8 de novembro de 2016

Das ultramaratonas à Maratona

E eis que, três anos depois da minha última prova de estrada, fiz uma Maratona.



Um mês antes:
- "Surpresaaa! Inscrevi-te na Maratona do Porto!"

Alguém que, a tão pouca distância do evento, vos faz uma surpresa destas, é:
a) alguém que tem plena confiança nas vossas capacidades e quer proporcionar-vos um dia feliz;
b) alguém que serve uma vingança fria e vai gostar de vos ver a penar durante algumas horas;
c) ambas as respostas acima poderão estar correctas.
Respondam nos comentários.

Sei que o meu percurso não é o mais convencional, já que fiz 15 ultras, incluindo uma de três dígitos, antes de participar na "prova mítica". No entanto, como já uma vez escrevi por aqui, correr uma Maratona nunca foi um sonho meu. Não era algo que estivesse completamente excluído, mas era uma ideia constantemente adiada. Tinha feito apenas duas meias-maratonas de estrada quando comecei a participar em provas de trail e, desde que descobri os trilhos, todos os meus objectivos se viraram para aí. É nos trilhos que me sinto mais livre, mais feliz e, embora não tenha sido intencional, os anos foram passando e nunca mais tornei a participar numa prova de estrada. Inclusive, não fazia treinos longos em estrada há - literalmente - anos.

A ideia de participar na Maratona do Porto foi primeiro abordada numa conversa pouco depois do OMD. Sem nenhum outro objectivo até ao final do ano, e ainda a alguns meses de distância, parecia uma boa altura para, finalmente, estar presente na prova de que todos falam. Mas não fiquei convencida. Na minha cabeça, só fazia sentido fazê-lo por paixão, por uma enorme vontade, e, honestamente, isso eu não tinha. Depois, com a rebaldaria total de treinos que se revelaram os meses seguintes, a ideia foi completamente posta de parte. Ou assim pensava eu...

E é assim que, cerca de um mês antes, me vejo confrontada com a possibilidade real de estar presente. Só tinha duas opções: não ir, ou ir, e aguentar-me à bronca. (Bom, ok, tinha sempre a opção de encurtar para a Family Race).

Nesse espaço de tempo fiz dois treinos "longos" em estrada, de 21 e 22 km, só para testar se ainda aguentava correr sempre a um ritmo certo e contínuo, e pouco mais. Óbvio que não foram treinos suficientes, nem significativos. Sabia que não estava preparada para competir na Maratona (e, por "competir", entenda-se dar o meu melhor) mas também não o faria levianamente. Os anos e muitos quilómetros de base deixavam-me, talvez, preparada para participar. Era a isso que tentava agarrar-me. Mas sabia também que tinha, pelo menos, uma coisa a meu favor: a minha capacidade de aguentar várias horas de sofrimento. É, as ultras fazem-nos isso!

Portanto, foi esse o espírito com que fui para o Porto. Sem expectativas, sem pressão. Iria agradecer o presente, desfrutar da festa da corrida e, quando a dor aparecesse - e sabia que iria aparecer, mais tarde ou mais cedo (eu esperava que mais tarde) - tinha de cerrar os dentes e aguentá-la.

E não é que correu bem?!


35 comentários:

  1. Mas que bela prenda.

    Pelos comentários já ia dando para perceber que pelo menos iam comer uma francesinha, aproveitaram e correram uma maratona!

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem uma francesinha comi!:( Apesar da prova ter corrido bem, o dia anterior foi muito stressante e isso alterou bastante os planos. Fica para a próxima. :)
      Podia ter sido um presente envenenado (lol), mas felizmente estava num "dia sim".
      Bjs

      Eliminar
  2. Leio o teu blog há pouco tempo e foi de rajada que o li. Isto porque comecei a correr em Maio mas fiz uma lesão em Julho e estive parada 3 meses. Recomecei agora e quero ir à São Silvestre de Lisboa. Não sei se consigo fazer os 10 km sem parar e andar mas vou tentar. Vai ser a minha primeira prova. É bom voltar a ler-te sobre as corridas de estrada. Mas o relato desta maratona não tem muitos pormenores... como foi?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Mrs. August! Obrigada pelo comentário. Leste o blogue inteiro??! Uau!:)
      Claro que consegues fazer os 10km sem parar, é só não te entusiasmares demasiado ao início, e gerires.
      Quanto à minha maratona, ainda farei uma crónica sobre a mesma.
      Boa sorte para a São Silvestre, que tenhas uma óptima estreia!
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Obrigada ;-)
      E parabéns pela maratona! é um feito que nem me atrevo a sonhar :-)

      Eliminar
  3. Ultra-Maratonista e, agora, Maratonista Rute, muitos e muitos parabéns!!!

    Surpreendeste e não foi pouco. Sem treinos fazer uma corrida destas e com a marca que fizeste... Só prova que se te tivesses dedicado à distância, não imagino onde chegarias!!!

    E não tenho qualquer dúvida que é a alínea a)!

    Beijinhos, novamente muitos parabéns, e venha o relato, com aquela tua forma peculiar de escrita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, João! :)
      Sabes, o facto de ir menos preparada acho que "ajudou". Não fiquei nervosa e, como não tinha treinos para mais, corri sem olhar para o relógio, sempre confortável (na medida do possível!) :) E o facto de ir distraída a ver se vos via também facilitava.
      Mais uma vez, parabéns pela tua prova!
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Ena, parabéns, maratonista! Com paixão ou sem paixão, é uma marca significativa na vida de qualquer corredor. Mesmo que só o apreciemos mais tarde, que foi o que me aconteceu.

    (Mas isto não se faz, estes cliffhangers no final dos posts são mauzinhos. Queremos saber detalhes!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheh... "Não percam o próximo episódio, porque nós também não." :)
      Obrigada!
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Isto agora é sempre a descer. Primeiro o OMD, agora a Maratona... lá para 2019 estreias-te na Milha Urbana de S. Domingos de Rana :D

    Mesmo sem relatos épicos do plano de treinos três meses antes da Maratona, os posts carregados de dúvidas existenciais, as fotos dos baldes de argamassa proteica a mando do nutricionista xpto e da review dos 549 sapatos utilizados durante a preparação, és maratonista! :D

    Muitos parabéns!

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saltei essa parte toda dos preparativos!!! Por um lado, fico chateada! :P
      Por outro, não houve oportunidade de ficar ansiosa. Foi como tirar um penso-rápido (dos grandes, com 42km) ;)
      Obrigada!
      Bjs

      Eliminar
  6. Era “obrigatório” correres uma maratona pois sem ela o curriculum não ficava tão bonito!
    Claro que com toda a tua história de “rapariga do mato” e ultra maratonista conseguiste despachar a “coisa” na perfeição mesmo sem treino específico.
    Como diz o João Lima como seria se te tivesses preparado mesmo para a maratona? Onde será que chegarias?
    Mas vale a pena? Se te sentes bem no trail e a estrada não é mesmo a tua praia tentar fazer uma maratona de “faca” nos dentes a dar o máximo é uma inutilidade e uma violência!
    Agora que já tens a maratona no curriculum volta é para “casa” ou seja para o trail que o alcatrão faz mal à saúde! 
    Nota: não tenho nada contra a maratona e as modestas quatro que fiz foram sempre a tentar dar o máximo.
    Beijinhos grandes e gosto de gente assim como tu que começa a casa pelo telhado! Primeiro a ultra depois a maratona!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se correu "na perfeição" mas correu melhor do que esperava! Aliás, quando cruzei a meta fartei-me de dizer a toda a gente "não foi tão mau como pensava!" :D
      Ainda não sei se tornarei a fazer uma Maratona (para o fazer, desta vez teria de dedicar-me aos treinos) mas pelo menos tive uma boa primeira experiência. :)
      Agora é pensar no sonho seguinte! Nos trilhos. :)
      Beijinhos grandes

      Eliminar
  7. E tu vens ao Porto e não dizes nada??? Shame on you!!!
    Bem, pelos vistos estiveste bem ... diz quem te viu chegar que chegaste com boa cara, que parecia que tinhas feito uma corridita de 10km à beira mar. O mesmo já não se pode dizer da tua lebre, que pelo que consta vinha derreado. Mas só sei isto de ouvir dizer, eu não vi nada nem tenho um vídeo da vossa chegada nem nada que se pareça ;)
    Beijinhos e boa recuperação

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei, shame on me! Mas não queria aproveitar-me da tua boa vontade, só faltava dares comida e dormida, queres ver?!! :P
      Sim, a Maratona "não foi tão mau como pensava", mas claro que ir sempre em ritmo confortável ajudou. Não é como aqueles que vão para 3h15 e assim... ;)
      Existe um vídeo e eu não tenho conhecimento??! Ainda nem o oficial da prova vi...
      Beijinhos e, mais uma vez, parabéns!

      Eliminar
  8. Vá, sabes bem que a tinhas que fazer um dia! :) Agora que está despachada (curiosamente "despachado" também é o sentimento que me invadiu no fim) é altura de voltar ao monte. Devo-vos um treino em Montejunto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheh, verdade, mais tarde ou mais cedo tinha de ser! Curiosamente, como fui sempre "confortável", quando terminei não tive aquele pensamento do "nunca mais", mas também não sei ainda se quero dedicar-me aos treinos necessários para a tornar a repetir. Pelo menos tão cedo não.
      Quando é que agora fazes outra prova maiorzita? Tens de estar empenado quando formos a Montejunto, para vos conseguir acompanhar. :)

      Eliminar
  9. Muitos parabéns! :)
    Apesar de não ser a tua "praia", pelo menos já tens uma no currículo e já sentiste e alegria e o orgulho que é fazer uma :)
    Felizmente aquele publico fantástico ajudou e muito a sentirmos a grande festa que é uma maratona :)
    Mais uma vez muitos parabéns Menina :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Isa!
      Sim, é verdade, é um verdadeiro ambiente de festa e acho que aquela energia ajuda bastante!
      Parabéns a vocês também!
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Parabéns Rute!
    Apesar da pouca preparação, estiveste muito Bem.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Vitor!
      Aqueles percursos de ida e volta eram bons para distrair enquanto olhava para quem vinha. :D
      Beijinhos

      Eliminar
  11. Parabéns Maratonista (de estrada, agora também!). Beijos e boa recuperação!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! :)
      Parabéns pela tua prova!
      Beijinhos

      Eliminar
  12. E que bela prenda :-)
    É claro que é a hipótese a)
    Parabéns pela conquista e por mais uma para o (longo) currículo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A posteriori, também digo que é a a). ;)
      Obrigada!

      Eliminar
  13. Olá :)

    Chegou o Swonkie, uma plataforma de gestão de Redes Sociais onde consegues escrever e publicar os teus posts do Blog com análise de SEO e partilhar ou agendar em várias redes sociais em segundos. Consegues ainda ter as estatísticas das tuas publicações e acesso à nossa comunidade de Bloggers.

    Gostaríamos de te convidar a usar o Swonkie com o teu Blog.

    O Swonkie é o melhor amigo dos Bloggers, e desenhamos isto a pensar em Blogs como o Corre como uma menina.

    A nossa equipa estará em Swonkie.com para te conhecer. Contamos então contigo :) ?

    P.S - Tivemos de entrar em contacto contigo porque não encontramos o teu email no blog.

    Até Já

    Equipa Swonkie

    ResponderEliminar
  14. Bem, cheguei ao fim com vontade de ler mais, espero que venha aí crónica :P Muitos parabéns, é um desafio enorme e superá-lo deve ser uma sensação fantástica :D

    ResponderEliminar
  15. Helder L.20/11/16

    Grande objectivo para 2017 -> ultra... caminhadas curtas lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podia baixar o número de kms e dedicar-me à velocidade! Mas... naaaa... ;)

      Eliminar
  16. ...e para o ano á mais !!! toca a treinar !! :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para o ano há mais??!! Isso ainda é assunto a debater... :D
      Brjs

      Eliminar
  17. a), b) e alguém que adora ver-te sorrir, alguém que quer viver momentos únicos contigo.

    Alguém sente por ti algo que eu, neste momento, filosoficamente não acredito que exista :)

    alguém que... Tens sorte

    Bjn

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A filosofia tem tantos mestres... Não te limites a Platão. ;)
      Bjs

      Eliminar