diferentes colorações da perna.
    Depois conto. Bons treinos!

    Piolha: Sim, nos braços também, mas isso já é mais "normal". As marcas nas pernas só "incomodam" quando se tem de usar saia num ambiente mais formal. Bom, agora está frio, as collants tapam. ;)
    Viva as marcas! :P
    Obrigada, beijinhos.

    ResponderEliminar
  6. Rute,
    Andas a tentar fazer concorrência ao meu homem que tem um bronze tipo "à pedreiro" - braços e pescoço muito bronzeado, trono branco :)...e nem na praia aquilo ameniza porque ele fica sempre debaixo do chapéu :)
    É assim uma ode à United Colors...
    Eu não vou à bola com as madeixas californianas. Parece-me sempre que as pessoas ficam com um ar desmazelado, ou então, nunca vi nenhumas realmente bem feitas.
    A zona de Ferreira do Zezere é bem bonita :) aproveita a paisagem enquanto recuperas o folego!
    Beijos grandes!

    ResponderEliminar
  7. Lulu: Ahah, mas há muita gente assim com bronzes estranhos, tenhos de formar um grupo de apoio. ;)
    Também não sou fã desse novo tipo de madeixas... quer-se dizer, aqui há uns tempos era horrível andar por aí com as raízes mais escuras, agora é moda! Se forem discretas ainda vá...
    E vou sempre pela paisagem, já sabes... :)
    Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  8. Eu tenho o bronze típico do corredor :) Com muito gosto!
    Pelos vistos já estás melhor do físico, fico contente com isso.
    Que corra tudo bem no Trail do Zêzere.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Acho que dificilmente ficaria com essas marcas, as minhas pernas demoram tempos infinitos para ganhar a mais pequena cor!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. V: Nos homens ainda disfarça... :)
    Não estou a 100%, mas vou na desportiva, dar um passeio por trilhos novos e bonitos. :)
    Obrigada, beijinhos.

    Lady V: Andavas desaparecida, por onde tens andado? :) Tens sorte, eu, mesmo com protector solar, fico neste lindo aspecto. ;) Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Ah, o célebre bronzeado do camionista invertido. Neste Verão, nos primeiros dias deve ter havido gente que, vendo-me tipo lula esturricada nos tentáculos, pensou "olha, aquele, enterraram-no ontem de pernas para o ar na areia e ficou assim...".

    Bjs e boas incursões aos cumes :)

    ResponderEliminar
  12. Bluesboy: Ahah, por acaso também já usei essa expressão do "bronzeado de camionista invertido". :)
    Obrigada, bjs.

    ResponderEliminar
  13. Nem mais! O meu bronze está tal e qual...hehe :)
    Tudo a correr bem no Zêzere.
    Beijos

    ResponderEliminar
  14. Adoro esse degradé, muito in :) só mascarado se deixares os pelos nas pernas...

    ResponderEliminar
  15. Isa: Obrigada, beijos!

    LiS: Lol Por isso é que nos homens disfarça... ;)

    ResponderEliminar
  16. Nice bronze !!
    ...pareces uma camaleõa !! :P

    Sim... , desatar a correr direita aos cumes dos montes , das formações rochosas , saltar por cima dos cardos , desviar das silvas e raizes , troncos e tudo o que apareça no caminho..., com um vento lá mesmo no alto a dar muita luta , (desagradável, mas faz parte) , é sem duvida um balsamo á vida e ao sentir !

    ...e sim , bem divertido , embora "curto" ! ;)


    bons treinos e melhores provas...

    AjB

    ResponderEliminar
  17. A: Até parece que não deves ter um bronze parecido (menos a "compressão":))...
    Eu também acho que menos de 20km, ou 3 horas, em trilhos é MUITO pouco. Há que procurar tracks maiores. :) E com mais topos! lol (Haja paciência de quem acompanha...) :P
    Bjs e bons treinos

    ResponderEliminar
  18. Olá Rute,
    Deixa lá, esse bronzeado está na moda. Não é o que se vê, é o que sentimos.
    Boa prova

    Manuel Nunes

    ResponderEliminar
  19. Manuel: Obrigada. Bons treinos por Sintra! :)

    ResponderEliminar