28 de fevereiro de 2014

Os (quase) 30km de Sintra

Como vos tinha dito da última vez, tinha na ideia fazer um treino mais longo. Não tanto em distância, mas em número de horas, porém 30km pareceu-me um bom número de referência (e coisa para demorar uma manhã inteira, como se quer).
Assim sendo, que local melhor que Sintra, aqui nas redondezas de Lisboa, claro, para o fazer? E então, às 09h de domingo, lá estava eu junto à já por aqui muito referida Barragem do Rio da Mula, para dar início à escalada. Digo escalada, porque desta vez resolveu-se atacar as subidas logo de início, tendo como pressuposto que assim as pernas ainda "estão frescas" e esquecendo, ou preferindo ignorar, que assim também vão ficar estoiradas mais depressa! Mas bom, foi a táctica utilizada, vulgo "go big up or go home", e eu queria tudo menos voltar para casa.

Nunca tinha visto a barragem tão cheia.

Assim, repetiu-se o track de cerca de 10km que passa pela Pedra Amarela e depois foi andar à descoberta na zona.

Uma coisa boa das chuvadas dos últimos tempos é que Sintra está cheia de água: ribeiros, poços, pequenas cascatas, que a tornam ainda mais bonita. Sobretudo num dos meus single-tracks/carreiros preferidos, o Trilho das Pontes.



Nesta zona até me esqueço que correr cansa e o meu coração ganha asas. No ritmo/km depois não se nota nada, mas, se me perguntassem na altura, iria jurar que os meus pés nem tocavam o chão, tal a leveza que levava. Pelo menos até me baixar para passar por baixo de uma árvore meio tombada, calcular mal a distância e, ao levantar-me, dar uma tal cabeçada que até vi estrelas! Juro-vos que por momentos até temi desmaiar para ali e, nos segundos que levei até me recompor, enquanto, por via das dúvidas, me chegava para o lado mais fofinho do trilho, para amaciar a queda, olhei em volta e vi com outro entendimento como tudo aquilo, aquele momento, aquele local, a oportunidade de estar ali, era fantástico. Como escreveu Murakami no seu Auto Retrato do Escritor enquanto Corredor de Fundo: "Nada no mundo real é tão bonito como as ilusões de uma pessoa prestes a perder a consciência". E é verdade.

Depois da epifania, nada melhor do que uma subida jeitosa para desromantizar* a situação (*o corrector ortográfico diz que não existe "desromantizar", está visto que ou nunca sofreu nenhum desgosto ou nunca apanhou nenhuma "parede" pela frente...). Seguindo o espírito de aventura do "olha ali um trilho encoberto e manhoso, onde será que vai dar?", descobriu-se um atalho com uma inclinação razoável, que acabou por resultar no quilómetro mais lento de todo o treino. Foi o belo km11.



Este carreiro em especial estava muito cerrado e notava-se que não devia ser utilizado há algum tempo, apesar de aqui e ali ainda se verem fitas penduradas em ramos, fruto de alguma prova passada de trail ou btt, na zona. Porque é que depois da prova não retiraram as fitas é que me faz confusão...

Com cerca de 15km de percurso estava na hora de ir para a Quinta do Pisão, onde a ideia era realizar a restante metade do treino, explorando caminhos que não tinham sido percorridos na última visita.
Alguns locais são fascinantes e levantam muitas questões e respectivas teorias, na minha cabeça, cada uma mais mirabolante que a outra. Se calhar depois a explicação é desapontantemente banal, mas é engraçado especular.

Exemplo de umas ruínas dentro da Quinta:

Quem sabe o que é isto??

E sabiam que a Quinta do Pisão alberga também um Centro de Apoio Social/Instituição Mental? Pois, eu também não sabia, mas foi engraçado estar a correr por caminhos verdejantes, no meio da natureza, e depois de repente ir parar àquele local, ali, no meio do nada. Ora aí está um lugar (para) onde nunca tinha corrido...

Igreja antiga, junto ao Centro.

Apesar de a Quinta do Pisão não ser tão exigente ao nível da elevação como a encosta do lado da barragem, isso não significa que não haja por lá alguns desafios. Este treino foi um bom teste às variadas condições de terreno que se podem encontrar em provas, nomeadamente os trilhos de pedra, as descidas escorregadias com água, e, como não poderia deixar de ser, lama. Muita lama.

Totais (contáveis) do treino:
Para variar, numa das minhas paragens esqueci-me de reiniciar logo o cronómetro, perdendo algumas centenas de metros, mas o treino ficou pouco aquém dos almejados 30km.
- Aprox. 29km.
- +/- 4h30 de corrida (incluindo as duas paragens para "abastecimento").
- E o melhor, os cerca de 900 de D+.

E, melhor ainda, uma manhã inteira numa serra encantada (esta parte já não é "contável", mas é importante), num dia em que, apesar das ameaças, a chuva até deu umas tréguas.


 "Eis que em vários labirintos de montes e vales surge o glorioso Eden de Sintra. Ai de mim, que pena ou que pincel logrará jamais dizer a metade sequer das belezas destas vistas (...)?"
 Lord Byron


Já que perguntam, claro que vou voltar para acertar aqueles 30km! E talvez mais um bocadinho... ;)


Bom fim de semana!

28 comentários:

  1. Muito bom. Eu que não sou grande fã de trail fico cheio de inveja quando leio os teus posts! Gostei muito deste.

    ResponderEliminar
  2. Brutal!!! Parabéns! Qualquer dia é "Maratona em trilhos? Qué isso?? É para meninos. Eu cá só faço ultra trails!!!" eheheh

    ResponderEliminar
  3. Uauhhh....que lindos cenários e que belo treino...esses (quase) 30km não custaram nada, aposto que essas 4h30 passaram a voar. Hoje levantei-me e fui madrugar meio estrada/meio trilhos...quando dei por ela já passav da hora que tinha estipulado...1h25min de puro prazer. Um dia tb vou correr em Sintra.
    Beijinhos e bom fim de semana

    P.S. Olha que podia jurar que já vi essas fotos ontem em algum lado ;)

    ResponderEliminar
  4. Francisco Rosa28/2/14

    Bom dia:)!

    Bem, 30Km! Estas em forma:)

    Invejo te pelos percursos que fazes.. Eu que moro ai tao perto (Queluz), nao conheço nada disso..

    Podes partilhar alguns desses tracks para colocar no relogio:)?

    ResponderEliminar
  5. Compreendo quando dizes que a certa altura parece que os pés nem tocam no chão.. podera, com um sitio magnifico como esse deve ser revigorante correr na serra :)

    Quanto àquelas casinhas pequeninas não faço a mínima ideia do que possa ter sido... mas antigamente havia casinhas para tudo e mais alguma coisa...

    Mas lá que agora deve tornar o lugar mágico lá isso deve :)

    Beijinhos e que belo treininho :)

    ResponderEliminar
  6. Filipe: Apesar de não seres fã, aí na tua zona também podias fazer um treino ou outro do género! Se calhar com menos "montanhas", mas bom também para variares. :)

    Ricardo: Ahaha, ainda não. Eu "embelezo" a história do treino, mas isto cansa muito! :D No entanto, menos do que há uns meses... :)

    Carlos: Hoje também era para madrugar mas deu-me a preguiça e agora estou com remorsos! Por aí podes perder-te mais à vontade, que estás no teu quintal.
    Claro que hás-de correr em Sintra e até lá espero depois já conseguir acompanhar-te, para fazer de guia! :)
    Estas fotos de qualidade obviamente que são minhas. :)
    Beijinhos

    Francisco: Se moras tão perto tens de tratar disso! Posso enviar-te um ou dois dos tracks que já fiz (o dos 10km é bom para te estreares), se quiseres. Manda-me um email!

    Piolha: São momentos como esse que depois compensam aqueles em que os pés se arrastam... ihih :) Ali a partir dos 25km começa a ficar mais complicado. O que vale é que há sempre muito para ver!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Go hard... :)
    estas a crescer como atleta.. os kms que um dia assustavam agora criam fascinio... :)
    Eu estou em semi panico com o raio dos 60km da padela e 3500D+...
    Medo mas mesmo medo loool:)
    Bons treinos

    ResponderEliminar
  8. Nainho: Aos poucos tenho notado a evolução, é verdade. :)
    "Semi pânico"... eheheh :) Uma pessoa mete-se em cada uma. ;) Mas vai ser um desafio superado, não tenhas dúvidas!
    Bjs, bons treinos

    ResponderEliminar
  9. Francisco Rosa28/2/14

    Ja seguiu mail:)!

    Obrigado!

    ResponderEliminar
  10. Se o meu "vizinho" Filipe Torres não sendo grande fã do Trail fica cheio de inveja ao ler o que tu escreves imagina como fico eu que acho que o alcatrão faz mal à saúde e sou 300% fã do Trail!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Jorge: Sendo seu vizinho devia aproveitar essas "planícies" ribatejanas para umas corridas mais saudáveis, não é? :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Muitos parabéns pelo excelente treino (e relato)

    Força para mais :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Muito bom... já andei a namorar estas zonas para ver onde é que estaciono o carro.

    Está para breve a 1ª vez

    ResponderEliminar
  14. João: Obrigada. Beijinhos e boa recuperação! :)

    Zémi: Deixas ao pé da barragem (vai cedo!) :) Força nisso!

    ResponderEliminar
  15. A treinares assim no dia 6 de abril só vais parar quando passares a 2ª vez pela meta.

    FORÇA! Continuação de bons treinos.

    Fernando Varela

    ResponderEliminar
  16. Grande treino !! Parabéns !
    ...excelente cronica , como sempre :)


    "Upa , Upa" ...muito bom ! lol

    ...ía comentar a "cabeçada" , mas é melhor não ! ;)

    Eu não sou "um", mas aqui parece-me adequado dizer: "corre menina, corre" :P


    Venham mais kms e mais trilhos por descobrir !!
    Bons treinos e boas corridas

    ajb


    ResponderEliminar
  17. Fernando: Ahaha! :) Obrigada, bons treinos!

    A: Obrigada. :) E foi "upa upa", olha agora!! E a cabeçada também. ;)
    Isto já são treinos de craque. :P
    Bjs, bons treinos

    ResponderEliminar
  18. Este blog está cada vez mais mete nojo! Tenho dito...
    Vou calçar uns calções e vestir uns ténis e já venho.
    Bjs
    PS: treinos madrugadores são do melhor...o problema...é que não tenho conseguido...enfim...dia 16 chamo-me mesmo muitos nomes feios...(espero que baixinho).
    Bjs

    ResponderEliminar
  19. jnr: Não seja mau-feitio, que eu partilho aqui as crónicas e até disponibilizo os trajectos se for preciso, para quem quiser lá ir também... Sou amiga! :)
    Agora com a recente mudança de horários também me tem custado acordar cedo.... espero que com o tempo estabilize! Hoje lá consegui ir a Monsanto, "relativamente" cedo, já não foi mau.
    Bjs e bons treinos para essa 1/2!

    ResponderEliminar
  20. Aiii, estava a brincar, espero que se tenha percebido ( o que não implica que o que disse não é verdade, mas...no bom sentido:)).
    Penso que era perceptivel, afinal escrevi que ia vestir uns...ténis :)
    E...logo a ler o post fui fazer cerca de 16 km onde...onde? Qual Monsanto, pff, Sintra...até me rio...ele foi Calçada de Carriche, Avenida do Brasil, ele foi alameda das linhas de Torres...paisagem linda...mas foi a que se arranjou. E foi bom.
    o telele é que pendurou outra vez e por isso não sei km mas foi bom, tomei outra decisão ( já é a 3 nestes dias) e posso dizer que acaba em R e vai ficar lindo no meu pulso.
    Obrigado, a sério ;)
    Bjs

    ResponderEliminar
  21. jnr: Eu pensava que o "calçar os calções e vestir os ténis" tinha sido um trocadilho propositado. :) Foi de teres madrugado... ;)
    Treino bem bom, e ao menos não andas a fugir às subidas! :) Com a recta que é a Meia da Ponte vai ser um RP garantido!
    Seja acabado em R, N ou O (assim só os que me lembro de repente) ficam sempre lindos no pulso. Que tenham muitos kms felizes juntos. :)
    Bjs

    ResponderEliminar
  22. Muito bem Rute!
    Andas a fazer uns bons e belos treinos :)
    Beijinhos e continuação de tão bons treinos (de preferência sem cabeçadas hihihi)

    ResponderEliminar
  23. Olá Rute!
    Qualquer dia vais ter que nos mostrar esse trilho, as fotos não enganam quanto à beleza do local.
    Estás em grande forma!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  24. Isa: Sim, há que estar bem atenta! :) Obrigada, beijinhos.

    Vitor: Aqui perto, é dos locais mais bonitos para se treinar. Beijinhos

    ResponderEliminar
  25. Olá Rute,
    Tens que começar a levar capacete :)
    Já começo a ficar com inveja, infelizmente (para mim) não tem dado para lá ir, mas quando lá for vai ser giro comparar com a ultima foto que tirei na barragem.
    Bons treinos

    Manuel Nunes

    ResponderEliminar
  26. Manuel: É verdade, na altura pensei nisso do capacete. :)
    Quando lá tinha estado da última vez estava a barragem quase vazia, agora é uma grande diferença.
    Bons treinos!

    ResponderEliminar
  27. Anónimo27/3/14

    Olá! Aquelas pequenas edificações que perguntas se sabemos o que são, são antigas pateiras. Os patinhos abrigavam-se nas casinhas e durante o dia chapinhavam no rio que passa mesmo á frente. :)

    ResponderEliminar
  28. Anónimo: Muito obrigada pela informação! Mistério resolvido! :)

    ResponderEliminar