11 de maio de 2016

Pelos Montes Saloios (agora sim, versão completa!)

No fim-de-semana a seguir ao Montejunto Trail senti necessidade de fazer um treino sem pressões de distância, tempos ou altimetria. Como o dia estava bonito, resolveu-se voltar ao percurso dos trilhos da Costa Saloia que,  da última vez, não tínhamos completado devido ao mau tempo. Dessa vez, também devido ao mau tempo, não se tirou nenhuma foto, portanto hoje levam com uma carrada delas, para compensar. :)

Depois do café da manhã em Colares, segue-se para Mucifal, onde se estaciona o carro, junto ao campo do Mucifalense. Por aí, segue-se o caminho dos pinheiros que se dirige para a zona de quintas, afastando-se da localidade e deixando a serra de Sintra para trás.

Contornos do Palácio da Pena ao fundo, no monte.

Alguns trilhos com alguma pedra a ladear as quintas mas, sobretudo, muito estradão para ir calmamente a rolar e observar as cores da Primavera.


Cerca de 3 ou 4 kms depois, cruza-se a estrada nacional, atravessamos umas quintas onde, da última vez, estava um tractor a lavrar a terra e onde nos deparámos com a cobra e, poucas centenas de metros à frente, estamos no campo.


No campo, mas com umas quantas sanitas (!!!) que por ali pululavam quais cogumelos selvagens no meio da vegetação, não vá algum transeunte dar-lhe a vontade. :) Enfim, curiosidades com que nos deparamos na natureza.

Pode dar jeito nunca se sabe...

Tirando o pinhal ao início, o treino estava a ser muito exposto ao sol, com apenas umas árvores aqui e ali a fazer sombra.


Por volta dos 7km já se começa a vislumbrar uma nesga de mar ao fundo, para onde o trajecto se começa agora a encaminhar.


Entretanto, continuamos a percorrer os montes saloios, com as suas cores, cheiros e animais.




Sempre num percurso muito rolante, com o ocasional carrossel de subidas e descidas.


Aos 11km uma pausa para um ligeiro abastecimento à sombra, junto a uma vinha, enquanto se estudava o restante trajecto a seguir.


Daqui para a frente, até ao mar, iremos sempre a seguir a Ribeira da Mata, que nesta zona ainda não passa de um ribeiro com pouco caudal, mas que começará a alargar na aproximação à praia. Num dia quente, é refrescante seguir a ouvir o barulho da corrente.


Atravessando novamente a nacional, damos com a GR11, que conduz ao Magoito. Seguindo a placa, faltariam apenas 1,5km mas, depois de confirmar no gps, viramos para um trilho à esquerda que se afasta do estradão e segue junto à ribeira.


Era um trilho, em algumas zonas, já um pouco bloqueado devido à vegetação, o que significa que não tem sido muito percorrido, mas que se veio a revelar uma descoberta fantástica. Incrível o que às vezes temos tão perto de casa sem saber.


Este trilho, como já referido, seguirá sempre junto à Ribeira da Mata até à sua foz, na Praia do Magoito e é verde e fresco, com muitas árvores e, viemos a descobrir, até uma pequena cascata!



Pelo que pesquisei depois, penso que se trata da cascata do Magoito, ou cascata da Mata. Não sei se terá muita água nos meses mais secos mas, por agora, e não sendo tão grande e imponente como as cascatas de Anços ou de Fervença, serviu para refrescar as pernas e serviria também para um duche, caso estivesse ainda mais calor. :) Inclusive, esta água, pelo menos à primeira vista, parecia-me mais límpida do que a das cascatas acima referidas.


E continuamos, sempre a cruzar a ribeira e já sem problemas em molhar os ténis.


"Ao passar a ribeirinha pus o pé/ molhei a meia/ pus o pé..." :)

Depois de atravessar uma zona de canavial começamos a apanhar muita areia, o que significava que a praia já não devia estar longe.


E lá estava ela!


Entramos num pinhal que me pareceu que deve ser zona de merendas no Verão, mas que também é muito frequentado pelo pessoal do motocross e moto 4, como dava para perceber pelas autenticas pistas.


Este piso, cheio de areia, era muito escorregadio, pelo que, na foto seguinte, eu não caí nem me estou a rastejar alcoolizada, estou apenas a subir com tracção às quatro rodas. :)


(E eu sei que desta perspectiva não se percebe, mas era uma parede muito inclinada, sim?! Não gozem...)

Nesta área de pinhal perdemos um bocado o gps e não seguimos exactamente o percurso da prova mas, o importante, é que fomos dar à Praia do Magoito na mesma.


Fizemos um pequeno desvio até ao areal, antes de começar a subir até ao marco geodésico que se via lá em cima. Esta foi a parte do treino com a maior subida.


Chegando ao pinoco, estava um vendaval enorme, pelo que não foi possível ficar lá em cima muito tempo e tirar umas fotografias à paisagem, que era muito bonita.


Foi aqui que, devido ao vento, entrou-me areia ou qualquer cisco para um dos olhos e não saía. Como uso lentes tornou-se um caso complicado, porque não podia esfregar ou tirar a lente, e continuar sem ela estava fora de questão pois não queria fazer a zona das arribas, que se aproximava, metade cegueta! Depois de muito choro (do olho esquerdo) e paciência, lá se resolveu, mas serviu de alerta para ter de andar com um frasquinho de colírio na mochila para limpar as lentes. Vai fazer parte do material a levar no OMD. Sempre a aprender.

Imaginem fazer esta descida cheia de pedra com a visão reduzida...


Entretanto, crise ocular resolvida e deixamos para trás a Praia do Magoito,


passando em seguida a Praia da Aguda,


e atravessando as Azenhas do Mar, descendo quase até ao areal para em seguida subir as escadas até à sua saída.

Pouco antes de chegar à Praia das Maçãs o percurso afasta-se da costa para seguir novamente em direcção ao campo, percorrendo o pinhal de Janes até chegar ao Mucifal.


Apesar do pequeno engano no percurso antes de chegar ao Magoito, conclui-se o treino com os 25km da prova oficial.



Foi um bom treino, que incluiu campo e praia, ribeira e mar e a descoberta de novos locais. Soube bem correr pelo prazer de correr, o que estava a precisar para recuperar a moral.

O treino que se seguiu, e último longão, foi igualmente muito bom e incluiu também muita água mas, desta vez, caída do céu... aos potes! 40km feitos num dia de grande temporal. "É só malucos!" Também haverá uma crónica sobre ele.

Bons treinos!

21 comentários:

  1. Mas que excelente treino e que fotos tão bonitas!
    Quanto as sanitas é um autentico atentado ambiental mas brincado com uma situação grave eu diria que o Carlos Perneta Cardoso se iria sentir em casa nessa zona! :) Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheh... Aqui entre nós, que ele não nos lê, também foi logo o primeiro atleta de quem me lembrei! :D Porque será?... :)
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Seja porque motivo for, fico sempre muito contente por se lembrarem de mim. Tb gosto muito de vocês :) :) :)
      Abreijos

      P.S. Estou com este blogue bloqueado até final da semana, por isso nem li, muitos menos vi estas fotos mete-nojo de treininho maravilha e por isso não comento. Além disso, estou há meses à espera que me convidem para um treininho e nada :P ... mas ver sanitas e lembrarem-se de mim, isso sim, é de amiga(o)!!! Deixem-se andar ...

      Eliminar
    3. Foste tu que criaste essa fama para ti próprio! :P Agora aguenta!:)
      Quando vieres a Lisboa, ficaremos muito contentes de te levar a este e outros locais para adicionares ao teu mapa de adubação. Ihihih... ;)
      Beijinhos

      Eliminar
    4. :):):) engraçadinha ;)
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Bonito treino.
    Já falta menos de um mês para o OMD!!! É caso para dizer...OH MEU DEUS! =p
    Estás a treinar bem, continuação de bons treinos.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh meu Deus, mesmo! Para onde foi o tempo??
      Uma pessoa acha sempre que podia treinar mais, mas vai ter de dar!:)
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Menina...não, neste caso é miuda, tu usas lentes de contacto e andas sem colirio ou soro fisiológico?????

    Andam uns pais a criar uma filha para isto!!!!

    Não brinques com coisas sérias, ok!

    E para o OMD faça favor e leve também os óculos, em caixa rigida!

    E caso não sejam lentes descartáveis, a caixa das lente e liquido para as colocar, ahhhhhhhhhh, pois é!

    Tenho que mandar mail à organização para incluir isso no TEU material obrigatório a ser fiscalizado??

    Posto isto...e já que me passou o choque, belo treino e belas fotos!

    É incrivel como temos tanta beleza tão perto de nós e muitas vezes nem o sabemos ou damos o devido valor.

    Nõa vou fazer piadas fácies, pois não havia bidés.

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou um bocado, digamos "descontraída", em relação a essas coisas. Também não costumava levar dinheiro nos treinos, até me perder e ter de apanhar um táxi (ah, espera, isto foi uma amiga.... :P). Das lentes já tinha pensado levar umas suplentes para a prova, mas em treinos nunca me preocupei, porque não são assim tantas horas. Agora já tenho umas mini-ampolas de soro fisiológico na mochila. ;)
      Por acaso, lá pelo meio, acho que havia um ou dois bidés!:D E o mais insólito é que pareciam loiças novas, como se alguém tivesse feito uma grande encomenda e depois mudasse de ideias e as largasse ali no meio do campo! Enfim... Arte abstracta? :)
      Bjs

      Eliminar
    2. O jnr tem muita razão em sugerir o par extra d elentes.

      Eu fiz isso numa prova (Estafeta Cascais - Oeiras - Lisboa) em 2012 creio e ainda bem que o fiz. Havia de ser giro, sem as minhas 11 dioptrias dar com o Mosteiro dos Jerónimos... o mais certo era ter ido parar à Batalha.

      Eliminar
    3. Elá, com 11 dioptrias, sem lentes, é quase um morcego!:) Eu não é tanto, em estrada até conseguiria correr bem sem uma (ou as duas), mas em piso menos certo nem pensar. Tinham de mandar uma equipa de socorro resgatar-me. ;)
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Tal como há dias em que nada sai, há a vez a seguir a um mau dia e que, normalmente, é um grande e feliz dia, como foi o caso.

    Beijinhos e força, muita força para a grande jornada! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E a uma prova menos boa segue-se uma espectacular, não é??!!! ;)
      Obrigada, João!
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Mas que paisagens espectaculares! Pena é ser tão longe da minha "parvónia", senão...
    Beijinhos e muita força para a próxima aventura!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fica um bocadinho fora de mão, sim. :) Mas para o Verão é um bom treino, enquanto a família fica na praia... ;)
      Obrigada!
      Beijinhos

      Eliminar
  6. 1 - As tuas fotos são lindas, quase tão boas como as minhas, mas já sei que vais dizer que as minhas levam Photoshop.

    2 - Escreves demasiado, tu e o perneta, assim não tenho tempo para escrever sobre o Gerês. Vocês obrigam-me a procrastinar.

    3 - Adoro esta zona, não só pelas corridas e pelas paisagens, mas também pelos bolos. Já me tinham falado naquela cascata mas nunca lá fui.

    4 - Mais uma excelente descrição de treino, a sanita pode ser útil se algum perneta passar por lá (estou a ler o texto dele no folder ao lado). Mas não teve muita altimetria, pois não?

    Bjn e boa preparação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 1- Claro que não levam photoshop! São é retiradas da net... :)
      2 - Estive 2 semanas sem escrever, tenho muito para actualizar!
      3 - Acho que há uns bolos típicos de Colares, mas eu nunca comi. Eu é mais travesseiros!:)
      4 - Não tem muita altimetria, não. Acho que nem chegou a 600m D+, mas podes sempre descer as arribas até às praias e acrescentares mais uns metros. :)
      Bjs, obrigada.

      Eliminar
    2. Tb tu Brutus??? ... pfffff ... com amigos destes, quem precisa de inimigos? Um dia ainda vos apanho todos juntos - não vai ser bonito de se ver, não vai não ;)
      Abreijos

      P.S. Não sou eu que estou a comentar aqui, é um Robôt ... eu não leio esta posta!!

      Eliminar
    3. Eu só estou a zelar pelo teu/nosso bem estar. Traz toalhetes para bébés, just in case.

      Eliminar
  7. Que bela zona!
    Tenho para mim que este percurso , ou pelo menos uma grande parte dele , dá um belo "quintal" para treinos de "natureza" diferente Seja , rampas , fartlek ou lá como chamem a isso , e cardio e coiso...depois têm areia , temos agua , temos pedra , estradão , é só escolher...e as vistas são uma maravilha. :)

    Por acaso , esses "cogumelos" tambem me fazem lembrar logo um velhadas tripeiro , que até já se acusou todo...
    ...é certinho , sempre que vejo algo dessa temática misturado com corrida ou o assunto vem á bailá , é logo do perneta mais conhecido das internetes que me alembro.
    É fixe ter amigos famosos destes !! :P

    Boa continuação de treinos espectáculo destes :)
    bjs
    ajb

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se ligarmos Sintra a aqui, dá uma bela ultra!:)
      Quanto ao amigo famoso, tenho a certeza que ele aprecia e fica sensibilizado sempre que alguém se lembra dele por associação a este tema... :D
      Brjs

      Eliminar