20 de maio de 2015

Uma aventura nocturna

Há semanas tão difíceis que não se pode esperar pelo fim-de-semana para terapia na natureza. É por isso que, em algumas sextas-feiras, sigo para Sintra e termino o dia cheio de magia. E Travesseiros (que são magia para o paladar).

Como, neste caso, se inicia o treino já bem depois das 19h, é normal este prolongar-se noite dentro ou, pelo menos, não é anormal ver o pôr-do-sol.

Cores do Palácio da Pena ao fim do dia.

Desta vez, ao iniciar a descida pelo Castelo dos Mouros, tinha noção de que esta zona do Parque de Sintra encerrava à noite, mas não tinha a certeza da hora. Mas também pensei que não fechassem os portões ou, em último caso, desse para saltar ou sair por outro local. Assim sendo, depois do aquecimento feito a subir desde S. Pedro, iniciámos a descida das escadinhas até à Vila.



Apesar de ser a descer, esta é uma parte que não dá para grandes corridas, devido às muitas escadas, troncos e pedras a que temos de estar atentos, sobretudo quando a iluminação já começa a ser escassa. Além disso, ainda se teve a ideia gira, em teoria, de subir uma enorme rocha para “ver o pôr-do-sol lá de cima”, mas a rocha acabou por se revelar mais difícil de escalar do que parecia e acabou por se perder alguns minutos. O certo é que, quando chegámos ao parque das merendas, os portões já estavam fechados… O Parque encerrava às 20h e os portões eram demasiado altos para saltar. WOMP WOMP…
Conhecia outra saída e foi para lá que nos dirigimos, mas essa também estava fechada e tinha um portão ainda mais alto!

Por enquanto esta situação estava apenas a causar imensa graça. Quando, à terceira tentativa de “fuga”, batemos novamente com o nariz na porta, os risos já começavam a ser mais nervosos, até porque entretanto tinha ficado de noite.



O que vale é que se tinha levado uma lanterna. A solução foi voltar tudo para trás e sair pela zona do Castelo, que estaria fechada também, mas cujo muro já é mais baixo.

A ficar escuro...

E foi assim que tivemos de tornar a subir tudo o que tínhamos descido, o que resultou num belo treino com 650D+ para 11km mas também me causou alguns sobressaltos cardíacos, nomeadamente quando ouço o roçagar numas ervas ao meu lado, que se veio a revelar ser apenas um gato, mas em que vi logo a minha vida a andar para trás, já a imaginar-me protagonista num vídeo à la Blair Witch Project, a chorar baba e ranho enquanto me despedia dos meus familiares e amigos.

Cada vez mais escuro (e ligeiramente assustador)
"Isto é giro!" (E assustador.)

Eventualmente lá conseguimos escapar (estar “fechado” ao ar livre é estranho) e terminar o treino de regresso a S. Pedro já por caminhos livres, mas igualmente escuros.



E assim se passou mais uma corrida-aventura. Com tantos momentos assustadores em que os batimentos cardíacos estiveram no topo, isto quase que correspondeu a um treino de séries, certo? J

19 comentários:

  1. https://www.youtube.com/watch?v=Nba3Tr_GLZU

    Aliás, acho que já conheces :)

    Mas...nem um canideo ameaçador? pff

    Bjs (e abraços)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, conheço. :) E é muito adequado até porque, nestes casos, o maior medo a enfrentar é o nosso próprio medo (muito profundo e provavelmente sem sentido, mas diz que sim, sff :) )
      Por acaso cheguei a temer que soltassem os cães depois de fecharem os portões, mas não. Pelo menos não apareceu nenhum pelo caminho!
      Bjs

      Eliminar
  2. Claro que conta! Eu só fui para esses lados de Sintra uma vez e por acaso foi para fazer um peddy-paper ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo apoio! ;) Tens de voltar, merece a visita.

      Eliminar
  3. Eh eh eh, que aventura! :)

    Tudo está bem quando acaba bem e, assim, serve para rir

    Gostei dessa do preso ao ar livre :)

    Beijinhos e continua a deliciar-nos com as tuas aventuras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, lá rir, ri-se muito! Os abdominais ficam bem exercitados. ;) Mas aquela Serra à noite mete respeito! :)
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Eu tenho "um amigo" que foi uma noite fazer um treino em Sintra e "sem querer" chegou a esse mesmo portão. Obviamente estava fechado mas com alguma ginástica passou por baixo do mesmo embora outros "amigos" tenham passado por cima... :)
    Agora que já treinas à noite e neste post ainda ninguém falou no assunto... há uns treinos muito giros todos os dias às 6h em Monsanto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ihihih Por baixo deste portão não dava! Acho que sei de qual portão falas, mas esse era se tivéssemos seguido por outro caminho (direita) junto aos Mouros. Realmente seria mais fácil.
      Lol A sério?! Nunca ouvi falar nesses treinos!! :P (Por acaso não sabia que eram todos os dias)

      Eliminar
  5. Meninos da cidade...pffff.... :):):)
    Beijinhos

    P.S. foi mas é um belo de um treininho ... 650mD+ em 11km ... muito bom ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Meninos da cidade..." não! É Sintra! Passam-se cenas estranhas no bosque de Sintra à noite, toda a gente sabe... lol "Hádes" cá vir, e depois quero ver os "meninos da cidade"!! :P
      Por acaso pensei logo que teria um bom ganho de elevação e, o melhor, com a adrenalina quase nem senti! :D
      Beijinhos

      Eliminar
  6. eheheh Sintra já é ameaçador durante o dia, com aqueles musgos agarrados a raízes e pedras estranhas, quanto mais a escurecer! É como dizes, cena à Blair Witch :)

    Boas corridas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os x-files místicos de Sintra. :)
      Obrigada, boas corridas!

      Eliminar
  7. ahahahhhahhahaahahhha brilhante!!!!
    Adorei!!!!
    Foi um treino super emocionante!!!! Esses batimentos cardíacos ao máximo ehehheh
    O que me ri!!!
    Eu nem faço ideia do que sentiste quando estavam-se a esgotar as alternativas heehheh

    Um treino assim é super giro!! :) Também quero eheheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é "giro"... ;) Um dia destes combinamos e vens também.
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Cada semana, cada aventura Indiana...
    700m em 1 kms é puxadinho!
    Os travesseiros deveriam ser ingeridos 45 minutos antes da corrida para queimar...
    Bom, continuação de boas aventuras por aí.
    Bjn

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Às vezes os travesseiros são ingeridos antes, às vezes depois, às vezes durante! :) Desta vez foi a meio do treino (quando se passou junto à Periquita). E bem que fez falta!
      Bjs, boas aventuras!

      Eliminar
  9. "mas também me causou alguns sobressaltos cardíacos, nomeadamente quando ouço o roçagar numas ervas ao meu lado, que se veio a revelar ser apenas um gato, mas em que vi logo a minha vida a andar para trás, já a imaginar-me protagonista num vídeo à la Blair Witch Project, a chorar baba e ranho enquanto me despedia dos meus familiares e amigos."

    Compreendo-te tão bem!!!

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :)
      Também adepto dos trails nocturnos? ;)

      Eliminar
    2. Ehehehehe, nem por isso, começo logo a stressar com os pequenos barulhos da natureza! Se for sozinho então, acho que fico propenso a ataques cardíacos.

      :)

      Eliminar