19 de setembro de 2014

GNR Trail Sintra

Uma pessoa senta-se num qualquer café no centro da Vila de Sintra e parece que voltou mais de cem anos atrás no tempo. No bom sentido, no sentido romântico, daquela Sintra que era enaltecida na prosa de Eça de Queirós e Lord Byron. É nisso que penso quando estamos sentados a beber café nesta manhã de Domingo, antes de mais uma prova, num café à beira da estrada, onde sinto que a minha t-shirt técnica e roupa de licra destoam e profanam o espaço tão singular, decorado em tons de imaculado branco.
Ainda por cima, ocupam-se as cadeiras livres e o chão com sacos de plástico de uma cadeia de supermercados, que trazemos cheios de bens alimentares para “pagar” a inscrição no trail.

O GNR Trail – Famílias Contra a Violência, teve como objectivo angariar alimentos para distribuir por famílias carenciadas e vítimas de violência e exclusão social. A inscrição era gratuita, com base na recolha de géneros alimentares e a prova consistia numa caminhada de 5km,  com uma vertente mais familiar, e no trail de 10km. Apesar das distâncias “curtas”, quem conhece a zona sabe de antemão que mesmo a caminhada teria um desnível de respeito. Além disso, os 10km passariam pela Quinta da Regaleira. Se não tivesse logo ficado rendida nas palavras Trail e Sintra, todas as restantes razões acrescentariam valor à participação nesta prova.




Às 09h00 dirigimo-nos então para o Largo Rainha D. Amélia, frente ao Palácio da Vila, deixando para trás o café com ambiente de início do século XX, que a esta hora já tinha sido completamente invadido pela restante brigada da licra, tshirts coloridas e sacos de plástico.

Depois de uma aula de aquecimento de Zumba, às 09h30 os atletas do Trail alinham na partida. O GNR Trail não terá carácter competitivo e, portanto, o único registo “oficial” será o das fotos tiradas e números contados pelo gps. Obs: Num trail "curto" não haverá muitas desculpas para pausas para fotos.

A prova começa por percorrer o empedrado da Vila, numa volta circular de cerca de quilómetro e meio que nos faz voltar a passar em frente ao Palácio, onde os atletas da caminhada ainda aguardavam pela sua partida e onde vários turistas interrompem o seu passeio e assistem também à nossa passagem.

Este trail vai incluir bastante estrada e empedrado, creio que pelo menos uns 40% do percurso, mas passa por ruelas tão pitorescas da vila que é impossível não gostar. Foi a combinação perfeita de estrada e serra, onde o único senão era o piso escorregadio devido às chuvas do dia anterior.
Além disso, pela segunda vez pude percorrer os túneis e Poço Iniciático da Quinta da Regaleira como parte de uma prova, e essa é sempre uma experiência que vale a pena.




Desta feita, o trajecto foi feito em ordem diferente: primeiro percorremos a escuridão das grutas e em seguida subimos em espiral pelo Poço, de regresso à luz. O renascimento. Esta sim, para mim, é a ordem "correcta" (e subir as escadas aos 3km de prova custa menos que descê-las aos 20km!).




A partir daí foi sempre a subir até ao Castelo dos Mouros, mais ou menos a metade da prova, onde o nosso percurso se reúne com o da caminhada, antes de se tornar novamente a separar já na descida. Neste local estavam alguns escuteiros a distribuir garrafas de água e barrinhas. Para além da óbvia presença de elementos da GNR, os escuteiros também aderiram em força ao voluntariado nesta prova e não havia curva ou cruzamento em que não estivesse pelo menos um a indicar o caminho (até estava um miúdo sentado na escuridão das grutas da Regaleira, coitado, só para não virarmos na saída errada), apesar do percurso ter estado sempre bem assinalado.


Olha a subidinha do Fim da Europa...

Um ultimo esforço antes de atingir a zona de Santa Eufémia, por onde já tinha andado a correr na quinta-feira anterior, e daí para a frente sabia que seria maioritariamente a descer. Apesar do piso escorregadio em determinados locais, deu para abrir um bocadinho a passada e atingir ritmos a-lu-ci-nan-tes (ligeiro exagero...) já nos últimos dois ou três quilómetros.


O trail termina no Parque da Liberdade, o que exigiu uma última subida final que já não estava prevista, mas que mesmo assim consegui fazer sem ter de andar, acabando por ultrapassar um atleta que tinha passado por nós a voar na descida e que agora ia a caminhar (yes!). Claro que ele depois tornou a ultrapassar-me na descida final, a três metros da Meta (ups!). Momentos de despique engraçados numa prova sem classificações.




Como perdi os satélites na zona dos túneis da Regaleira não tenho os dados certos, mas terão sido entre 10 a 11km.



E como agora a rapariga anda armada em Ultra, achou que 10km eram um treino demasiado curto e conseguiu convencer o amigo a ir correr mais uns quilómetros de “arrefecimento” para completar o treino, mas essa parte já vocês sabem. (Por acaso, depois a meia-dúzia de quilómetros extra na Quinta do Pisão custaram-me bastante, mas essa parte agora não interessa nada!:))

O GNR Trail Sintra – Famílias Contra a Violência, soube posteriormente, conseguiu angariar cerca de duas toneladas de alimentos. Mereceram cada grama, já que apenas com base em donativos alimentares, os atletas tiveram em troca uma prova com organização que não ficou atrás de outras mais experientes, com um abastecimento aos 5km, tshirt representativa do evento e a preocupação no envio de emails prévios com informações detalhadas sobre o percurso e estacionamentos disponíveis.

Mais uma manhã corrida e vivida na Serra Encantada.

18 comentários:

  1. Mas agora é isto todas as semanas???? Porra pá....agora a sério...belo "aquecimento" (461m D+ em 10km já é qualquer coisinha ;)) ....e valeu pelo espirito da coisa, 2 ton de alimentos vai com certeza alegrar uma catrefada de famílias necessitadas, e aliar solidariedade à corrida é apenas perfeito. Bela organização...há por aí muito organização "profissional" que podia por os olhos nesta, não?
    Para ser 100% perfeito no fim deveriam ter tido uma actuação do Rui Reininho e dos compinchas ;)
    Beijinhos e agora é descansar e enfardar pratos de massa e beber cevadas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, esta semana é descanso! ;) Disto assim não parece, mas 461m d+ já é qualquer coisinha, sim! :)
      Este tipo de Organização só prova que quando há empenho não é preciso grandes "luxos" e a coisa corre bem.
      Olha o trocadilho! :P Não sou grande apreciadora de GNR (o Grupo Novo Rock, não a outra :D), mas por acaso conheço quem fosse gostar de um concerto desses! E vinha a propósito, sim. :)
      Enfardar pratos de massa e beber cevadas? Uma semana como todas as outras... ihih ;)
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Uma prova com um bom motivo!
    Agora já estás na curva descendente de esforço rumo ao dia 28, certo?

    Muita força!!!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na curva descendente para tornar a ascender (espero!) dia 28! :)
      Vou precisar, obrigada! ;)
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Bela prova , sim senhora...
    Excelente organização , a provar que com empenho , trabalho e rigor , se faz um evento exemplar , familiar , divertido e acima de tudo , um alerta e uma ajuda social brutal !


    Para mais...
    Concordo em quase tudo com o comentário do senhor Carlos Cardozo lá em cima ! :)
    Principalmente na sugestão musical ! :P

    ...esta por exemplo :

    http://youtu.be/qWy3odxDgDU

    Se me ouvisses a cantar isto , até corrias mais , melhor e mais rapido !! :P

    Parabéns , até voas-te ! ;)

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ihihi :) Não sei se "Morte ao Sol" é a melhor música para se cantar num Trail de Verão... Traz más memórias!!! ;) Mas por acaso neste ainda corria uma aragem fresquinha de vez em quando.
      Ou corria mais rápido ou ficava para trás, alguma das duas... :P
      Foi muito gira esta prova, será que vai haver 2ª Edição?
      Obrigada. :) Bjs

      Eliminar
  4. É sempre bom poder aliar a nossa paixão pela corrida a uma prova de cariz solidário.
    Boa iniciativa! :)

    Beijinhos

    p.s. Arga é já para a semana....AI CA NERVOS!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chegou depressa, não chegou??!!
      Vai ser um espectáculo. ;)
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Uma excelente prova e com objectivos muito nobres.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi sim, Jorge. E correu tudo muito bem.
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Boa razão para voltar a Sintra, se necessidade houvesse de justificações.
    Então esses "ténis" franceses arraçados de alemões são bons?
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos a conhecer-nos... :) À primeira vista pareciam-me uns matacões, mas são confortáveis. Amanhã um último test-run com eles antes do dia D.
      Aqui para nós que ninguém nos ouve, são um bocadinho fancy para mim, mas se me levarem ao colo em Arga, é casamento para a vida! Ihih ;)
      Bjs

      Eliminar
  7. Desporto e solidariedade, uma grande combinação!
    E sendo em Sintra é sempre uma prova linda.

    Força para Arga!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida!
      Beijinhos, força para vocês também!

      Eliminar
  8. "Epah" este trailzinho vai ficar na minha agenda. Para quem quer começar deve ser fixe. Muito bom.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, se houver segunda edição recomendo a toda a gente. Impecável.

      Eliminar
  9. P.S. Ainda por cima com passagem na Quinta da Regaleira... tantas noites simpáticas... ah memórias :p

    ResponderEliminar