17 de março de 2016

O nevoeiro de Santa Eufémia e o sol no treino Serra & Mar

Adivinhem aonde tenho voltado?...


Uma vez por semana, até se tornar fácil. Aviso quando isso acontecer. ;)

E adivinhem quem estava lá novamente "à minha espera"?


Levantou-se quando cheguei ao pé dele e até me deixou fazer-lhe uma festinha (da última vez não tinha deixado) mas, quando o chamei para continuar a subir comigo, ele ficou a olhar e deve ter pensado "Naaaaa... Vai tu, que eu já treinei tudo hoje!", e tornou a deitar-se.

Entretanto, como os deuses da Serra de Sintra querem sempre enviar-me companhia nesta minha luta das rampas, mais à frente encontrei um faisão. Ele ficou assustado e um bocado atarantado sem saber onde se esconder. Corria bastante nas subidas, haviam de vê-lo, limpava o recorde de km vertical a qualquer craque dos trails! Mas uns metros depois cansou-se, e achou que o melhor era tentar fundir-se com a paisagem e passar despercebido.

Conseguem encontrá-lo na foto?

E eu continuei sozinha até ao topo.


Onde fiz uma paragem para respirar e atirar-me para as escadas a descansar, junto ao cruzeiro.


Estava nevoeiro, portanto, desta vez,  não dava para me distrair com a paisagem.


Sendo assim, distraí-me com a História.

Santa Eufémia da Serra - Berço Pré-Histórico de Sintra.

Sabiam que Santa Eufémia é um dos mais antigos locais de povoamento humano da serra de Sintra? Cerca de 4000 a.C.! (Também não sabia mas, graças a este dia de nevoeiro que não me deixou ver as vistas, fui investigar.)

A névoa pode não deixar ver grande paisagem, mas resulta em fotografias fantásticas do bosque. Estas eram as minhas vistas a descer...



Passei por uma fonte de regresso a São Pedro, porque nunca levo água comigo nesta volta. No primeiro treino que fiz, deixei uma garrafa de água no carro e passei por lá antes da segunda subida, mas assim é mais prático e é garantia de que a água está fresquinha.


7km e 465m D+.  Não tinha tempo para mais, mas foi um treino bem durinho para mim.

Já voltei três vezes a Santa Eufémia e, curiosamente, este está a tornar-se um dos meus treinos favoritos da semana e aquele pelo qual mais anseio. Custa-me, sinto-me confiante para logo a seguir começar a duvidar, praguejo, rio-me... Mas tenho a certeza de que me fará mais forte, e estas corridas serão uma boa memória desta viagem até ao OMD.


E no fim-de-semana, num dia completamente diferente, com o céu azul e sol a brilhar, foi altura de voltar ao mar.

Partida de Malveira em direcção ao Guincho.

Por quintas...

... e bosque.

Serra de Sintra à espreita.

Quase a chegar ao mar...

Já se avistam as dunas.

Chegando à praia gosto sempre de me descalçar e correr um bocadinho descalça. É também uma boa desculpa para poder testar a temperatura da água, que estava quentinha como a arca frigorífica de um esquimó. O que até é bom, já que perdendo a sensibilidade das pernas deixamos também de sentir as dores musculares.


Depois, de volta às arribas...


... atravessando a pedregosa Praia do Abano...


... de novo em direcção à serra, através dos percurso pedestres assinalados.



Com 1 hora de treino, tempo para um desvio até um excelente balcão da natureza com vista para o mar,


onde se fez o primeiro pitstop para abastecer.


É raro tomar géis em treinos (e também começa a ser raro tomá-los nas provas) e aproveito estas pausas para testar a reacção do organismo a diferentes alimentos. Em termos de barritas, que é capaz de ser o que como mais, já experimentei de quase tudo, desde daquelas de marca, às mais baratas, e até caseiras. Desta vez, levei para experimentar aquelas frutas desidratadas que agora se vê muito à venda nos supermercados. É uma maneira diferente e mais prática de consumir a fruta, mas não sei se fiquei fã, sobretudo do preço.

Depois de recuperar as forças, upa para a subida que se segue!


Passando a Biscaia, percorrendo um bocadinho da estrada nacional, subindo a famosa rampa cimentada da Corrida Entre Serra & Mar e seguindo os estradões na direcção da Peninha, até virar novamente para a Malveira.



Um treino circular, com um bom desnível, completando mais um longuinho de fim-de-semana.

O que costumam comer nos vossos treinos mais longos?


29 comentários:

  1. Nada!
    Macho que é macho nem água leva!

    Ok, andam a faltar-me longos...normalmente quando os fazia levava barritas e a banana; cliché eu sei.

    Gosto muito das PowerBar mas também despacho tudo...

    Gostei de ver mais uns treinos bem giros.

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lol :) E bebe água das poças e riachos, como nos comandos? :P
      Pois barritas e banana também é o que mais como nos treinos. Banana há sempre nos abastecimentos das provas, por isso é coisa que não tenho de me preocupar em levar comigo (e ainda bem, porque são pesadas). :)
      Da PowerBar há umas que são mais fáceis de mastigar, choc & peanut butter, que às vezes comprava.
      Bjs

      Eliminar
    2. Mentira ... ele nunca fez longos!!!! ;)

      Eliminar
    3. Paraquedistas, Menina!

      Comandos, pff.esses são lá para a Carregueira, percebo a confusão;)

      Água da chuva, claro!

      @SrPerneta: Já fiz já! Agora é que não estou a encontrar o treino, o SportsTracker zangou-se e...opah tudo com mais de 400METROS é loongoooo. Hmphpf...amigos da onça.

      Eliminar
    4. E quando não chove??! :P

      Eliminar
    5. A L M O N...espera...esqueci-me...PDI...ou desidratação? Aquela poça afinal não era água, bem me cheirou...D A

      Eliminar
  2. Mines e Sandes de presunto com ovo a cavalo ... da última vez a DªAlice devia achar que estava muito magrinho e colocou-me dois ovos estrelados em vez de um ... nham, delicia ... 3 sandes destas, 2 mines, 1 Coca-Cola, 1 água, 1 saca de batata frita das grandes e uma "receita" para o Bininho (figura típica que faz parte da mobília do tasco da Dª Alice) ... € 9,80 ... o preço de 3 ou 4 géis .... comigo levo sempre géis e barras, e uns frutos secos.. mas muitas vezes só como uma barra e os frutos secos... tb tenho que referir, que o pequeno almoço antes dos treinos longos é reforçado, papas de aveia, banana e muitas vezes uma bola de Berlim e um café :) ... é caso para dizer, comer pró cara...go!!!
    Quanto ao resto da posta, não vi, nem li nada... estou enojado ;)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa vai ser a estratégia alimentar para o CCC? :P A tua nutricionista lê estas coisas? Depois vai para a consulta dizer que comeste duas folhas de alface e uma fatia de fiambre de peru... ;)
      Também costumo comer aveia e banana ao PA, nos dias de treino longo. Mas eu gosto mesmo é de uma torradinha! :)
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Ele está enjoado mas não é da posta, é do que comeu!

      Eliminar
    3. Torradinhas com manteiga .... hmmmm ... e regueifa azeda quentinha com manteiga .. uhuuu ... vai uma inteirinha. A minha nutricionista vai-me matar quando eu lá colocar os pezinhos (e a barriguinha e tudo o resto).

      Hélder Jorge - não estás a fazer uma amigo com essas boquitas, não estás não !!!

      Eliminar
    4. HAHAHAHAHAHAAAAAAAAAAAAAAAAaa

      Eliminar
  3. Barritas que compro no Amor Bio na Praça de Alvalade. Eles têm montes de variedades diferentes e assim nem dá para enjoar dos sabores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sabia que terias uma sugestão saudável. :)
      Correu bem Vila de Rei?

      Eliminar
    2. :)
      Vila de Rei vendo pela média q fiz (6km/h) foi mais andou bem do que correu bem :) mas foi bom pois cheguei ao fim ainda com algum combustível no depósito e assim deu para continuar a treinar esta semana.
      Beijinhos.

      Eliminar
    3. Se chegaste ao fim com combustível, é um bom sinal para Junho. :)
      Beijinhos

      Eliminar
    4. Só fiz a prova de 45km (com o dorsal de um amigo que está lesionado)
      Tenho de treinar mais :) as horas que eu já passei a pensar no raio da prova de junho heheh

      Eliminar
    5. E eu que terminei hoje o TSL e só pensava que, se fosse o OMD ainda me faltavam quase mais 50km!!! :0 :D
      O melhor é não pensar... :)

      Eliminar
  4. Que fotos espectaculares acompanhadas de um excelente texto!

    Abastecimentos em treino:
    Até as duas horas nada, nem água e treino em jejum bem cedo! Foi assim que me ensinaram para habituar o organismo as mesmas condições que vai encontrar numa maratona! (claro que não se pode ir correr em jejum duas horas de repente que dá asneira! Tem que se treinar isso gradualmente e com calma).Em treinos mais longos normalmente apenas bebia água só que não os fazia em jejum mas também raramente os fazia superiores a 3 horas. Lembro-me que quando fiz um treino de teste com 4 horas para as 12 horas de Vila Real de Santo António em 1987 fui bebendo água em fontes e chafarizes e lá mais para a parte final do treino apareceu-me o meu tio com uma banana que me soube pela vida. Enfim sou um corredor de pouco alimento mas também não faço esses grandes treinos longos dos corredores de ultra tail da actualidade. Mas até ás duas horas de treino acho um perfeito disparate fazer abastecimentos, no máximo água e mesmo essa só quando as condições atmosféricas o exigem. Ao fazer abastecimentos em treinos de duas horas perde-se uma importante característica desses treinos que é precisamente "educar" o organismo a trabalhar em determinadas condições de carência e até ir buscar reservas que está pouco habituado a usar. Das duas horas para cima já implica outros cuidados a nível de abastecimentos em treino. Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela partilha, Jorge.
      Eu, ao fim de uma hora a correr já estou cheia de fome. :D Geralmente, quando tomo um bom PA aguento umas 2 horas, mas nunca mais que isso. Levaria muito tempo a acostumar o meu corpo ao jejum, se fosse o caso. :)
      Água gosto sempre de levar comigo, a não ser que conheça a zona e saiba onde ficam as fontes e chafarizes.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Esse canito deve ser o dono territorial desse local :)

    Em treinos longos apenas bebo água. Reservo geis e alimentos para a prova para fazerem a diferença (claro que há sempre um treino excepção para testa-los).

    Beijinhos, boa continuação de treinos (gosto dessa persistência até bater certo) e não ligues à pergunta que fiz via mail da Vila de Rei (fiz confusão)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem uma bananinha? :) Se vou correr mais de 2 horas tenho de levar qualquer coisa.
      Obrigada, espero que dê frutos. :)
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Nem uma bananinha. Mesmo nos treinos de 30 km, onde demoro cerca de 3 horas e 20 :)

      Eliminar
  6. Que bela posta !! :)
    Boa continuação...a santa não faz "prisioneiros" nem tem piedade !!
    ...é chegar lá e dar-lhe forte ! :D

    Eu nem pequeno-almoço tomo !! ...é á besta mesmo.
    Tenho a teoria de não comer muito nem nas provas , quanto mais nos treinos...
    Comigo resulta, mas é preciso cuidado e bom-senso...já não o tive por 2 ou 3 vezes e ía acabando mal a historia !!

    Sempre muita atenção a isso...e cada um é como cada qual...o que é bom para um pode ser o pior para outro.
    Aqui não á conselhos "certos" , á experiências pessoais que se trocam e depois , adaptamos o melhor possível á nossa carcaça . :P

    No meu caso , o "segredo" é não ligar o "complicometro" !!
    ...até porque o maior "obstáculo" é a nossa cabeça ! (mas isso é tema para outra "discussão" ) :)

    Continuação de boa Santa Eufémia ! :P
    bjs
    ajb

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ihih verdade, a Santa não faz prisioneiros. Até porque, sendo Santa, tem de ser misericordiosa. ;)
      Eu, como sabes, preciso de muito alimento! Lol :) A não ser em algumas provas, quando estou agoniada, mas isso é mau sinal...
      Cada qual deve fazer aquilo que melhor se adapta a si, mas isso exige sempre teste e erro.
      Obrigada.:)
      Bjs

      Eliminar
  7. Olha tem piada que eu estou a fazer o caminho inverso.. Deixei de tomar geis ou barras durante muito tempo, mas agora ando a habituar-me a comer uma coisa ou outra de hora a hora. Estou convencido que a falta de alimento pode ser uma lacuna grande nas provas muito grandes, às vezes demoramos muito entre abastecimentos! O que fazes, levas comida a sério para ires comendo?

    Tenho treinado algumas vezes em Sintra, mas acho que nunca fui a essa Santa Eufémia! Quer dizer, também só vou sabendo os nomes pelos segmentos do Strava, mas não me lembro de ver esse!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Levo barrinhas, frutos secos e gomas. Levo também géis por descargo de consciência, mas a maioria acabo por não conseguir ingerir, é demasiado doce, deixa-me agoniada.
      Santa Eufémia fica mesmo na entrada de Sintra, quem vem da ic19. É mais perto de quem vem da vila do que da Serra, embora tenha ligação.

      Eliminar
  8. Eu alimento-me do Sol, dos perfumes da floresta e da terra humida, dos sons dos passaros, e do sal transportado pelo vento. É tudo o que preciso... e levo géis para não me dar uma patareca que uma vez me deu num treino de 30 kms que parecia estar a correr comouma menina :p

    Bons treinos e boas provas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alimentas-te de poesia. ;)
      Se corres 30km já corres como uma menina grande. :P
      Bjs e bons treinos!

      Eliminar