29 de abril de 2014

De volta ao Ribatejo

Este domingo o treino foi por aqui...

Acho que pelo pórtico da partida dá para ver que estava no Ribatejo... :)

II Trail Nabantino. 25km ali para os lados de Tomar.
Este foi um trail que apelidei de "Expresso", por ser acessível e quase 100% corrível. Não houve grande desnível (cerca de 500m), não escalámos rochas, não atravessámos rios nem entrámos em grutas ou túneis (ohhhhh...) mas, por outro lado, foi muito rápido. O ideal para velocistas dos trilhos, o que, obviamente, não é o meu caso. Mesmo assim, terminei abaixo das 3horas, o que para esta distância em provas de trail é muito bom.

No entanto, foi também o meu "treino longo" mais curto (em horas) dos últimos fins-de-semana. Terminei a corrida antes do meio-dia e nem sabia o que havia de fazer a tanto tempo livre! Ihihih... Até ponderei correr mais um bocadinho ao final da tarde, mas passou-me depressa a ideia.

Será a crónica que se segue, desta vez com poucas fotos, já que não houve muitas oportunidades para pausas - outra "desvantagem" dos trails rolantes.

De resto, os treinos andam a decorrer com normalidade. Tenho tido preguiça para as repetições de rampas, mas como nos meus longos de fim-de-semana tenho incluído muitas subidas acaba (espero...) por compensar. Depois desta prova, cheguei também à conclusão da importância de treinar as descidas que, de entre tudo, ainda acho que é o meu ponto mais fraco. Não sei como há atletas que passam por mim a voar em descidas como se não tivessem amor à vida, mas é um facto que existem, e eu quero ser como eles. :)

Cada vez mais apaixonada por isto. Infelizmente, tive de alterar alguns objectivos mais imediatos que tinha (mais sobre este tema depois), mas arranjei logo outros igualmente interessantes. Não se pode baixar os braços ou, neste caso, parar as pernas.

Bons treinos!


14 comentários:

  1. Deve ser mais ou menos o tipo de piso que tenho para correr por aqui mas mesmo assim eu ainda consigo meter algumas "maldades" nalguns percursos.
    Um dia tem que vir aqui fazer um treino e trazer o João Lima mas para ter piada convinha ser algo para 30 km distancia que ainda não tenho nas pernas neste momento mas se não houver azar lá mais para o fim do ano estarei afinado para isso! Beijinhos.

    ResponderEliminar
  2. Jorge: (Não posso falar pelo João, mas...) Combinado! ;) E venham de lá essas "maldades". :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Venha de lá essa cronica Rute.
    Continuação de bons treinos.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Vitor: Agora ando preguiçosa para escrever... Lembra-me alguém! :) Obrigada. Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Estiveste na minha (linda) terra :)))

    Fico a aguardar a crónica :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Olha outra...junta-te ao clube dos "morte lentas" a descer...não me digas que tb tens um joelho direito todo desfeito à Mantorras(e "cagufa" tb)????
    E pronto...mada mas é a crónica com muitos ou poucas fotos...malandrice do caraças pá!!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Parabéns! Estás em grande.
    Continuação de boas corridas!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. João: Esta prova teve início e final no Reg.Infantaria nº 15, conheces? Foi simples mas bem organizada.
    Obrigada, beijinhos!

    Carlos: Por acaso quando tive aquele problema da ITB foi no joelho dto, mas acho que é mais cagufa! :) Não entendo estas pessoas que não têm medo de cair e se espetarem contra uma árvore... :D
    Ando preguiçosa com a escrita, é verdade... ;)
    Beijinhos

    Isa: Obrigada! :) Bons treinos para vcs. Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Não sendo eu um grande especialista nem velocista em descidas... posso-te dizer que o truque é deixares o corpo seguir o seu ritmo sem andares a travar... é verdade que te podes esbardalhar logo nos primeiros metros, mas é tudo uma questão de não ter medo e treinar a técnica :P
    E com isso evitas também o impacto de quando se vai a descer a travar.

    Grande prova fizeste tu! :-)

    Beijinho e boas corridas*

    ResponderEliminar
  10. Pedro: Pois, o problema é mesmo esse... "deixar o corpo ir"! Pode correr mal!!! ihihi :) Porque realmente ir sempre a travar é desgastante.
    Obrigada. :) Beijinhos e bons trilhos!

    ResponderEliminar
  11. Nunca se podem deixar as pernas descansar ;) Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Fiona: Às vezes convém... Ihih ;) Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. O Ribatejo...ahhhh, a Menina gostou, desde o Almonda que não larga;).
    Bjs

    ResponderEliminar
  14. jnr: Vide resposta no post acima... ;) Bjs

    ResponderEliminar