9 de dezembro de 2013

Um ano de corridas juntos

Pergunta do dia:

- Para que serve o seguinte saco de ervilhas?
 

 

a) Para fazer umas belas ervilhas com ovos escalfados.
 
b) Para pôr em cima do joelho a fazer frio.
 
c) Ambas as respostas acima estão correctas.

Já não é de agora que quase toda a selecção de vegetais congelados que trago para casa tem de passar primeiro por algum músculo ou articulação da minha pessoa antes de terminar na panela, mas nos últimos tempos tem sido recorrente. Sei que já devia ter feito um upgrade para aqueles sacos de gel que se metem no congelador e depois se moldam à parte do corpo no qual os colocamos, mas pronto. Por enquanto, um saco de ervilhas (ou brócolos, ou feijão verde, ou espinafres...) serve perfeitamente.

Em relação à lesão, a evolução tem sido len-ta. Penso que esteja a ser positiva, mas é difícil de dizer. Tenho feito alongamentos, exercícios específicos, posto gelo algumas vezes por dia... Mas esta é uma lesão matreira e silenciosa. Nunca se manifesta. O joelho está ali, descansadinho da vida. Desço escadas, subo escadas, caminho devagar, caminho mais depressa, corro alguns metros, salto... e nada. Não dói. Uma pessoa começa a ficar esperançada e atreve-se a correr, a pensar que talvez, talvez já esteja tudo bem. Vai correr. Corre 1km, 2km, 3km... às vezes termina um treino de 5km feliz porque nada doeu. Outras vezes arrisca mais um bocadinho e lá está ela... aquela sensação, aquela "impressão" que sabemos que se tornará dor se não pararmos nos próximos metros.
 
#$%3@=&$§!!!
 
Páro, chego-me para um canto e fico com umas trombas de todo o tamanho a fazer alongamentos, enquanto tento não rosnar às pessoas que passam e se atrevem a correr na minha presença.
Estou a brincar, acho que avancei na fase do luto e já não tenho raiva. Na verdade, páro, chego-me para um canto e fico a fazer alongamentos, enquanto olho para quem passa a correr, com olhos de cachorrinho triste que também quer brincar mas está preso.

Às vezes passa-me pela cabeça continuar a correr e insistir na dor, já que não é daquelas dores paralisantes, apenas incómodas, para ver se, continuando, desaparece. Sei que é parvoíce e não o faço, porque tenho objectivos para o ano que não quero deitar a perder e para isso tenho de ficar boa. Mas quis confessar-vos isto, para ver se ganho vergonha nestes pensamentos e para vos dar liberdade de me espetarem um par de estalos se me virem tentar correr com um esgar de dor na vossa presença. Mas certifiquem-se primeiro de que estou, de facto, em sofrimento e não apenas com frio, por exemplo. ;)


Bom, mas numa nota positiva, hoje eu e o Mr.G. fazemos um ano de corridas juntos.



1750km percorridos desde a Maratona de Lisboa por Estafetas, a 9 de Dezembro do ano passado, prova, e corrida, de estreia da nossa parceria. Parceria essa que começou muito bem, logo com recorde de velocidade em prova (queria impressioná-lo).

Destes 1750 km, se descontarmos os quilómetros ao pedal (269km em bicicleta), ficamos com 1481. 1481* quilómetros felizes (ok, alguns não tão felizes) a correr.

Não podia deixar esta ocasião passar em branco e fui dar uma corrida com ele ao pulso. Não foi o tipo de corrida desejada, mas foi a possível. Lentinha e curta, mas sem dores (graças a Deus!) Estava um final de tarde frio e pacífico. Muito pouca gente nas ruas, meia dúzia a correr. Vi dois coelhos passar aos saltos na relva antes de se esconderem e vou encarar isso como um sinal de boa sorte. Os coelhos são rápidos, só pode significar que as coisas vão melhorar depressa, não é?...


Boas corridas e façam alongamentos!


*Se não fosse esta situação podem apostar que teria feito os 19km que faltavam para arredondar a contagem. Não poder acabar um ano de corridas juntos com 1500km certinhos...Grrrrr!
 

31 comentários:

  1. Olá Rute!!!
    Espero que melhores rapidamente, não há palavras que definam o estado de espírito de alguém que quer "apenas" correr e não pode.


    Beijocas grandes e boa recuperação

    ResponderEliminar
  2. Como te compreendo nessa parte da dor de sentir os movimentos sem liberdade de fazerem o que lhes apetece, presos por lesões, e da maldita dor do joelho que aparece quando quer sem ser convidada.

    Parabéns ao mr. G e a ti por tanto e tão bom quilómetro.

    E este vosso primeiro ano, foi apenas o primeiro do resto da vossa vida.

    Beijinhos e FORÇA, Rute!

    ResponderEliminar
  3. Parabéns pela efeméride e um bem haja ao teu Mr. G. A minha MEs G já vai com um ano e nove meses de convivência com a minha pessoa com excelentes resultados e fiabilidade (de ambas as partes, haha!)

    Bjs e boa recuperação. Cheira-me que estás a caminho da recuperação plena, o essencial agora, talvez, seja a paciência, para não apressar o regresso... :)

    ResponderEliminar
  4. Carla: Obrigada. Há dias piores que outros. Aos pouquinhos vai lá! Beijinhos

    João: Suspeito que é iliotibial, pelos sintomas e pelo que tenho falado com quem já passou pelo mesmo. Há quem tenha recuperado apenas com recurso aos alongamentos e é essa a minha esperança... Beijinhos e obrigada!

    Bluesboy: Parabéns a ti também pela união feliz. :)
    Não sei... há dias que penso já estar tudo bem e depois outros... Não tens reparado a minha parca actualização no garmin? :I Não gosto! :)
    Beijinhos e obrigada.

    ResponderEliminar
  5. Parabéns pelo aniversário!
    Tenho pena que ainda não estejas a 100%, tinhas era de estar a correr sem dores!!!
    Mas acima de tudo, vai tratando bem do joelho, para num futuro próximo, voltares a correr livremente e feliz da vida.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. V: Obrigada. Também espero num futuro próximo estar já a correr feliz da vida. :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Antes de mais muitos parabéns a ti e ao Mr.G, com os votos de muitos mais kms felizes (e poucos menos bons pq tb fazem parte).
    Aposto que os teus cozinhados que envolvem legumes congelados, andam bem mais saborosos desde que começaste a correr :)
    Quanto ao joelho, espero que fiques boazinha o mais rapidamente possível. Eu sou expert em problemas nos joelhos...uns passageiros e outros crónicos...existem dores em que sei que posso insistir (com calminha) porque acabam por passar, e existem outras em que parar imediatamente é obrigatório. Felizmente (bati na madeira) nos últimos anos tenho tido poucas vezes aquelas que me obrigam a parar - acho que a corrida tem a ver com isso :)
    Vais voltar rapidamente (tem que ser, e o que tem que ser tem muita força)...pq 2014 está à porta e vai ser memorável.
    Beijinhos, uma boa semana e "paciência"

    ResponderEliminar
  8. Claro que veres os coelhos é sinal de boa sorte ;)
    Parabens pelo aniversário teu com Mr. G.
    Que perdure, assim a bateria dele deixe e a tua cabeça também, ou seja, mais vale 3 meses a caminhar que o resto a passear...
    Bom, hoje estou com um humor mais negro mais é para envergonhar alguns pensamentos :).
    Pelo que dizes está lá quase e acredita que quando puderes correr sem dor o prazer e alegria ainda vão ser maiores.
    Boa recuperação e faz lá um miminho a Mr. G.

    ResponderEliminar
  9. Pois Rute, acho que todos nós percebemos perfeitamente o que estás a sentir.
    Até me ri na parte em que dizes que quase rosnas às pessoas!! :)) Também me acontece o mesmo: dou por mim a pensar: "o que é que foi? Estás a olhar? Eu corro muito mais que isto, hoje é que não posso..."
    Tem lá paciência e pensa que é mesmo por uma boa causa. Por ti! Para que continues por esses trilhos e estradas fora durante longos anos!

    Beijinhos e boa recuperação!

    ResponderEliminar
  10. Bom dia. Se possa perguntar, essa for no joelho é onde? Do lado exterior? À frente?
    E já houve diagnóstico da lesão, exames?
    Sem mais informação e pelos sintomas, tudo leva a crer que seja uma tendinite mal curada

    ResponderEliminar
  11. Parabéns por este ano de corridas na companhia do Mr. G...
    Quanto à lesão no joelho talvez esteja na altura de ir ao Sr dr médico, uma vez que está a custar a passar e pode tornar-se um problema crónico. As melhoras e rápido regresso aos treinos. Bjs

    ResponderEliminar
  12. Carlos: Obrigada. Acho que a qualidade dos cozinhados anda a mesma... :)
    Sim, com o tempo vai-se distinguindo as dores "normais", com as quais se pode continuar a correr, das outras.
    Também espero que 2014 seja memorável, num bom sentido.
    Beijinhos

    jnr: Não há quem ande com uma pata de coelho na carteira para dar boa sorte? (Nunca vi, mas nos filmes falam disso lol) Vê-los vivos e de boa saúde ainda deve ser melhor. :)
    Poder começar a correr novamente, mais kms, em velocidade de passeio (o costume), já não era mau. Vou dar até ao final do ano antes de voltar a pensamentos vergonhosos. :)
    Bjs e obrigada

    RBR: Pois, tem de ser... Mas já sabes que por ali onde se costuma treinar não é fácil. É só pessoas a correr por todo o lado, saudáveis, até parece que fazem de propósito! lol :)
    Beijinhos e obrigada

    Luis: Bom dia. Ainda não quis estar aqui em nenhum post a dar o nome à lesão, precisamente porque não fui a nenhum especialista, mas é mais tendão que joelho, sim. Pelo tipo de dor e pelo local (externo). No Natal já estarei com um familiar que me pode ver isto, mas até lá já queria estar bem...

    ResponderEliminar
  13. Paulo: Sim, como disse ao Luis, o diagnóstico presencial será feito mais perto do Natal. Eu é que custa-me esperar... Bjs

    ResponderEliminar
  14. Ok. Isto assim, a esta distância e de forma virtual, de pouco serve, mas pela localização e sintomas, eu apostaria na lesão que já me chateou por 2 vezes e que foi a primeira que tive: síndrome da banda iliotibial.
    A tal dor na zona exterior do joelho que só aparece ao fim de uns kms e que depois ou se mantém a incomodar muito, ou fica tão forte que impede a corrida nesse momento.
    Se houver tempo e paciência ;) eu convidava a ler os artigos que escrevi nessa altura. Ver os textos nesta página das lesões 1 e 4 Lesões
    Se for isso, de salientar que aquilo que fica inflamado está mais acima, é um tendão na zona exterior da coxa, o qual manifesta depois a dor no joelho. Há um conjunto bom de alongamentos que são específicos para essa zona. E massagens com um Foam Roller também ajudam muito.
    Importante: insistir na corrida enquanto isso estiver inflamado só serve para arrastar o problemas por muito mais tempo.
    Força!

    ResponderEliminar
  15. Luis: É o que suspeito que seja também. Já ando a fazer essa massagem e os alongamentos sempre que posso (ainda não tive confirmação, mas mal não fará...) Parei duas semanas, agora de vez em quando faço uns kms. Não sei se estará melhor porque também não arrisco além daquele número.
    Vou dar uma olhada nos textos, obrigada!

    ResponderEliminar
  16. Anónimo10/12/13

    "As I’ve said before, running ultras is like riding a roller coaster. One moment you can be on top of the world, and the next you can feel like you’ve got the world on your shoulders. Elation and exhilaration that flow through your veins one minute are usually overcome by suffering and self-doubt the next. What I’ve learned most from running ultras is patience. Patience to know that when things get really difficult, if I just accept my situation and keep moving forward, eventually things will get better."

    In “An Ultra Runner's Blog”
    http://runlonger.blogspot.pt/

    Válido para provas mas também para a vida…
    Paciência e ouvir o corpo são sempre bons caminhos para evoluir nas lesões! Por vezes é necessário ajuda externa, de um especialista que faz uma leitura mais precisa ou corrige o que há a corrigir e nos ensina o que se passa. Mas depois somos nós, activamente, que temos que encontrar soluções de consolidação ou melhoramento.
    Nota: o excesso de informação também é infernal de gerir!
    Vá! Continuação de melhoras!:o)
    Pedro

    ResponderEliminar
  17. Mesmo, são a comida mais versátil q existe ;)

    ResponderEliminar
  18. Rute, estamos todos contigo.

    Percebo que não esteja a ser fácil, mas vais ver que quando voltares voltas em grande! :)

    2014 vai ser um grande ano para ti, acredita! Eu acredito.

    Beijinhos e muita força!

    ResponderEliminar
  19. Pedro: Wise words. Já tinha chegado a essa conclusão, que "be pacient" faz parte dos treinos de quem quer correr mais quilómetros. Enquanto não treino as pernas, treino isso. :)
    Excesso de informação -> guilty! Estou sempre à procura de mais, de confirmação ou negação do que penso (inclusivamente, do que um especialista que diz...) Enquanto acho que seja bom questionar e pesquisar, e a troca de experiências importante, depois fazer a individualização de um problema é que é complicado.
    Obrigada. Things will get better. :)

    Hermi: Secção de congelados ftw! ;)

    Isa: Obrigada. É preciso é "acarditar", como diz o outro. :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  20. Bem, ao menos fazes uma alimentação saudável :p
    Deve ser frustrante, para alguém que gosta de correr ver-se limitado... Mas nota-se que tens muita força de vontade para dar a volta por cima!
    Eu adoro fazer alongamentos, relaxa os músculos :)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  21. Tão fofinhos a celebrar as bodas de papel :)...

    ResponderEliminar
  22. Lady V: Saudável era comprado na praça e feito na hora... ;) Fazes bem, se algum dia começares a correr já estás preparada. :) Beijinhos

    LiS: Ai 1 ano é bodas de papel? Não sabia. É por ser tão recente que é frágil? :) Beijos

    ResponderEliminar
  23. ...ervilhas ainda vá , agora feijão-verde dispenso !! :P

    Em relação á lesão, já nem sei o que mais dizer, e já disse "muito" e já "acertei" em muito tambem ;)

    ...espero que recuperes o melhor possível e o mais rápido que tenha que ser !
    ...muita força para ti...

    ...o que me "lixa" é que só se fala em "alongamentos" e exercícios específicos quando estamos empanados ou aleijados ! , e acho que é uma coisa que devia fazer parte da rotina de um corredor, seja ele rápido , ou ela lenta !! :P


    Parabéns pelos 365 dias juntos , and many more !
    1750kms já não é brincadeira ;) nice !

    bom regresso (calminho) aos treinos e boas provas (com juizo) !

    ajb

    ResponderEliminar
  24. Olá Rute,
    Parabéns ao Mr. G, é realmente uma excelente companhia e uma grande ajuda.
    Resta-me desejar-te as melhoras.
    Manuel Nunes

    ResponderEliminar
  25. Ainda está na garantia :) mas espero que nunca precises do...papel:).
    Para veres como gosto de visitar este blog: estou solidário contigo e não posso correr, deixa lá os joelhos que gosto eles como estão, decidi apanhar uma gripe :-(
    ok, não é a mesma coisa, mas quem dá o que tem;)
    Bjs e continuação de melhoras.
    PS: que nivel do budismo já ascendeste?

    ResponderEliminar
  26. A: Olha agora queres ver que os teus músculos são muito esquisitinhos e não gostam de vegetais? :P
    Não sabes que é sempre assim? Só se dá valor às coisas depois... Casa arrombada trancas à porta. Espero que isto ao menos sirva para passar a ter mais atenção a outras coisas, que treino não é só corrida...
    Para o ano faço o dobro dos kms, só para me vingar! :) Por enquanto nada de provas, já nem sei se vou a Espichel...
    Bjs e obrigada.

    Manuel: Obrigada. Por acaso quase não aproveito nada as funcionalidades da minha companhia. É quase apenas um conta quilómetros. Só recentemente é que descobri que dava para seguir trajectos! É um desperdício nas minhas mãos... :)
    Bjs, bons treinos.

    jnr: Por acaso nem sei se a garantia é de um ano ou dois. E o papel, qual papel? :) Deve andar por aí... algures...
    Não é a mesma coisa! E digo-te já porquê, correndo o risco de agoirar já tudo (com a sorte que ando): acho que nunca tive uma gripe! (shiuuuu....)
    Bjs e as melhoras
    PS: Esta renovação de karma deve ser suficiente para, numa próxima vida, reencarnar como lince ou qualquer outro mamífero veloz (de preferência espécie protegida) ;)

    ResponderEliminar
  27. Leão, perdão, leoa, pela tenacidade e força e não me parece que um lince, por mais bonito que fique na foto, aguente uma Ultra:).
    Além disso, pelo que percebi, até gostas de verde;)
    Eu sempre fui fraquinho...
    Já nos joelhos espero ter dado já o que tive (deve ser...) de dar.
    Bjs e continuação de recuperação.

    ResponderEliminar
  28. Bom, na minha recuperação, e quando tinha dores, era mesmo uma embalagem de ervilhas congeladas que colocava no ombro, aconselhado pelos Fisioterapeutas.
    Durou meses e foi mesmo uma boa ajuda...
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  29. Algures: Nada como reutilizar o que se tem em casa! É prático e molda-se ao músculo. :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  30. Feliz Natal! Como compreendo essa sensação de ver os outros passar e nós ficarmos parados. Já levo mês e meio de lesão e 24 dias sem correr. As melhoras.

    Filipe

    Correr Na Cidsde

    ResponderEliminar
  31. Filipe: Obrigada. Já começo a recuperar, mas tem sido muito lento, não é fácil!
    Feliz Natal e as melhoras.

    ResponderEliminar